Veículos

Ford Ranger entra na linha 2022 com mensagem subliminar

Publicados

 

 

source
Ford Ranger 2022: placa da picape que pede para o público
Reprodução/Ford

Ford Ranger 2022: placa da picape que pede para o público “confiar” depois que a marca decidiu parar de fabricar no Brasil

Em meio à tempestade que se seguiu ao anúncio em janeiro do fechamento das suas fábricas no Brasil, a Ford quer mostrar que segue viva no mercado e atrair novamente o público para as suas concessionárias. Um desses chamarizes é o lançamento da Ranger 2022 . Os preços partem de R$ 163.490.

Sem alarde, a Ford Ranger 2022 já aparece no site oficial da marca no Brasil ostentando nas imagens a placa “CO NF1 4R”. Como se estivesse pedindo a confiança do público. Vale destacar que a combinação de algarismos não segue nem o padrão brasileiro e nem o argentino da nova placa Mercosul, o que faria sentido já que a picape média é feita na fábrica de General Pacheco (Argentina).

Leia Também:  Maiores de 50 anos já são 20% dos compradores de monociclos

Você viu?

Sem mudanças na carroceria, a Ford Ranger 2022 ganhou o sistema FordPass Connect. Acessado a partir do aplicativo FordPass, permite, pelo celular, ligar o motor e acionar o ar-condicionado, além de travar e destravar as portas. Outra função é a possibilidade de acessar a localização GPS do veículo.

No visual, as mudanças foram pequenas. As versões XLS e XLT ganharam novas rodas de 17″. No caso da XLT, são as mesmas peças usadas na versão Storm, mas com acabamento na cor prata.

No conjunto mecânico, o modelo segue com a mesma oferta de motores e câmbio: 3.2 turbodiesel, de cinco cilindros e 200 cv, combinado com a tração 4×4 e o câmbio automático de seis marchas e 2.2 turbodiesel, de quatro cilindros, de 160 cv, com tração 4×2 ou 4×2 e o câmbio automático, ou manual de, seis marchas.

A geração atual da Ford Ranger deve seguir em produção pelo menos até 2023, ano em que a marca do oval prevê lançar a nova geração da picape no Mercosul. A produção do modelo na fábrica de General Pacheco já está garantida, com um investimento de US$ 580 millhões na adequação da planta industrial argentina para a nova geração.

Leia Também:  BMW Motorrad lança edição '40 anos' dos modelos GS

Confira abaixo os preços da Ford Ranger 2022:

XL Cabine Simples 2.2 4×4 MT: R$ 163.490 XL Cabine Dupla 2.2 4X4 MT: R$ 171.590 XLS 2.2 4×2 AT: R$ 167.790 Storm 3.2 4×4 AT: R$ 200.390 XLS 2.2 4×4 AT: R$ 200.990 XLT 3.2 4×4 AT: R$ 228.990 Limited 3.2 4×4 AT: R$ 249.990

Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

CARROS E MOTOS

Marca chinesa ORA cria carro elétrico com visual inspirado no Fusca

Publicados

em


source
ORA Fusca: invenção chinesa com linhas do clássico da marca alemã, que ainda não se manifestou sobre plágio
Reprodução/carnewschina.com

ORA Fusca: invenção chinesa com linhas do clássico da marca alemã, que ainda não se manifestou sobre plágio


Divisão da chinesa Great Wall Motors , a ORA vai revelar no Salão de Xangai (China), que abre ao público no próximo dia 21, um novo modelo de carro elétrico com linhas claramente inspiradas no Volkswagen Fusca.


Além do inconfundível formato da carroceria, o modelo da ORA se inspira no clássico modelo da marca alemã em detalhes como as janelas laterais, o desenho das lanternas traseiras e até o volante, que segue o mesmo estilo da peça utilizada no Fusca dos anos 1960.

De acordo com a página CarNewsChina do Facebook, a marca ainda não divulgou como esse Fusca elétrico irá se chamar. Mas podemos esperar algo bem estranho de uma marca que já é conhecida no país asiático pelos seus veículos com design incomum (que mistura a linguagem de estilo de diversos fabricantes europeus e japoneses) e por adotar nos carros nomes igualmente bizarros como Black Cat e Good Cat (Gato Preto e Gato Bom em inglês).

ORA Fusca. Foto: Reprodução/CarNewsChina

Leia Também:  Veja os preços dos seguros dos 10 carros mais vendidos de 2020

ORA Fusca. Foto: Reprodução/CarNewsChina

ORA Fusca. Foto: Reprodução/CarNewsChina

Um dos modelos da linha atual da ORA, o Black Cat é uma mistura de Smart ForFour com Honda e. Foto: Divulgação


Praticamente desconhecida por aqui, a Great Wall Motors é um dos maiores fabricantes da China e chegou a anunciar no início dos anos 2010 a intenção de construir uma fábrica no Brasil, embora os planos não tenham saído do papel. Além de fornecer kits CKD para montagem de veículos na Europa, Ásia, África e até o Equador, a empresa assinou um acordo com a BMW para produzir o Mini elétrico no país asiático.

Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

VALE SÃO PATRÍCIO

PLANTÃO POLICIAL

ACIDENTE

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA