COVID-19

Covid-19: mortes sobem para 408,6 mil e casos para 14,7 milhões

Nas últimas 24 horas, foram registradas 983 novas mortes em função da covid-19

Publicados

As vidas perdidas para a pandemia da covid-19 subiram para 408.622 no Brasil, segundo a última atualização do Ministério da Saúde, divulgada na noite desta segunda-feira (3). Nas últimas 24 horas, foram registradas 983 novas mortes em função da covid-19. Ontem (2), a soma de mortes contabilizada no sistema de dados da pandemia estava em 407.639.

Ainda há 3.654 óbitos em investigação. Isso ocorre porque há casos em que um paciente morre, mas a causa segue sendo apurada mesmo após a declaração do óbito.

Já o total de pessoas infectadas desde o início da pandemia subiu para 14.779.529. De ontem para hoje, as secretarias de Saúde acrescentaram às estatísticas 24.619 diagnósticos positivos. Ontem, o total de casos confirmados pelas autoridades de saúde era 14.754.910.

Ainda há no país 1.034.431 casos em acompanhamento. O termo é empregado para as pessoas infectadas e com casos ativos de contaminação pelo novo coronavírus.

As informações do balanço do Ministério da Saúde são divulgadas a cada dia no início da noite, a partir dos dados enviados pelas secretarias estaduais de Saúde sobre novos casos e mortes registrados no dia.

Leia Também:  Covid-19: Brasil tem 144 mil mortes e 4,84 milhões de casos acumulados

Ainda conforme a atualização, o Brasil tem 13.336.476 pessoas que se recuperaram da covid-19 desde o início da pandemia. Isso equivale a 90,2% do total de pessoas que foram infectadas com o vírus.

Os números são em geral mais baixos aos domingos e segundas-feiras em razão da menor quantidade de funcionários das equipes de saúde para realizar a alimentação dos dados. Já às terças-feiras, os resultados tendem a ser maiores pelo envio dos dados acumulados.

Estados

O ranking de estados com mais mortes pela covid-19 é liderado por São Paulo (97.172), seguido do Rio de Janeiro (44.897), Minas Gerais (34.313), Rio Grande do Sul (25.165) e Paraná (22.674). Já na parte de baixo da lista, com menos vidas perdidas para a pandemia, estão Roraima (1.513), Acre (1.522), Amapá (1.561), Tocantins (2.587) e Alagoas (4.275).

Vacinação

Até o momento, foram distribuídos a estados e municípios 70,7 milhões de doses de vacinas contra a covid-19. Deste total, foram aplicadas 43,5 milhões de doses, sendo 29,6 milhões da primeira dose e 13,9 milhões da segunda dose.

Leia Também:  Campanha destaca diagnóstico precose para evitar glaucoma

Situação epidemiológica da covid-19 no Brasil (03.05.2021).Situação epidemiológica da covid-19 no Brasil (03.05.2021).

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

SAÚDE

Rio divulga novo calendário de vacinação para profissionais de saúde

Publicados

em


A prefeitura do Rio de Janeiro divulgou hoje (10) um novo calendário de vacinação contra covid-19 para profissionais de saúde. A expectativa é de que todas as idades pendentes sejam atendidas até o fim da próxima semana. Até o último sábado (8), as doses haviam sido aplicadas em profissionais que tinham 35 anos ou mais.

São considerados profissionais de saúde: médicos, enfermeiros, nutricionistas, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, biólogos, biomédicos, farmacêuticos, odontólogos, fonoaudiólogos, psicólogos, assistentes sociais, profissionais de educação física, médicos veterinários e seus respectivos técnicos e auxiliares.

O calendário segue de forma escalonada. A partir de amanhã (11) e até sexta-feira (17), poderão se dirigir aos postos de saúde para receber a primeira dose os profissionais entre 30 e 34 anos.

Na próxima semana, a vacinação prossegue com quem tem 30 anos na segunda-feira (17). A idade vai sendo reduzida um ano por dia até alcançar os profissionais de 27 anos na quinta-feira (20). Na sexta-feira (21), está previsto o atendimento de quem tem 26 anos ou menos.

Leia Também:  Bloqueada vacinação de quilombolas por suspeita de fraude, em Niquelândia

A vacinação para esse grupo ocorrerá exclusivamente no período da tarde, das 13h às 17h. Para demonstrar a profissão, é necessário levar um documento original com foto e comprovante do conselho de classe. A lista dos postos de vacinação está disponível no site do município.

Tabela calendário vacinação RJ 10maiTabela calendário vacinação RJ 10mai

Secretaria Estadual de Saúde – RJ

A prefeitura não informou qual imunizante será aplicado nesses novos grupos de profissionais de saúde. As faixas etárias já vacinadas receberam doses da Coronavac, produzida no Instituto Butantan a partir de parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac, e da Covishield, produzida pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) via acordo firmado com a Universidade de Oxford e com a farmacêutica inglesa AstraZeneca.

Na semana passada, o município começou a receber o imunizante desenvolvido pela farmacêutica norte-americana Pfizer em parceria com a empresa alemã BioNtech. Uma nova leva de doses começou a ser distribuída hoje (10) aos estados e municípios. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, a vacina da Pfizer está sendo aplicada preferencialmente em pessoas com comorbidades.

Leia Também:  Campanha destaca diagnóstico precose para evitar glaucoma

Edição: Lílian Beraldo

Fonte: EBC Saúde

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

VALE SÃO PATRÍCIO

PLANTÃO POLICIAL

ACIDENTE

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA