Brasil empata com a Costa Rica na estreia da Copa América e decepciona torcedor

Publicados

Nesta segunda-feira (24.06), o Brasil empatou sem gols com a Costa Rica no SoFi Stadium, em Inglewood, região metropolitana de Los Angeles, pela estreia na Copa América. O time comandado por Dorival Júnior até balançou as redes com Marquinhos no primeiro tempo, mas o VAR anulou o lance por impedimento do zagueiro. A Seleção Brasileira não conseguiu superar a retranca adversária, apesar de ter criado inúmeras chances de perigo. Neymar, em fase final de recuperação de sua lesão no joelho esquerdo, esteve no estádio acompanhando o Brasil.

Com o resultado, o Brasil perdeu a oportunidade de empatar com a Colômbia, que venceu o Paraguai, na liderança do Grupo D da competição. Com apenas um ponto, o time verde e amarelo ocupa a segunda colocação da chave ao lado da Costa Rica.

Primeiro tempo

A Seleção Brasileira impôs seu ritmo de jogo desde o começo e logo aos seis minutos criou a primeira oportunidade de gol. Danilo achou um bom passe em profundidade para Raphinha, que invadiu a área e bateu em cima do goleiro costarriquenho.

Pouco depois, foi a vez de Rodrygo tabelar com Lucas Paquetá, invadir a área, se livrar da marcação e bater rasteiro, cruzado, tirando tinta da trave. O camisa 10 da Seleção Brasileira, aliás, foi o destaque do primeiro tempo, protagonizando as melhores jogadas.

Aos 22 minutos, Rodrygo puxou o contra-ataque e abriu na esquerda para Vinícius Júnior, que tocou para Paquetá na entrada da área. O camisa 8 da Seleção tinha liberdade suficiente para dominar a bola, mas preferiu bater de primeira, não conseguindo pegar em cheio, mandando para fora.

 Gol anulado

De tanto insistir, a Seleção Brasileira foi premiada com o gol aos 29 minutos. Raphinha cobrou falta pela esquerda, Rodrygo desviou de ombro no primeiro pau e Marquinhos apareceu no segundo para completar para o fundo das redes, abrindo o placar para o Brasil contra a Costa Rica. Porém, após revisão do VAR, o lance foi anulado por impedimento do zagueiro.

Leia Também:  Cuiabá goleia e garante vaga na semifinal da Copa Verde

Antes do intervalo, o Brasil ainda teve outras duas chances para, enfim, abrir o placar, mas sem sucesso. Na primeira, Vinícius Jr. foi para cima da marcação, chegou na linha de fundo e cruzou para Paquetá, que mais uma vez apareceu na entrada da área para finalizar de primeira, desta vez sem deixar a bola cair no chão, mas mandou para fora. Já na segunda, Rodrygo costurou a marcação na entrada da área e soltou a bomba, mandando por cima do travessão.

Segundo Tempo

Na etapa complementar, nada de novo foi visto. O Brasil continuou tendo o controle total da partida. Aos 14 minutos, Paquetá deu passe de letra para Raphinha, que entrou na área e tocou para Vinícius Júnior também acionar Rodrygo de letra. O camisa 10 chegou batendo para o gol, mas a zaga costarriquenha conseguiu travar o chute na hora “h”.

Pouco depois, aos 17 minutos, Lucas Paquetá ficou com a bola dominada na entrada da área e soltou a bomba, carimbando a trave da Costa Rica. Foi a melhor chance do Brasil até então.

Entrada de Endrick

Aos 25 minutos do segundo tempo, o técnico Dorival Júnior decidiu promover a entrada de Endrick na vaga de Vinícius Júnior, que não fez uma boa partida nesta segunda-feira, na esperança de fortalecer seu sistema ofensivo e chegar ao gol.

No minuto seguinte, quase a Seleção balançou as redes. Savinho, que substituiu Raphinha, chegou na linha de fundo e cruzou no segundo pau. Quirós apareceu para tirar o perigo de cabeça, mas acabou jogando contra o próprio gol, exigindo grande defesa do goleiro Sequeira.

Leia Também:  Palmeiras é tricampeão do Campeonato Paulista após vencer o Santos por 2 a 0 no Allianz Parque

Mais tarde, aos 33 minutos, Paquetá deu um lindo drible no marcador dentro da área e tocou para trás, encontrando Guilherme Arana, que bateu de primeira, obrigando Sequeira a fazer outra ótima intervenção para evitar o gol do Brasil.

Nos últimos minutos, o Brasil foi com tudo para cima da Costa Rica na intenção de, enfim, furar a retranca adversária. Aos 45 minutos, Bruno Guimarães ficou com o grito de gol entalado na garganta ao receber de Savinho após linda jogada do ponta direita e bater de primeira, buscando o ângulo, tirando tinta do travessão. Assim, coube aos comandados de Dorival Júnior se conformarem com o frustrante empate na estreia na Copa América.

Próximos confrontos

O Brasil volta a entrar em campo na próxima sexta-feira, às 22h (de Brasília), no Allegiant Stadium, em Las Vegas, contra o Paraguai. Já a Costa Rica terá pela frente a Colômbia, no mesmo dia, mas um pouco mais cedo, às 19h, em Phoenix.

FICHA TÉCNICA

BRASIL 0 X 0 COSTA RICA 

Local: SoFi Stadium, em Inglewood (EUA)
Data: 24/06/2024
Horário: 22 horas
Árbitro: Cesar Arturo Palanzuelos (MEX)
Assistentes: Alberto Morin Mendez (MEX) e Marco Antonio Mendiola (MEX)
VAR: Guillermo Pachelo Larios (MEX)
Cartões amarelos: Calvo, Ugalde (Costa Rica); Militão (Brasil)

BRASIL: Alisson; Danilo, Militão, Marquinhos e Arana; João Gomes (Gabriel Martinelli), Bruno Guimarães e Lucas Paquetá; Raphinha (Savinho), Vinícius Jr (Endrick). e Rodrygo. Técnico: Dorival Júnior.

COSTA RICA: Sequeira; Quirós, Mitchell, Vargas, Calvo e Lassiter (Mora); Brenes (Alejandro Bran), Galo e Brandon Aguilera (Taylor); Ugalde (Madrigal) e Zamora (Campbell). Técnico: Gustavo Alfaro.

Fonte: Esportes

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

ESPORTES

Botafogo vence clássico contra Palmeiras e amplia vantagem na liderança do Brasileirão

Publicados

em

Em noite de Tiquinho Soares, o Botafogo venceu o Palmeiras por 1 a 0 nesta quarta-feira (17.07), no Estádio Nilton Santos, em jogo válido pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro. O resultado coloca o Fogão com 36 pontos, abrindo vantagem na liderança da competição.

A partida começou movimentada, com chances para os dois lados. O Botafogo assustou com Júnior Santos e Marlon Freitas, enquanto o Palmeiras respondeu com Raphael Veiga e Estêvão, parando em boas defesas de Weverton e John, respectivamente. O Verdão, com as estreias de Mauricio e Felipe Anderson no banco, buscava assumir a ponta da tabela, mas esbarrou na forte marcação alvinegra.

No segundo tempo, o Botafogo não demorou a abrir o placar. Aos 10 minutos, Luiz Henrique invadiu a área pela direita, deixou Murilo para trás e cruzou na medida para Tiquinho Soares, que, livre de marcação, só teve o trabalho de empurrar para o fundo das redes.

O Palmeiras, então, partiu para cima em busca do empate. Piquerez e Flaco López tentaram, mas pararam em John. Abel Ferreira lançou mão de suas opções no banco, mas nem as entradas de Endrick e Jhon Jhon surtiram efeito. Do outro lado, o Botafogo, com a estreia de Igor Jesus no ataque, administrou a vantagem e quase ampliou com Tiquinho e Kauê, garantindo a vitória e a liderança isolada do Brasileirão.

Leia Também:  Fluminense vence o Alianza Lima de virada na Libertadores

Com a derrota, o Palmeiras permanece com 33 pontos e pode perder a vice-liderança para o Flamengo, que joga nesta quinta-feira. Já o Botafogo, embalado pela torcida, volta a campo no sábado, contra o Internacional, no Nilton Santos, buscando manter o ritmo na ponta da tabela. O Palmeiras, por sua vez, recebe o Cruzeiro no Allianz Parque, no mesmo dia, buscando a recuperação no campeonato.

FICHA TÉCNICA

BOTAFOGO 1 X 0 PALMEIRAS

Local: Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro
Data: 17/07/2024
Hora: 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Anderson Daronco (Fifa/RS)
Assistentes: Lucio Beiersdorf Flor (RS) e Michael Stanislau (RS)
Cartões amarelos: Alexander Barboza e Damián Suárez (Botafogo)
GOLS: Tiquinho Soares, aos dez minutos do 2°T (BOTAFOGO)

PALMEIRAS: Weverton; Marcos Rocha (Mayke), Gustavo Gómez, Murilo e Piquerez; Aníbal Moreno, Gabriel Menino (Felipe Anderson) e Raphael Veiga (Caio Paulista); Estêvão (Mauricio), Rony (Dudu) e Flaco López. Técnico: Abel Ferreira

BOTAFOGO: John; Damián Suárez, Alexandre Barboza, Bastos e Marçal; Gregore, Marlon Freitas (Danilo Barbosa), Luiz Henrique (Kauê) e Savarino; Júnior Santos (Igor Jesus) e Tiquinho Soares (Tchê Tchê). Técnico Artur Jorge

Fonte: Esportes

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

VALE SÃO PATRÍCIO

PLANTÃO POLICIAL

ACIDENTE

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA