Jeep Compass 2022 reestilizado será mostrado na China

Publicados


source
Compass
Reprodução/Mopar Insiders

Jeep Compass da linha 2022 deverá receber apenas retoques no visual, como nova grade frontal e para-choques redesenhados

Entre as novidades do Salão de Guangzhou (China), que começa no próximo dia 22, deverá ser a versão reestilizada do Jeep Compass, que será vendido primeiramente no mercado chinês, informa o site Mopar Insiders , que também flagrou o modelo rodando disfarçado. No Brasil, o utilitário esportivo líder de vendas do segmento deverá mudar no ano que vem, com novidades discretas.

Porém, espere apenas por retoques da frente, lanternas com novos detalhes e uma nova central multimídia no Jeep Compass da linha 2022, item que tem se tornado cada vez mais importante entre os que mais pesam na hora da decisão de compra.

Leia Também:  Honda deverá lançar versão mais potente da aventureira Africa Twin

Não é a primeira vez que o Jeep Compass com mudanças é visto rodando por aí, mas agora tudo indica que o carro será mesmo mostrado primeiro na China, maior mercado do mundo e onde as vendas de SUVs têm mostrado crescimento ultimamente. Além disso, não é para menos que a marca americana resolve adotar novidades um pouco mais signicativas.

Isso porque, além de já fazer quatro anos que o Jeep Compass foi lançado, a briga com novos rivais ficará mais acirrada em diversos países, inclusive no Brasil, onde o modelo passará a concorrer com lançamentos como Toyota Corolla Cross , que será fabricado em Sorocaba (SP), a partir do ano que vem, provavelmente até com versão híbrida flex.

Compass
Reprodução/ Mopar Insiders

Na traseira do Jeep Compass 2022 apenas novos detalhes nas lanternas e no para-choque deverá estar entre as princiipais novidades

Outro modelo que vai brigar com o Jeep Compass em 2021 será o VW Taos , vindo da Argentina, cujos detalhes já foram revelados. Além dos retoques no dessenho e da nova central multimídia, o SUV da marca americana deverá contar com novo motor 1.3 turbo, capaz de render cerca de 180 cv, que será fabricado em Betim (MG).

Leia Também:  Chevrolet Onix LTZ 2021 tem desconto de R$ 8,5 mil; veja os detalhes

Esse novo motor também vai equipar novos modelos da FCA, entre os quais o SUV da Fiat com ares de cupê, baseado no protótipo Fastback . Será mais uma opção no conjunto mecânico do Jeep Compass junto com o atual 2.0 turbodiesel acomplado ao câmbio automático de 9 marchas. Como importada, a versão híbrida 4xe poderá chegar ao Brasil apenas no final de 2021.

Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

CARROS E MOTOS

Multa de trânsito será destinada para melhorar acessibilidade de deficientes

Publicados

em


source

Carro Esporte Clube

Transito
Thiago Ventura

No mínimo 10% dos recursos deverão ser empregados na elaboração e na execução de projetos para a adaptação das vias e passeios

O Senado aprovou nessa quinta-feira (3), por votação simbólica, projeto que permite a utilização dos recursos provenientes de multas de trânsito na adaptação das vias para a circulação das pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida. O PL 4.937/2020 , do senador Diego Tavares (PP-PB), teve parecer favorável do senador Romário (Podemos-RJ) e segue agora para análise da Câmara dos Deputados.

Conforme o texto, que alterar o Código de Trânsito Brasileiro a receita arrecadada com a cobrança de multas de trânsito será aplicada exclusivamente em sinalização, engenharia de tráfego e de campo, policiamento, fiscalização , educação de trânsito, segurança e acessibilidade no trânsito para pessoas com deficiência.

O projeto estabelece que no mínimo 10% desses recursos deverão ser empregados na elaboração e na execução de projetos para a adaptação às regras da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) das vias e passeios já existentes.

LEIA TAMBÉM:
IPVA deve ser pago no estado em que o veículo circula, decide STF
Sua carteira venceu? Contran divulga prazo para renovar CNH vencida na pandemia
Seguro DPVAT: motorista pode ficar isento de cobrança nos próximos dois anos

O autor da proposta ressalta que toda a infraestrutura anterior à Lei da Acessibilidade ( Lei 10.098, de 2000 ) precisa ser adaptada para a locomoção de deficientes. Ele lembra casos de calçadas estreitas, desniveladas, quebradas e também sem rampas de acesso ou textura de piso; semáforos sem aviso sonoro ou sinalização tátil; raio de curvatura de esquinas inadequado e com obstáculos.

Leia Também:  Ford Ka SE 1.0 2021 tem desconto de R$ 4,6 mil; veja os detalhes

“Apesar da previsão de reforma presente no Estatuto das Cidades ( Lei 10.257, de 2001 ), é notório que os estados e municípios carecem de recursos para a readequação dessas vias, o que os leva a deixar a acessibilidade em segundo plano em decorrência da falta de verbas”, argumenta Diego Tavares. O relator concordou:

“Apesar da ampla legislação existente sobre o assunto, nossos passeios públicos, em geral, são um acinte à liberdade de ir e vir de qualquer pessoa, especialmente aqueles com mobilidade reduzida”, destacou Romário ao ler seu parecer.

CONFIRA TAMBÉM:

Projeto quer acabar com multa por radar de velocidade abaixo de 120 km/h
Detran.RJ autoriza aula teórica online para tirar carteira de motorista no Rio
IPVA 2021: Ferrari F8 Tributo tem o imposto mais caro de MG; valor é de cair o queixo!
Estagiária da Volkswagen cria novo painel para o Nivus e fatura vaga no Design Center

Segundo Romário, os 10% estabelecidos pelo projeto devem representar cerca de R$ 1 bilhão por ano, do total da arrecadação com multas de trânsito de órgãos federais, estaduais e municipais. O senador citou dados do Portal da Transparência, segundo os quais o Ministério do Desenvolvimento Regional investiu, no ano passado, em todas as ações federais de infraestrutura urbana , pouco mais de R$ 50 milhões.

“Portanto, trata-se de um valor que deve representar, de fato, uma grande oportunidade de transformação da realidade atual”, observou o relator.

Normas

O projeto também insere no Código de Trânsito Brasileiro ( CTB — Lei 9.503, de 1997 ) a obrigação de que os passeios destinados à circulação de pedestres sejam construídos com observância das normas técnicas de acessibilidade da ABNT. Essa exigência de adequação das vias públicas já é prevista na Lei da Acessibilidade, a intenção é deixar claro também na legislação de trânsito .

Leia Também:  Conheça 5 versões do Volkswagen Golf que nunca tivemos no Brasil

Segundo a ABNT, passeios são parte da calçada ou da pista de rolamento separada por pintura ou elemento físico, livre de interferências, destinada à circulação exclusiva de pedestres e, excepcionalmente, de ciclistas.

Entre as normas da ABNT que devem ser aplicadas aos passeios para garantir acessibilidade estão pisos de superfície regular, firme, estável e antiderrapante sob qualquer condição, que não provoque trepidação em cadeiras de rodas; presença de linha-guia para deficientes visuais, rebaixamento total do passeio junto à vaga para deficientes, rampas de acesso quando houver desnível e inclinação do passeio não superior a 8,33%.

Emendas

O relator aceitou duas emendas. A primeira, do senador Fabiano Contarato (Rede-ES), insere no Código de Trânsito Brasileiro a tipificação da infração de parar veículo junto às rampas de acesso de pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida. Quem incorrer nessa infração, de grau médio, terá de pagar multa e estará sujeito à remoção do veículo.

A segunda emenda, do senador Jayme Campos (DEM-MT), muda a ementa do projeto e foi acatada parcialmente pelo relator. Com isso, o texto passou a prever que os recursos arrecadados com as multas poderão também ser empregados em tecnologias de segurança e acessibilidade (Fonte: Agência Senado)

FIQUE LIGADO:


Assine nossa lista VIP no Telegram! É grátis!

Entre no grupo de bate-papo do Carro Esporte Clube no WhatsApp!

O post Multa de trânsito será destinada para melhorar acessibilidade de deficientes em vias públicas apareceu primeiro em Carro Esporte Clube .

Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

VALE SÃO PATRÍCIO

PLANTÃO POLICIAL

ACIDENTE

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA