José de Abreu conta que filha caçula se identifica como trans há dois anos

Publicados


source
Ana e José de Abreu
Divulgação

Ana e José de Abreu

Em “Um lugar ao sol”, José de Abreu é Santiago, homem íntegro que construiu seu império de supermercados às custas de muito trabalho. De tão workaholic, o pai de Rebeca (Andrea Beltrão), Nicole (Ana Baird) e Bárbara (Alinne Moraes) sabe que falhou com as duas mais novas ao sair de casa e deixá-las sob os cuidados da ex-esposa, bipolar e instável. Para compensar essa falta, mimou demais as herdeiras, e agora carrega a culpa de tê-las “estragado”. Na vida real, o ator teve cinco filhos: Rodrigo — que morreu aos 21 anos, em 1992, ao cair da janela de seu apartamento no Rio —; Theo, de 45; Ana, de 44; Cristiano, de 37; e Bia, de 21, frutos de três casamentos. Em entrevista ao EXTRA, Abreu revelou que, desde 2019, a caçula, que nasceu Bernardo, se identifica como uma mulher transexual.

“Minha última filha é trans. Era Bernardo, agora é Bia. Já estamos vivendo há dois anos assim. Eu apoiei desde o primeiro dia que soube. Estamos fazendo um trabalho lento, com assistência psicológica, e espero que ela encontre o seu caminho e seja feliz”, afirma o veterano, que garante nunca ter diferenciado o tratamento entre os seus por conta do gênero: “Minha relação com Ana seguiu a mesma linha que a dos demais”. Aos 75 anos, sendo 53 de carreira, Abreu se diz realizado com todas as experiências profissionais e pessoais vividas até aqui. Ele acaba de lançar sua biografia, em dois volumes, denominada “Abreugrafia”, contando histórias sobre o homem antes e depois da fama.

“A vida me deu e continua me dando todas as possibilidades. Tenho uma nora preta linda, que daqui a pouco vai me dar um neto. Já fui casado com uma católica comunista, depois com uma judia, depois com uma carioca da gema, e agora estou com uma bela niteroiense, feliz e satisfeito”, diz ele sobre o relacionamento de pouco mais de dois anos com a maquiadora Carol Junger, de 23 anos. No próximo sábado, dia 27, o casal viaja para uma temporada em Portugal, sem previsão de volta ao Brasil.


Fonte: IG GENTE

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

ENTRETENIMENTO

Paulo Betti se desculpa após comparar Weverton, do Palmeiras, com goleiro Bruno

Publicados

em


source
Paulo Betti e Weverton
Reprodução/Instagram

Paulo Betti e Weverton

Após a conquista do título da Copa Libertadores da América , no último sábado (27), o goleiro Weverton, do Palmeiras , agradeceu a Deus em entrevista transmitida ao vivo. O discurso religioso (veja abaixo) foi criticado pelo ator Paulo Betti, que comparou o palmeirense ao goleiro Bruno , ex-Flamengo e condenado pelo assassinato de Eliza Samudio.

“O discurso do goleiro do Palmeiras depois do jogo, aquela falação sobre Deus quando devia estar comemorando, aquela cena dele rezando antes de começar o jogo, me fez lembrar do goleiro Bruno, que rezava no Maraca e depois ia matar a moça e jogar para os cães. Explica muito o Brasil”, tuitou o ator, que apagou o post após a repercussão negativa do comentário, que se tornou um dos assuntos mais comentados na rede social.

Leia Também:  Ex de Jojo Todynho desmente que foi pivô do término de Medrado e Claytão

Leia Também

Ao GLOBO, Paulo Betti diz que se arrepende pela publicação na rede social. Em entrevista ao Uol, Weverton ressaltou que “não tem rancor” e que já perdoou o ator. “Ele sabe que errou, mas eu desculpo e perdoo, sem problema nenhum”, afirmou o goleiro.

“Errei, fiz um post infeliz, impensado. Mas que bom que ele me desculpou. Acho o Weverton um grande goleiro, e fiquei muito feliz em saber que ele me perdoou. Ele teve uma grandeza aí. Agora é bola pra frente”, frisa Betti. “Fui infeliz por misturar religião, política e futebol. São coisas distintas, e que não dá para misturar”, diz. 

Leia Também

Alvo de ataques promovidos por bolsonaristas e palmeirenses, Betti diz que tem respondido a todas as pessoas que o abordam, por meio de mensagens e comentários nas redes sociais, para falar sobre o assunto.

“Quase todo mundo me entende: 95% das pessoas que começam me desancando no Instagram depois entende meu pedido de desculpas. Reconheço que errei. Claro que sei que não fui correto. A intenção não era ofender ninguém, mas no Twitter é assim: você acaba postando o que não era para postar. E tudo é uma questão de aprendizado. Nunca é tarde para crescer”, diz Paulo Betti, que fechou a conta no Twitter temporariamente.

Leia Também:  Acusado de homofobia, Mauricio Souza faz empresários da moda entrarem em pânico
Fonte: IG GENTE

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

VALE SÃO PATRÍCIO

PLANTÃO POLICIAL

ACIDENTE

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA