Agrodefesa 20 anos

“Agrodefesa 20 anos”: Caiado destaca promoção da segurança sanitária no campo

Autarquia celebra trajetória de avanços que garantem alto padrão de qualidade animal e vegetal em Goiás.

Publicados

Agrodefesa sede em Goiânia. Foto: Secom

O trabalho da Agência Goiana de Defesa Agropecuária (Agrodefesa) para assegurar a oferta de alimentos seguros e altos padrões de sanidade animal e vegetal no campo foi ressaltado pelo governador Ronaldo Caiado. “A Agrodefesa tem sido crucial para que o agronegócio possa avançar economicamente, mantendo uma visão de preservação ambiental”, afirmou, ao receber os dirigentes da autarquia em seu gabinete, no Palácio Pedro Ludovico Teixeira, em Goiânia.

O encontro foi promovido no mês em que a Agrodefesa completa 20 anos de atuação – o aniversário da autarquia é celebrado neste sábado (30/12). Como forma de reconhecimento, Caiado agradeceu o empenho dos servidores da pasta, que teve como resultado a retirada da vacinação contra febre aftosa, a partir deste ano. “Hoje temos a certeza de que nossos animais estão protegidos, de forma que podemos ofertar ao mundo os melhores produtos e com segurança”, continuou.

Criada por meio da Lei nº 14.645/03, a Agrodefesa integra a administração indireta do Estado de Goiás e está jurisdicionada à Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa). É responsável pela defesa agropecuária goiana, tendo como presidente o médico veterinário José Ricardo Caixeta. “São 20 anos de uma atuação pautada no comprometimento com a sanidade animal e vegetal, com o melhor rendimento do produtor rural e com a qualidade dos produtos que chegam à mesa dos cidadãos. Muitos avanços foram conquistados nessas duas décadas, mas em especial, nos últimos cinco anos, quando vimos a Agrodefesa mudar o seu perfil de órgão meramente fiscalizador, para o de parceiro-educador de toda cadeia produtiva”, ressalta Caixeta.

Leia Também:  Anápolis: Clínica de reabilitação de dependentes químicos é interditada por cárcere privado

Inovação

Resultado do trabalho da equipe técnica e com a cooperação dos produtores rurais, Goiás será o primeiro estado brasileiro a editar um Código de Defesa Agropecuário, documento que compila um conjunto de normas, como leis e decretos; além de formalizar a autorregulação do setor, necessária para promover a implantação da Lei Federal nº14.515/22, que instituiu o programa de incentivo à conformidade em Defesa Agropecuária.

JORNAL DO VALE – Muito mais que um jornal, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE, através do WhatsApp (62) 98504-9192

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

CONCURSO

Abertas as inscrições para o concurso da Polícia Penal de Goiás

Certame oferece 1,6 mil vagas, com salário inicial de R$ 5,9 mil; seleção exige diploma de nível superior.

Publicados

em

DGPP vai receber 1,6 mil novos policiais penais: inscrições para o concurso seguem abertas até 14 de agosto. Foto: DGPP

Estão abertas, a partir desta terça-feira (16), as inscrições para o concurso público que vai preencher 1,6 mil vagas para o cargo de policial penal em Goiás. O cadastro deve ser feito pelo site do Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação (IBFC), com taxa de R$ 150. Para concorrer ao cargo, o candidato deve ter diploma de nível superior, em qualquer área, registrado em instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC).  O salário inicial para o cargo é de R$ 5.971,42, para uma carga horária de 40 horas semanais.

O certame será conduzido pelo IBFC, sob coordenação da Secretaria de Estado da Administração (Sead), e os aprovados serão lotados na Diretoria-Geral de Polícia Penal (DGPP), órgão ligado à Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP). O exercício do cargo exige a realização de viagens e a prestação de serviços fora do expediente e do local de trabalho.

A seleção será dividida em sete fases: prova objetiva, prova discursiva, avaliação médica, avaliação de aptidão física, avaliação psicológica, avaliação de vida pregressa e investigação social e avaliação de títulos. Candidatos com deficiência também passarão por avaliação de equipe multiprofissional. A data provável da aplicação das provas objetiva e discursiva é 15 de setembro, nas cidades de Aparecida de Goiânia, Caldas Novas, Formosa, Goiânia, Goianésia, Itaberaí, Luziânia, Rio Verde e São Luís de Montes Belos.

Leia Também:  Governo de Goiás anuncia campanha contra aftosa e raiva com meta de vacinar 10 milhões de animais

O período de inscrições vai até o dia 14 de agosto de 2024. O edital completo está disponível no portal do IBCF (www.ibfc.org.br) e no site da Sead – em Acesso Rápido / Concursos e Seleções.

JORNAL DO VALE – Muito mais que um jornal, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE, através do WhatsApp (62) 98504-9192

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

VALE SÃO PATRÍCIO

PLANTÃO POLICIAL

ACIDENTE

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA