Coronel Sílvio Vasconcelos assume Comando-Geral da Polícia Militar de Goiás

Publicados


O governador Marconi Perillo foi recebido com entusiasmo pelas forças policias que lotaram a Academia da Polícia Militar, no Setor Universitário, e demonstraram ânimo redobrado para cumprir as determinações do coronel Sílvio Vasconcelos Nunes, que assumiu o comando da PM no lugar do coronel Divino Alves de Oliveira.

Marconi pontuou que as palavras que vinham à mente, na cerimônia eram: “Gratidão, respeito e carinho aos profissionais que deixam os cargos e aos que chegam para incrementar a nossa equipe”. E frisou que “a Polícia Militar é uma das mais respeitadas do Brasil”, e que seus governos “colaboraram para que essa polícia fosse respeitada, prestigiada, apoiada, valorizada, e tivesse condições operacionais de trabalho”.

As mudanças na cúpula da segurança começaram com a posse do novo secretário de Segurança Pública, Irapuan Costa Júnior, no lugar de Ricardo Balestreri. “O Coronel Divino Alves fez um trabalho muito importante, e nós vamos buscar, cada vez mais, com o novo comandante, o coronel Vasconcelos, dar mais conforto e a segurança que a população de Goiás tanto merece”, destacou Irapuan.

Leia Também:  Horário de funcionamento do Vapt Vupt é alterado em Goiânia

O coronel Divino Alves de Oliveira disse que dedicara dois anos de sua experiência ao Comando Geral da PM e hoje tem  ”a certeza do dever cumprido”. Segundo ele, deixa o cargo com “indicadores extremamente positivos, com a redução em todos eles”, ao se referir ao combate a todo tipo de crime. Em seu discurso, o coronel Divino agradeceu ao governador Marconi Perillo “que me permitiu tamanha honra, de comandar a Polícia Militar do Estado de Goiás”.

Ao dirigir-se a Marconi Perillo ele assinalou que “foi fácil cumprir minha missão sabendo que o senhor estava na retaguarda,  valorizando os nossos policiais com reajustes salariais, com equipamentos de ponta, com novos armamentos e novas viaturas”.

Para o coronel Silvio Vasconcelos, agora comandante geral, a sociedade pode esperar dele “um comandante dedicado para servi-la, que fará de tudo para prevenir a criminalidade”, e disse sentir-se honrado pela confiança depositada no seu trabalho pelo “governador Perillo e pelo vice José Eliton”.

“Nossa missão é garantir qualidade de vida ao cidadão que levanta cedo, que pega ônibus, ao empresário e ao estudante com um policiamento de aproximação”, explicou o coronel Vasconcelos, observando que não vai dar trégua aos criminosos: “Nós seremos legalistas e duros com quem persistir em viver à margem da lei”.

Leia Também:  Governo de Goiás custeia viagens de mais de 40 mil atletas em 2022

O vice-governador José Eliton disse que “este é um momento de agradecimentos pelos bons serviços prestados ao povo de Goiás” pela Polícia Militar, e “às profundas mudanças” que Marconi Perillo “implementou na segurança pública, pelos resultados alcançados e pelas pegadas que eu vou seguir”. Do novo comandante, disse esperar “ainda mais empenho para garantirmos segurança e qualidade de vida aos goianos de bem”.

Prestigiaram também a cerimônia o secretário de Assuntos Estratégicos, Ricardo Balestreri; o comandante do Corpo de Bombeiros, coronel Carlos Helbingen; parlamentares, entre eles os deputados estaduais Santana Gomes e Lucas Calil; prefeitos; comandantes de batalhões e familiares dos policiais militares.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

CONCURSO

Abertas as inscrições para o concurso da Polícia Penal de Goiás

Certame oferece 1,6 mil vagas, com salário inicial de R$ 5,9 mil; seleção exige diploma de nível superior.

Publicados

em

DGPP vai receber 1,6 mil novos policiais penais: inscrições para o concurso seguem abertas até 14 de agosto. Foto: DGPP

Estão abertas, a partir desta terça-feira (16), as inscrições para o concurso público que vai preencher 1,6 mil vagas para o cargo de policial penal em Goiás. O cadastro deve ser feito pelo site do Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação (IBFC), com taxa de R$ 150. Para concorrer ao cargo, o candidato deve ter diploma de nível superior, em qualquer área, registrado em instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC).  O salário inicial para o cargo é de R$ 5.971,42, para uma carga horária de 40 horas semanais.

O certame será conduzido pelo IBFC, sob coordenação da Secretaria de Estado da Administração (Sead), e os aprovados serão lotados na Diretoria-Geral de Polícia Penal (DGPP), órgão ligado à Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP). O exercício do cargo exige a realização de viagens e a prestação de serviços fora do expediente e do local de trabalho.

A seleção será dividida em sete fases: prova objetiva, prova discursiva, avaliação médica, avaliação de aptidão física, avaliação psicológica, avaliação de vida pregressa e investigação social e avaliação de títulos. Candidatos com deficiência também passarão por avaliação de equipe multiprofissional. A data provável da aplicação das provas objetiva e discursiva é 15 de setembro, nas cidades de Aparecida de Goiânia, Caldas Novas, Formosa, Goiânia, Goianésia, Itaberaí, Luziânia, Rio Verde e São Luís de Montes Belos.

Leia Também:  Somente mercados, farmácias e setores de produção de alimentos devem ser liberados com novo decreto de Caiado

O período de inscrições vai até o dia 14 de agosto de 2024. O edital completo está disponível no portal do IBCF (www.ibfc.org.br) e no site da Sead – em Acesso Rápido / Concursos e Seleções.

JORNAL DO VALE – Muito mais que um jornal, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE, através do WhatsApp (62) 98504-9192

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

VALE SÃO PATRÍCIO

PLANTÃO POLICIAL

ACIDENTE

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA