Escritora Eliane Marques aborda romance de estreia no Trilha de Letras

Publicados

A escritora gaúcha Eliana Marques é a entrevistada desta quarta-feira do programa literário Trilha de Letras, da TV Brasil.  Ela vai conversar com a apresentadora Eliana Alves Cruz sobre seu romance Louças de Família, lançado em 2023 e aclamado pela crítica, com o qual parte para o desafio de uma narrativa longa. O bate-papo vai ao ar às 23h e tem versão na Rádio MEC no mesmo horário.

Advogada, psicanalista, tradutora, poeta e escritora, Eliana tem trajetória consolidada na poesia e na tradução. No encontro, ela lê um trecho do livro inspirado a partir de histórias de sua ancestralidade.

O Trilha de Letras também fica disponível em formato podcast nas plataformas digitais. A produção gravada na BiblioMaison está acessível ainda no app TV Brasil Play e no canal do YouTube da emissora pública.

No quadro Dando a Letra, espaço com dicas de livros, o booktuber Patrick Torres sugere o romance O Escravo, obra assinada por Carolina Maria de Jesus. A edição, lançada no ano passado, tem como uma das curadoras Conceição Evaristo e busca preservar o texto original conforme escrito pela autora brasileira.

Trama do primeiro romance e trajetória de vida

O enredo da obra Louças de Família acompanha Cuandu, uma jovem negra que vive na fronteira do Brasil com o Uruguai, terra natal da entrevistada do programa. A protagonista da história toma para si a tarefa de resolver as pendências da vida da tia Eluma, recentemente falecida.

Leia Também:  Transporte escolar: empresa vence pregão sem ter carro ou funcionário

Natural da fronteira entre os países da América do Sul, Eliane Marques é enfática desde o início do papo com Eliana Alves Cruz. “As mulheres negras estão na vanguarda de vários movimentos. Um deles é o literário”, diz a convidada.

Durante a trama, o leitor descobre que a tia da personagem principal trabalhou como empregada doméstica a vida toda. Apesar disso, no momento da morte, não há dinheiro sequer para pagar o enterro e as flores. A situação serve de mote para uma série de reflexões sobre diversos temas que a autora aprofunda na conversa com a anfitriã.

A realidade da tia, o desaparecimento da mãe dentro de um casamento e o pai violento foram sinais para a própria Cuandu, que viu na educação uma forma de escapar da mesma sina das mulheres da família. As questões pautam debate sobre o trabalho doméstico no Brasil e o que sobra como herança quando uma mulher negra morre.

Com bagagem na advocacia e na psicanálise, Eliane Marques também abre o coração para lembrar a trajetória de vida e a carreira profissional. “Neste momento, eu gostaria de ser apenas escritora”, pondera a premiada autora de diversas publicações reconhecidas de poesia e elogiadas na tradução.

Sobre o programa 

O Trilha de Letras busca debater os temas mais atuais discutidos pela sociedade por meio da literatura. A cada edição, o programa recebe um convidado diferente. A atração foi idealizada em 2016 pela jornalista Emília Ferraz, atual diretora da produção que entrou no ar em abril de 2017. Nesta temporada, os episódios foram gravados na BiblioMaison, biblioteca do Consulado da França no Rio de Janeiro.

Leia Também:  Enel descumpre prazo e diz que 11 mil imóveis seguem sem energia em SP

TV Brasil já realizou três temporadas do programa e recebeu mais de 200 autores nacionais e estrangeiros. As duas primeiras temporadas foram apresentadas pelo escritor Raphael Montes. A terceira, por Katy Navarro, jornalista da Empresa Brasil de Comunicação (EBC). A jornalista, escritora e roteirista Eliana Alves Cruz assume a quarta temporada, que também ganha uma versão na Rádio MEC. 

A produção exibida pelo canal público às quartas, às 23h, tem horário alternativo na telinha durante a madrugada. Na programação da Rádio MEC, o conteúdo também é apresentado às quartas, às 23h. 

Ao vivo e on demand 

Acompanhe a programação da TV Brasil pelo canal aberto, TV por assinatura e parabólica. Sintonize:
https://tvbrasil.ebc.com.br/comosintonizar.   

Seus programas favoritos estão na TV Brasil Play ou no aplicativo no smartphone. O app pode ser baixado gratuitamente e está disponível para Android e iOS. Assista também pela WebTV.   

Serviço 

Trilha de Letras – quarta, dia 19/6, às 23h, na TV Brasil 

Trilha de Letras – quarta, dia 19/6, às 23h, na Rádio MEC 

Trilha de Letras – quarta, dia 19/6 para quinta, dia 20/6, às 3h, na TV Brasil 

Trilha de Letras – domingo, dia 23/6, para segunda, dia 23/6, às 2h30, na TV Brasil 

Fonte: EBC GERAL

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

GERAL

Terceiro dia de megaoperação no Rio mira transporte clandestino

Publicados

em

A zona oeste do Rio de Janeiro amanheceu nesta quarta-feira (17) com o terceiro dia da Operação Ordo, chamada pelo governo do estado de ação estruturada contra a exploração de serviços por quadrilhas de milicianos e tráfico de drogas. Um dos alvos é o transporte clandestino de passageiros.

Desde as primeiras horas da manhã, agentes da Polícia Militar (PM) realizam operação contra transporte irregular em vias de grande circulação na zona oeste, como a Estrada dos Bandeirantes, em Jacarepaguá; Estrada Itanhangá, na Muzema; e na Avenida das Américas, sentido Barra da Tijuca.

Os policiais têm apoio de agentes do Departamento de Trânsito do Estado (Detran), do Departamento de Transportes Rodoviários (Detro), da prefeitura e de empresas concessionárias.

Em regiões controladas por milícias, é comum que serviços de lotadas, como vans e kombis, sejam controlados por criminosos, sendo uma fonte de renda para as quadrilhas. Há relatos também de represálias de criminosos a motoristas de serviços de aplicativo.

Leia Também:  Transporte escolar: empresa vence pregão sem ter carro ou funcionário

De acordo com o governo do estado, a ação contra a clandestinidade tem o objetivo de asfixiar as organizações que lucram com o transporte, além de dar segurança a motoristas de aplicativos.

Demolições

Outra frente de atuação neste terceiro dia de operação são construções irregulares, erguidas à revelia do poder público. A ação se concentra na Cidade de Deus, comunidade com cerca de 40 mil moradores em Jacarepaguá. Uma das demolições conduzidas por funcionários da Secretaria Municipal de Ordem Pública foi expansão de uma loja de serviços de entrega. Está sendo feita também a retirada de entulho da comunidade.

Saldo

Nos dois primeiros dias da Operação Ordo, foram presas 45 pessoas, sendo 38 em flagrante e sete em cumprimento de mandado de prisão. Seis adolescentes infratores foram apreendidos.

Parte das prisões foi relacionada a crimes contra o patrimônio, como furtos de energia e água, que produzem receita para o fortalecimento financeiro das organizações criminosas e o domínio territorial.

A ação estruturada conta com 2 mil policiais em dez comunidades de bairros da zona oeste: Rio das Pedras, Terreirão, César Maia/Coroado, Cidade de Deus, Muzema, Gardênia Azul, Tijuquinha, Fontela, Morro do Banco e Sítio do Pai João.

Leia Também:  Policiamento é mantido nos complexos do Jacarezinho e Muzema, no Rio

Fonte: EBC GERAL

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

VALE SÃO PATRÍCIO

PLANTÃO POLICIAL

ACIDENTE

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA