Bugatti mostra carro de 1.850 cv para ultrapassar os 500 km/h

Publicados


source
Bugati
Divulgação

Bugatti Bolide como o próprio nome diz, mais parece um bólido que voa baixo e com potência insana para um veículo de quatro rodas

A Bugatti ficou conhecida nos últimos anos por criar modelos como o Veyron e o Chiron, que são famosos pelos números extremos de potência e pela capacidade de bater recordes de velocidade entre os carros de produção. Pois a marca de hipercarros do grupo Volkswagen realmente acha que não existem limites e apresentou nesta quarta-feira (28) o Bolide, um monstro de 1.850 cv.


Segundo a Bugatti , o Bolide é um carro experimental de competição, criado a partir do conjunto mecânico modificado do Chiron, com o objetivo de demonstrar o que o motor 8.0 W16 da marca é capaz de fazer quando combinado a uma carroceria aerodinâmica bastante aliviada, que possibilita ao conceito pesar apenas 1.240 kg.

Leia Também:  Jeep Renegade fecha novembro na ponta do ranking dos SUVs

Para se ter uma ideia de como essa massa é pequena, são 756 kg a menos do que o Chiron . E 153 kg a menos do que um Jeep Renegade flex feito no Brasil. Resultado que só é possível graças ao fato de a Bugatti não ter economizado em materiais. A carroceria é feita com o uso extensivo de ligas metálicas aeroespaciais, fibra de carbono e até parafusos feitos de titânio.

Um Bugatti mais do que superlativo


Esse conjunto resultou em uma relação peso-potência de apenas 670g por cavalo. Proporção que permite ao Bolide atingir, segundo a marca, velocidades máximas bem acima dos 500 km/h sem comprometer a dirigibilidade e a agilidade do esportivo. 

A Bugatti garante ainda que, o hipercarro poderia percorrer os 22 km do traçado Nordschleife da pista alemã de Nürburgring (Alemanha) em pouco mais de 5 minutos e 23 segundos.


O Bolide teve todos os sistemas otimizados para garantir o melhor rendimento em altas velocidades. Isso explica a necessidade do uso de gasolina de competição de 110 octanas e os quatro novos turbos que entregam o melhor rendimento em giros mais altos. De acordo com a Bugatti , ainda não se sabe quando o hipercarro irá entrar em produção em série.

Leia Também:  Contran divulga prazo para renovar CNH vencida na pandemia
Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

CARROS E MOTOS

Multa de trânsito será destinada para melhorar acessibilidade de deficientes

Publicados

em


source

Carro Esporte Clube

Transito
Thiago Ventura

No mínimo 10% dos recursos deverão ser empregados na elaboração e na execução de projetos para a adaptação das vias e passeios

O Senado aprovou nessa quinta-feira (3), por votação simbólica, projeto que permite a utilização dos recursos provenientes de multas de trânsito na adaptação das vias para a circulação das pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida. O PL 4.937/2020 , do senador Diego Tavares (PP-PB), teve parecer favorável do senador Romário (Podemos-RJ) e segue agora para análise da Câmara dos Deputados.

Conforme o texto, que alterar o Código de Trânsito Brasileiro a receita arrecadada com a cobrança de multas de trânsito será aplicada exclusivamente em sinalização, engenharia de tráfego e de campo, policiamento, fiscalização , educação de trânsito, segurança e acessibilidade no trânsito para pessoas com deficiência.

O projeto estabelece que no mínimo 10% desses recursos deverão ser empregados na elaboração e na execução de projetos para a adaptação às regras da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) das vias e passeios já existentes.

LEIA TAMBÉM:
IPVA deve ser pago no estado em que o veículo circula, decide STF
Sua carteira venceu? Contran divulga prazo para renovar CNH vencida na pandemia
Seguro DPVAT: motorista pode ficar isento de cobrança nos próximos dois anos

O autor da proposta ressalta que toda a infraestrutura anterior à Lei da Acessibilidade ( Lei 10.098, de 2000 ) precisa ser adaptada para a locomoção de deficientes. Ele lembra casos de calçadas estreitas, desniveladas, quebradas e também sem rampas de acesso ou textura de piso; semáforos sem aviso sonoro ou sinalização tátil; raio de curvatura de esquinas inadequado e com obstáculos.

Leia Também:  Conheça 5 versões do Volkswagen Golf que nunca tivemos no Brasil

“Apesar da previsão de reforma presente no Estatuto das Cidades ( Lei 10.257, de 2001 ), é notório que os estados e municípios carecem de recursos para a readequação dessas vias, o que os leva a deixar a acessibilidade em segundo plano em decorrência da falta de verbas”, argumenta Diego Tavares. O relator concordou:

“Apesar da ampla legislação existente sobre o assunto, nossos passeios públicos, em geral, são um acinte à liberdade de ir e vir de qualquer pessoa, especialmente aqueles com mobilidade reduzida”, destacou Romário ao ler seu parecer.

CONFIRA TAMBÉM:

Projeto quer acabar com multa por radar de velocidade abaixo de 120 km/h
Detran.RJ autoriza aula teórica online para tirar carteira de motorista no Rio
IPVA 2021: Ferrari F8 Tributo tem o imposto mais caro de MG; valor é de cair o queixo!
Estagiária da Volkswagen cria novo painel para o Nivus e fatura vaga no Design Center

Segundo Romário, os 10% estabelecidos pelo projeto devem representar cerca de R$ 1 bilhão por ano, do total da arrecadação com multas de trânsito de órgãos federais, estaduais e municipais. O senador citou dados do Portal da Transparência, segundo os quais o Ministério do Desenvolvimento Regional investiu, no ano passado, em todas as ações federais de infraestrutura urbana , pouco mais de R$ 50 milhões.

“Portanto, trata-se de um valor que deve representar, de fato, uma grande oportunidade de transformação da realidade atual”, observou o relator.

Normas

O projeto também insere no Código de Trânsito Brasileiro ( CTB — Lei 9.503, de 1997 ) a obrigação de que os passeios destinados à circulação de pedestres sejam construídos com observância das normas técnicas de acessibilidade da ABNT. Essa exigência de adequação das vias públicas já é prevista na Lei da Acessibilidade, a intenção é deixar claro também na legislação de trânsito .

Leia Também:  Recém-lançado no Brasil, Chery Tiggo 8 ganha versão de luxo na China

Segundo a ABNT, passeios são parte da calçada ou da pista de rolamento separada por pintura ou elemento físico, livre de interferências, destinada à circulação exclusiva de pedestres e, excepcionalmente, de ciclistas.

Entre as normas da ABNT que devem ser aplicadas aos passeios para garantir acessibilidade estão pisos de superfície regular, firme, estável e antiderrapante sob qualquer condição, que não provoque trepidação em cadeiras de rodas; presença de linha-guia para deficientes visuais, rebaixamento total do passeio junto à vaga para deficientes, rampas de acesso quando houver desnível e inclinação do passeio não superior a 8,33%.

Emendas

O relator aceitou duas emendas. A primeira, do senador Fabiano Contarato (Rede-ES), insere no Código de Trânsito Brasileiro a tipificação da infração de parar veículo junto às rampas de acesso de pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida. Quem incorrer nessa infração, de grau médio, terá de pagar multa e estará sujeito à remoção do veículo.

A segunda emenda, do senador Jayme Campos (DEM-MT), muda a ementa do projeto e foi acatada parcialmente pelo relator. Com isso, o texto passou a prever que os recursos arrecadados com as multas poderão também ser empregados em tecnologias de segurança e acessibilidade (Fonte: Agência Senado)

FIQUE LIGADO:


Assine nossa lista VIP no Telegram! É grátis!

Entre no grupo de bate-papo do Carro Esporte Clube no WhatsApp!

O post Multa de trânsito será destinada para melhorar acessibilidade de deficientes em vias públicas apareceu primeiro em Carro Esporte Clube .

Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

VALE SÃO PATRÍCIO

PLANTÃO POLICIAL

ACIDENTE

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA