ferrovia Norte-sul

Em Rio Verde, Caiado e ministro da Infraestrutura inauguram Terminal Intermodal da Ferrovia Norte-Sul com projeção de gerar 1,8 mil postos de trabalho

O investimento para a construção do complexo, que teve suas obras iniciadas em janeiro, foi de R$ 400 milhões, sendo R$ 185 milhões provenientes de empréstimo do Fundo Constitucional do Centro-Oeste (FCO)

Publicados

Foi inaugurado pelo Governador Ronaldo Caiado e pelo Ministro de Infraesturura, Tarcísio Gomes de Freitas, o Terminal Intermodal da Ferrovia Norte-sul de Rio Verde, nesta terça-feira (27). O terminal vai gerar 1,8 mil postos de trabalho quando estiver em plena capacidade de operação.

“Essa ferrovia é a coluna vertebral do País e dá ao Centro-Oeste a perspectiva de competir com os Estados litorâneos”, ressaltou Caiado. “Isso aqui é emprego, é renda, gente que vai levar o seu sustento para dentro de casa”, completou o ministro.

A plataforma será um grande hub logístico do Estado, com atendimento a diferentes cadeias produtivas. Com capacidade de transporte de 11 milhões de toneladas por ano, a expectativa é de que movimente cerca de 1,2 mil caminhões por dia, com impulso à vocação produtiva local. “Goiás vai dar um salto em termos de infraestrutura, que será de altíssimo nível, compatível com a grandeza do seu agronegócio e agroindústria”, projetou o ministro.

Caiado destacou que os recentes investimentos aplicados pelos governos federal e estadual no terminal viabilizam os setores econômicos que utilizam rotas goianas para serviços de transporte. “Antigamente a ferrovia Norte Sul era motivo de escândalo e corrupção. Hoje, é uma realidade”, afirmou o governador. O Estado, continuou, saiu de uma situação de isolamento para uma alternativa viável sob o ponto de vista logístico.

Leia Também:  Caiado anuncia que população com mais de 18 anos será vacinada até setembro

No agronegócio, por exemplo, os potenciais clientes serão produtores rurais, cooperativas, indústrias de beneficiamento, usinas de açúcar, tradings e empresas de fertilizantes. Eles poderão transportar produtos para o mercado interno e externo. “É competitividade. O produtor terá mais ofertas de transporte e vai operar de forma mais barata. Essa diferença de valor vai se transformar em investimento na produção. E aí é o Brasil que vai crescer”, explicou Tarcísio.

Iniciativa privada

O investimento para a construção do complexo, que teve suas obras iniciadas em janeiro, foi de R$ 400 milhões, sendo R$ 185 milhões provenientes de empréstimo do Fundo Constitucional do Centro-Oeste (FCO). Diretor-presidente da Rumo S.A., João Alberto Abreu agradeceu o apoio dos governos federal e estadual à iniciativa privada. Segundo ele, isso garante “o nível de confiança necessária para arriscar”, uma referência a novos negócios.

A plataforma é a maior nos quase 1,5 mil quilômetros do trecho entre Porto Nacional (TO) e Estrela D’Oeste (SP). Somente para a sua construção, segundo a Rumo, foram gerados 1,6 mil empregos. O prefeito de Rio Verde, Paulo do Vale, lembrou da “segurança jurídica” garantida pelo município na viabilização da obra. “Como diz o ministro Tarcísio, ‘isso aqui é o mundo real’”, afirmou sobre o salto no desenvolvimento que a estrutura vai oferecer.

Leia Também:  Em Rubiataba, PC realiza prisão de suspeitos de tentativa de homicídio

Os investimentos no setor ferroviário têm sido constantes em Goiás. Em março deste ano foi inaugurada a plataforma multimodal de São Simão, construída em parceria entre a Rumo Logística e a Caramuru Alimentos, em evento com a presença do presidente Bolsonaro.

Ainda nesta terça-feira, em Rio Verde, o governador e o ministro participaram do Centro-Oeste Export – Fórum Regional de Logística e Infraestrutura Portuária, evento que debateu temas como multimodalidade, oportunidades de investimento na região, clusters logísticos e a verticalização do agronegócio.

Acompanharam a agenda os deputados federais José Mário Schreiner e Major Vitor Hugo; o senador Luiz do Carmo; o presidente da Assembleia Legislativa de Goiás, deputado estadual Lissauer Vieira; e os deputados estaduais Eduardo Prado e Chico KGL.

JORNAL DO VALE – Muito mais que um jornal, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE, através do WhatsApp (62) 98504-9192

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

CARROS E MOTOS

PRF alerta motoristas sobre perigos das queimadas às margens das rodovias

Fumaça causada pelo fogo prejudica visibilidade em estradas; PRF orienta reduzir velocidade em trechos próximos a chamas.

Publicados

em

A fumaça além de causar problemas à saúde, aumenta o risco de acidentes em rodovias pelo país. E para evitar acidentes provocados pela restrição à visibilidade, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) dá dicas a motoristas que vão enfrentar estradas em áreas de incêndios.

A principal dica é redobrar a atenção nesses trechos de fumaça e reduzir a velocidade. Ao se deparar com um incêndio, o motorista deve entrar em contato com o 191 e notificar a PRF que avaliará a situação, inclusive interditando a pista, se necessário

Um recorte feito pela PRF dos meses de seca em Goiás mostra que, de junho a outubro, nos últimos quatro anos foram registrados 60 acidentes causados por restrição de visibilidade, sendo que 19 deles deixaram pessoas com ferimentos. Nove pessoas morreram nesses acidentes e 62 ficaram feridas.

Confira as orientações da PRF:

– Diminua a velocidade do veículo, mas sem fracas bruscas;

– Mantenha sempre uma distância segura do veículo à frente;

– Sinaliza todos os movimentos que fizer utilizando as setas indicativas;

Leia Também:  Mais de 3 mil inativos e pensionistas da GoiasPrev não comparecem para recadastramento obrigatório

– Nunca pare na pista;

– Se precisar parar, o certo é parar fora da rodovia e manter o farol baixo ligado; e

– Acione o sistema de ventilação interna do veículo.

Para evitar os focos de incêndio às margens das rodovias, o bom comportamento dos usuários e de moradores de áreas lindeiras à rodovia é fundamental. Por isso, a orientação é não jogar bitucas de cigarro ou lixo na pista ou faixa de domínio, não queimar lixo e nem fazer fogueiras. Em caso de flagrar pessoa atando fogo na mata, denuncie imediatamente à polícia, pois configura crime passível de prisão e multa.

JORNAL DO VALE – Muito mais que um jornal, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE, através do WhatsApp (62) 98504-9192

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

VALE SÃO PATRÍCIO

PLANTÃO POLICIAL

ACIDENTE

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA