Consumidores

Fato ou Fake? Os mitos e verdades mais comuns da manutenção do carro

Publicados

 

A economia para o seu bolso só vai depender da relação que você tem com o seu carro
Reprodução

A economia para o seu bolso só vai depender da relação que você tem com o seu carro

Em busca de querer economizar dinheiro , muitos motoristas acreditam que certos hábitos podem ajudá-los, mas ao invés de contribuir, algumas destas práticas podem ir pelo ralo.

Por isso, resolvemos reunir certos costumes que vão ajudá-los a poupar o seu bolso de surpresas desagradáveis e outros, não.

Preste atenção na lista que preparamos para você e olho vivo com a manutenção preventiva.

1) Os pneus podem ser calibrados quando frios ou quentes que não influi na diferença de calibragem?

Um dos cuidados com os pneus mais esquecidos é mantê-los na calibragem correta e sempre frios
Divulgação

Um dos cuidados com os pneus mais esquecidos é mantê-los na calibragem correta e sempre frios

Mito. Pneus , quando quentes, ou seja, que já rodaram a ponto de atingir determinada temperatura, costumam ter uma diferença média de 1 e 5 PSI a mais do que quando os mesmos ainda estão frios.

Por isso, especialistas recomendam calibrá-los sempre na parte da manhã, quando acabou de tirar o carro da garagem. Lembre-se que pneus com a calibragem abaixo da recomendada pela fabricante contribuem para um maior consumo de combustível , além de acelerar o processo de desgaste da banda de rodagem do mesmo.

Em estradas , por exemplo, a dica é colocar sempre duas libras a mais do que o recomendado no manual em cada um dos pneus, independente da condição, vazio ou carregado. Fazendo isso, além de evitar maior desgaste, você pode evitar acidentes por conta da instabilidade, além do desgaste irregular.

2)  Abastecer até a “boca” pode dar problema?

O recomendável é sempre pedir parar de abastecer logo no primeiro desarme da bomba
Divulgação

O recomendável é sempre pedir parar de abastecer logo no primeiro desarme da bomba

Verdade. Muitos pedem para encher até a boca acreditando que vai economizar. O certo é sempre pedir parar de abastecer logo no primeiro desarme da bomba . Além de perder combustível , por não haver espaço para expansão dos gases, pode danificar o cânister , um filtro de carvão ativo que capta os vapores do tanque, além de queimar a bomba elétrica e a válvula reguladora de pressão .

Leia Também:  Covid-19: Brasil tem 41,7 mil novos casos e 244 mortes em 24 horas

Sendo assim, esteja certo que essa mania só vai te dar prejuízos. A dica é abastecer em um posto de combustível onde você confia e sempre fazer as manutenções preventivas conforme o prazo estipulado no manual do proprietário de cada modelo e maneirar o pé no acelerador.

3) Combustível aditivado ajuda a manter o motor limpo?

Combustível aditivado ajudar a limpar as partes internas do motor
Pixabay

Combustível aditivado ajudar a limpar as partes internas do motor

Verdade. Isso acontece por conta do combustível aditivado conter detergentes específicos que atuam diretamente nas partes móveis do motor. Com o motor limpo, não só o carro vai ficar mais econômico , mas também o gasto com manutenção será menor por conta da ausência de resíduos de combustão depositados nas válvulas de admissão que com o tempo influenciam na mistura entre ar e combustível.

Concluindo, seja qual for o combustível, dê preferência ao aditivado que tem o poder de manter a limpeza preservando o motor , além de melhora no desempenho e consumo.

4)  Acelerar antes de desligar facilita a próxima partida?

Dar uma acelerada antes de desligar o carro não ajuda na próxima partida e só vai trazer prejuízos para seu bolso
Reprodução

Dar uma acelerada antes de desligar o carro não ajuda na próxima partida e só vai trazer prejuízos para seu bolso

Mito. Aprendemos com os nossos antepassados ou até mesmo amigos mais “experientes” no assunto de que para facilitar a partida no dia seguinte, por exemplo, quando o motor está frio, basta dar uma acelerada antes de desligar . Essa teoria não procede segundo alguns especialistas consultados e, se você pensa que está facilitando a sua vida, está enganado. O acúmulo de combustível resultante da última acelerada dentro dos cilindros que não foi queimado escorre para o cárter, o que acaba contaminando o óleo . Em carros turbinados , por exemplo, a prática reduz a vida útil do turbo compressor.

Leia Também:  Em Nerópolis, cinco pessoas ficam feridas em capotamento na GO-080

5)  As pastilhas de freio precisam ser substituídas junto com os discos?

Pastilhas de freio e discos só devem ser trocados juntos caso a vida útil deles já tenha sido terminada
Reprodução

Pastilhas de freio e discos só devem ser trocados juntos caso a vida útil deles já tenha sido terminada

Mito. Nem sempre, pois o que conta aí é o real estado dos componentes do sistema de freios , que no caso de discos e pastilhas , cada um tem uma vida útil diferente. Em média, o disco precisa ser substituído a cada duas ou três trocas de pastilhas.

De qualquer maneira, o ideal é levar em pelo menos dois mecânicos de sua confiança – com o intuito de verificar a veracidade dos fatos – para fazer uma checagem no sistema. Se os discos apresentarem menos de 23 mm, que é a espessura mínima recomendada, terá de trocá-los por um jogo novo. Quanto às pastilhas de freio, de acordo com o Centro de Experimentação e Segurança Viária do Brasil (Cesvi-Brasil ), a espessura das pastilhas de freio não deve ser inferior a 2 mm.

6) Deixar o ar-condicionado ligado gasta o gás refrigerante?

Mito. A menos que haja vazamentos no sistema, o gás refrigerante, que tem como função refrigerar o ambiente, não irá gastar. Na verdade, quanto mais se usa o acessório, melhor. O ar condicionado parado estraga muito mais rápido.

Por isso, especialistas recomendam usá-lo por pelo menos uma vez por semana por cerca de 10 minutos para garantir o bom funcionamento,  e não custa lembrar que a manutenção básica consiste na troca do filtro e uma limpeza a cada seis meses no sistema. Uma dica simples e barata é comprar em lojas virtuais e especializadas automotivas aqueles limpadores aerossóis que são super simples de usar e não custam caro (R$15 reais, em média). Mas lembre-se de usá-los com as janelas abertas em pelo menos 2 cm para evitar que a pressão interna do gás cause surpresas desagradáveis.

7)  Amortecedores devem ser trocados aos pares?

Amortecedores são importantes para a boa estabilidade e evitar acidentes
Divulgação

Amortecedores são importantes para a boa estabilidade e evitar acidentes

Verdade. A troca dos amortecedores deve ser feita aos pares, pelo menos, uma por eixo. Acontece que o amortecedor sofre desgaste natural durante um determinado período, e isso depende de como e onde o motorista fez uso deles como, por exemplo, no perímetro rodoviário ou urbano – a segunda situação é a mais desgastante . Ao trocar apenas um amortecedor do eixo dianteiro , por exemplo, ocorre a desestabilização das molas e perda da estabilidade e isso compromete significativamente a segurança do automóvel.

Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

CARROS E MOTOS

Diesel para que? Nova Toyota Hilux irá ganhar motorização híbrida

Publicados

em

Toyota Hilux passou por facelift em 2020, e nova geração deve chegar em meados de 2026 nos mercados  asiáticos.
Divulgação/Toyota

Toyota Hilux passou por facelift em 2020, e nova geração deve chegar em meados de 2026 nos mercados asiáticos.

A Toyota é mundialmente famosa por conta de seus veículos robustos , um time que inclui o Corolla , o  Prius , o primeiro híbrido comercializado em massa no mundo, e a  Hilux , uma das picapes de maior sucesso no mundo, e que irá ganhar uma versão eletrificada, mas só no fim da década.

Segundo o chefe do departamento de marketing e vendas da Toyota australiana, Sean Hanley, a Hilux terá alguma forma de eletrificação no futuro, e a marca estuda motores elétricos , híbridos e até mesmo o uso de hidrogênio , tecnologia que a Toyota também tem contato .

No fim do ano passado, na Tailândia, a Toyota mostrou um conceito de Hilux exclusivamente elétrica , junto com um utilitário menor ,  e no Reino Unido, foi a vez de um exemplar movido a hidrogênio dar as caras.

Hilux Revo BEV não teve detalhes de baterias e motorização revelados, sabe-se apenas que é elétrico.
Divulgação/Toyota

Hilux Revo BEV não teve detalhes de baterias e motorização revelados, sabe-se apenas que é elétrico.

Leia Também:  Testamos o Glade Electric Car,  aromatizante de funcionamento elétrico

As informações da mídia australiana dizem que a fabricante estuda motorizações híbridas com gasolina ou até mesmo diesel, tanto para a Hilux quanto para o  Land Cruiser, jipão que é a versão moderna do nosso antigo Bandeirante

“Consideramos todas as tecnologias para a Hilux. Obviamente a híbrida é a solução mais fácil para nós , pois já trabalhamos com ela em outros carros, mas não descartamos outras opções que podem se encaixar melhor no projeto”, afirmou Hanley.

“Eu não posso confirmar nem negar nada para a atual Hilux, mas eu não posso desconsiderar nenhuma tecnologia para o futuro, já que a eletrificação vem acontecendo rapidamente. Estamos sempre buscando formas de melhorar a Hilux”, concluiu o executivo.

No Brasil, nenhuma picape de volume é oferecida com motorização híbrida , a Maverick deve ser a primeira a chegar com essa motorização, apesar de não concorrer com a Hilux.

A picape  GWM Poer deve chegar no Brasil em 2024, mas ainda não tem confirmação de qual motorização será oferecida. Por se tratar de um representante chinês, país onde a eletrificação é muito forte, essa motorização híbrida e até mesmo uma  100% elétrica não é descartada, o que poderia fazer a Toyota acelerar o desenvolvimento de uma Hilux desse tipo.

Leia Também:  RAM 1500 Classic, novo modelo de entrada, deve vir nos próximos meses

Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

VALE SÃO PATRÍCIO

PLANTÃO POLICIAL

ACIDENTE

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA