Política

Caiado pede rigor com responsabilidade na investigação de atos antidemocráticos

Em entrevista à Rádio Bandeirantes, o governador de Goiás comenta apuração de empresários do agro nos protestos extremistas em Brasília: “Levante os responsáveis, mas jamais tente rotular, criminalizar, demonizar a figura do produtor rural no Brasil”.

Publicados

Governador Ronaldo Caiado em entrevista à Rádio Bandeirantes: “Não podemos medir uma classe por excessos que aconteceram por alguns dentro do setor. Isso não é a radiografia do setor produtivo”. Foto: Secom.

Em entrevista ao Jornal da Gente, da Rádio Bandeirantes, na manhã desta terça-feira (10), o governador Ronaldo Caiado reiterou a necessidade de rigor na apuração dos responsáveis pelos atos antidemocráticos que destruíram prédios e patrimônios públicos em Brasília, no último domingo (08), porém pediu cautela às lideranças nacionais ao tratar sobre o que chamou de “rotulação do agro”. “Uma coisa que peço neste momento ao governo federal é que, realmente, levante os responsáveis, mas jamais tente rotular, criminalizar, demonizar a figura do produtor rural no Brasil”, ponderou Caiado.

Para o governador de Goiás, rótulos e generalização podem ser temerários neste momento. “Não podemos medir uma classe por excessos que aconteceram por alguns dentro do setor. Isso não é a radiografia do setor produtivo”, defendeu. “Quero deixar claro que a agropecuária brasileira tem significado, importância e relevância ímpar. É hoje o sustentáculo da economia brasileira”, afirmou ao expressar orgulho de pertencer ao segmento.

Caiado frisa que a segurança e estabilidade da democracia estão balizadas na responsabilidade dos líderes extremistas que protagonizaram a violência em Brasília, sejam eles de direita ou esquerda. Pioneiro na defesa do setor ruralista, com atos realizados desde 1986, Caiado lembrou que as mobilizações sociais jamais chegaram ao patamar visto no último domingo. “Nós lutamos pelo direito de propriedade na Constituição. Cabe ao líder não dar espaço às pessoas extremadas”.

Leia Também:  Pesquisa mostra que 68% dos eleitores são favoráveis ao impeachment

O governador falou com a Rádio Bandeirantes remotamente do Palácio das Esmeraldas, em Goiânia, onde se recupera de cirurgia cardíaca realizada no último dia 8 de dezembro. Caiado lembrou que os atos extremistas cresceram quando o sistema eleitoral brasileiro foi colocado em xeque, posição adotada pelo ex-presidente Jair Bolsonaro e apoiadores que, para ele, foi o “fator mais nocivo” neste processo que culminou na vandalização dos prédios da Praça dos Três Poderes.

“É uma regra normal ganhar e perder. Aquilo que assistimos no domingo foi uma barbárie, expõe o Brasil internacionalmente. Foi criminoso, inadmissível”, afirmou. “O ponto que alimentou a tese de que pudesse ter uma prática criminosa na apuração dos votos levou a essa insurgência maior vista não só do setor [rural], mas de outras profissões também e de vários segmentos da sociedade”, completou.

JORNAL DO VALE – Muito mais que um jornal, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE, através do WhatsApp (62) 98504-9192

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

ESTADO

Caiado prestigia posse do novo reitor do Santuário Basílica do Divino Pai Eterno

Padre Marco Aurélio Martins da Silva foi nomeado pelo governo da Província Redentorista de Goiás, responsável pelo Santuário desde 1894. O sacerdote assumiu ainda a Associação Filhos do Pai Eterno (Afipe) e a coordenação da festa de Trindade.

Publicados

em

Governador Ronaldo Caiado durante posse do novo reitor da Basílica do Divino Pai Eterno, em Trindade. Fotos: Júnior Guimarães.

O governador Ronaldo Caiado prestigiou neste sábado (28), em Trindade (GO), a posse do missionário redentorista padre Marco Aurélio Martins da Silva como novo reitor do Santuário Basílica do Divino Pai Eterno. O sacerdote assume também a presidência da Associação Filhos do Pai Eterno (Afipe) e estará à frente da Romaria do Pai Eterno, tradicional festa religiosa que neste ano será anunciada em fevereiro.

Católico praticante, Caiado desejou sucesso ao reitor nesta nova missão. “Fiz questão de estar aqui para cumprimentá-lo e me colocar, como governador, à disposição de todas ações que ele venha realizar nos próximos anos”, frisou. O governador comentou ainda sobre a parceria com o religioso, enquanto diretor da Vila São Cottolengo por quatro anos. “Acompanhei o trabalho dele durante todos os nossos anos de governo”.

A nomeação do novo reitor foi realizada pelo governo da Província Redentorista de Goiás, responsável pelo Santuário desde 1894. Até dezembro, o novo superior provincial da congregação redentorista em Goiás, Pe. João Paulo dos Santos, ocupava as duas funções. Na celebração, foi lida a Provisão Canônica e, após o Juramento de Fidelidade e a Profissão de Fé, padre Marco Aurélio assumiu a função de reitor. Durante a missa, ele recebeu ainda, simbolicamente, as chaves da igreja onde presidirá as celebrações.

Leia Também:  Indicação de goiano para a presidência do Instituto Chico Mendes causa polêmica

“Neste Santuário eu reafirmo o meu discipulado e a minha entrega ao amor do Pai. Agradeço pela confiança, por essa certeza na fé de que juntos podemos continuar evangelizando, transformando e fazendo com que esse lugar sagrado seja o lugar da evangelização”, destacou o novo reitor.

Em seu discurso, Pe. Marco Aurélio também agradeceu a parceria do Governo do Estado na realização das festividades religiosas, especialmente na festa de Trindade. “Contamos muito com o governador, o senhor sempre mostrou que está muito próximo da nossa missão e que está junto com todos os romeiros do Pai Eterno”.

A missa foi presidida pelo bispo auxiliar da Arquidiocese de Goiânia, Dom Levi Bonatto, que durante a homilia falou sobre a importância da igreja cuidar tão bem do Santuário e de se preocupar com a nomeação dos líderes religiosos. “O romeiro procura sempre no seu santuário a santidade, estar mais perto de Deus, mais perto do céu, no santuário da sua devoção”, refletiu.

Padre Marco Aurélio Martins da Silva.

 

Leia Também:  Pesquisa mostra que 68% dos eleitores são favoráveis ao impeachment

Perfil

Formado em Filosofia e Teologia pelo Instituto de Filosofia e Teologia de Goiás (Ifiteg),  padre Marco Aurélio Martins da Silva, de 43 anos, já colaborou no Santuário Basílica Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, em Goiânia, no ano de 2007, e depois assumiu a Paróquia de Trindade entre 2008 e 2014.

No ano seguinte, foi nomeado pároco na Paróquia Santo Antônio de Pádua, em Rio Verde. De 2019 a 2020, foi designado reitor e pároco do Santuário Basílica Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, em Goiânia. Além disso, entre 2019 e 2022, o sacerdote foi presidente da Vila São José Bento Cottolengo, em Trindade.

Acompanharam o governador na celebração o prefeito de Trindade, Marden Júnior; a deputada federal Flávia Morais; os estaduais Antônio Gomide, Cristiano Galindo, o juiz de direito Liciomar Fernandes e Doutor George; o provincial redentorista Pe. João Paulo; além de fiéis e devotos do Divino Pai Eterno.

JORNAL DO VALE – Muito mais que um jornal, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE, através do WhatsApp (62) 98504-9192

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

VALE SÃO PATRÍCIO

PLANTÃO POLICIAL

ACIDENTE

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA