Covid-19: Brasil registra 8,7 mil casos e 73 mortes em 24 horas

Publicados

O Brasil registrou, desde o início da pandemia, 685.677 mortes por covid-19, segundo o boletim epidemiológico divulgado hoje (22) pelo Ministério da Saúde. O número total de casos confirmados da doença é de 34.616.655. Em 24 horas, foram registrados 8.708 novos casos. No mesmo período, foram confirmadas 73 mortes de vítimas do vírus.

Ainda segundo o boletim, 33.788.724 pessoas se recuperaram da doença e 142.254 casos estão em acompanhamento. O boletim de hoje não traz os dados atualizados dos óbitos em Mato Grosso do Sul.

Boletim epidemiológico 22.09.2022 Boletim epidemiológico 22.09.2022

Boletim epidemiológico 22.09.2022 – Ministério da Saúde

Estados

De acordo com os dados disponíveis, São Paulo lidera o número de casos, com 6,07 milhões, seguido por Minas Gerais (3,87 milhões) e Paraná (2,74 milhões). O menor número de casos é registrado no Acre (149,6 mil). Em seguida, aparece Roraima (175 mil) e Amapá (178,2 mil).

Em relação às mortes, de acordo com os dados mais recentes disponíveis, São Paulo apresenta o maior número (174.567), seguido de Rio de Janeiro (75.659) e Minas Gerais (63.758). O menor número de mortes está no Acre (2.029), Amapá (2.163) e Roraima (2.173).

Vacinação

Até hoje, foram aplicadas 482,4 milhões de doses de vacinas contra a covid-19, sendo 179,7 milhões com a primeira dose e 161,1 milhões com a segunda dose. A dose única foi aplicada em 4,9 milhões de pessoas. Outras 98,5 milhões já receberam a primeira dose de reforço e 33,1 milhões já foram vacinadas com a segunda dose de reforço.

Edição: Bruna Saniele

Fonte: EBC Saúde

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Síndrome Respiratória Aguda Grave recua em 21 estados e no DF
Propaganda

SAÚDE

Pró-Sangue de São Paulo pede doação de sangue

Publicados

em

Os estoques da Fundação Pró-Sangue, em São Paulo, estão em situação alarmante, operando com 50% da sua capacidade. A entidade, vinculada à Secretaria da Saúde de São Paulo, precisa urgentemente de doação de sangue.

Atualmente, os estoques de sangues O-, O+ e B- encontram-se em situação de emergência, garantindo o abastecimento dos hospitais por menos de 1 dia. Já os tipos A-, B+ e AB- estão em patamar crítico, para um dia.

Segundo a Fundação Pró-Sangue, as reservas operam em condições de escassez há 9 meses. Desde janeiro, a saída de sangue está maior que a entrada, e a Pró-Sangue está com dificuldade para reequilibrar esse fluxo. Se a coleta não aumentar, pode haver risco de desabastecimento, comprometendo o tratamento de pacientes internados ou que dependem regularmente de transfusão.

Para mudar esse quadro, a Pró-Sangue faz um apelo à população para que doe sangue. Ainda há muitas vagas em aberto no sistema de agendamento no site da Pró-Sangue.

Doadores

Para doar sangue basta estar em boas condições de saúde e alimentado, ter entre 16 e 69 anos de idade, pesar mais de 50 kg e levar documento de identidade original com foto recente, que permita a identificação do candidato. Para doação por menores de idade, a orientação é consultar o site da Pró-Sangue.

Leia Também:  Covid-19: Rio vacina população adulta jovem da favela da Maré

Recomenda-se também evitar alimentos gordurosos nas 4 horas que antecedem à doação e, no caso de bebidas alcoólicas, 12 horas antes. Se a pessoa estiver com gripe ou resfriado, não deve doar, temporariamente. Mesmo que tenha se recuperado, deve aguardar uma semana para que esteja novamente apta à doação.

O coronavírus foi incluído nos critérios de triagem e pode trazer alguns impedimentos para as pessoas que viajaram para o exterior ou tiveram algum contato com a doença. No site da Pró-Sangue é possível se informar das condições para doação em relação a essa infecção.

No mais, outros impedimentos poderão ser identificados durante a entrevista de triagem, no dia da doação. O doador deve conferir antes os pré-requisitos básicos à doação e o horário de atendimento dos postos. Todas essas informações encontram-se disponíveis no site da Pró-Sangue.

Para demais dúvidas, consultar o Alô Pró-Sangue no telefone (11) 4573-7800.

Triagem online

De forma a aprimorar a qualidade de atendimento, a Pró-Sangue deu início ao projeto de implantação da Fase 1 da Triagem Online de candidatos.

Leia Também:  Covid-19: boletim da Fiocruz aponta desafios para o próximo ano

A partir de agora, antes de fazer o agendamento pela plataforma, o candidato precisa responder um breve questionário, que inclui perguntas simples e do dia a dia, pré-selecionadas pela área técnica. A ideia é evitar um deslocamento desnecessário da pessoa aos postos de coleta, caso esteja inapta para doação no momento.

Edição: Fernando Fraga

Fonte: EBC Saúde

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

VALE SÃO PATRÍCIO

PLANTÃO POLICIAL

ACIDENTE

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA