Lamborghini Countach completa 50 anos

Publicados


source
Lamborghini Countach: clássico da marca italiana foi um marco na história do automóvel pelas linhas ousadas
Divulgação

Lamborghini Countach: clássico da marca italiana foi um marco na história do automóvel pelas linhas ousadas

Após a  Lamborghini comemorar 50 anos do seu esportivo Miura na cobiçada versão SV , lançada em 1971, a marca aproveitou para celebrar outro modelo de muito sucesso e que certamente já foi pôster de muitos adolescentes dos anos 70: o   Countach .

O cupê italiano foi apresentado oficialmente no dia 11 de março de 1971 como carro-conceito durante a mostra do Salão Automóvel de Genebra , na Suíça. Atraindo a atenção de todos os visitantes, o sucesso era inevitável, graças às linhas futurísticas para a época e ao mesmo tempo tradicionais que traziam o DNA da casa de Sant’Agata Bolognese.

O Countach foi projetado por  Marcello Gandini , do estúdio  Bertone , o mesmo estúdio que desenhou o  Lamborghini Miura e sua característica principal era a silhueta bastante proeminente. A carroceria era larga e baixa, e seu traços era caracterizado pelo perfil angular da carroceria e pelas linhas retas.

As portas tesoura abriam-se para cima e para frente, para auxiliar nas manobras com o carro, considerando que a área envidraçada na traseira era quase nula. Graças a essa “manobra” no projeto, essas portas continuaram sendo usadas em modelos posteriores e se tornou uma referência até nos modelos mais atuais.

Em 1974, chegava o conceito LP 5000 , um carro muito diferente do primeiro projeto “Countach” e que contava com uma estrutura de plataforma em vez de um tubular, e tinha um motor de 12 cilindros de 4971 cc que era único. As entradas de ar do motor receberiam um design de guelras de tubarão e uma sofisticada instrumentação eletrônica interna.

Leia Também:  Sony deixa o Brasil e vai fazer carro elétrico na Europa

O esportivo atingia a velocidade final de incríveis 300 km/h, graças aos 440 cv de potência e o torque máximo de 50,78 kgfm, disponibilizados a 5000 rpm. Pesava apenas 1130 kg, o que conferia uma excelente relação de peso-potência de 2,56 kg/cv. Bob Wallace, o piloto de testes-chefe da Lamborghini , usou o carro para testes de estrada e no início de 1974, o mesmo protótipo foi usado para testes de colisão necessários para a homologação do carro de produção.

No entanto, o primeiro modelo comercial do Countach foi o LP 400 . Na motorização, contava com um poderoso V12 de 4.0 litros (3929 cc), cuja primeira unidade foi vendida a um australiano. Tratava-se da versão LP 400 , que significava “Longitudinale Posteriore” (italiano para a posição longitudinal traseira) e 400 , nome comercial sem o último zera referente ao deslocamento do motor 3929 cc , ou arredondando para 4000 .

No Salão  do Automóvel de Genebra 1978, surgia o LP400S cuja mudança principal foi a introdução de pneus Pirelli P7 e pneus mais largos. Com essa alteração, segundos os engenheiros da marca, houve uma grande melhora na dirigibilidade do carro, deixando o LP400 padrão um carro muito mais ágil.

Com a adoção do jogo de pneus, os para-lamas sofreram leves alterações para poder abrigá-los. Outra mudança sútil ocorreu nos para-choques que ganharam spoilers para aumentar o desempenho aerodinâmico.  Por falar nisso, o cupê passaria a ser oferecido opcionalmente com um enorme aerofólio.

Leia Também:  Conheça os sinais de que é preciso trocar o fluído de freio

De 1974 a 1990, um total de 1.999 unidades do Countach foram construídas em cinco séries diferentes. Foi um modelo que influenciou uma geração inteira, ao mesmo tempo que proporcionou à Lamborghini a capacidade de sobreviver aos anos mais difíceis da história da empresa e entrar permanentemente nos corredores da lenda.

Você viu?

Curiosidades

Projeto teve participação do estúdio Bertone
Divulgação

Projeto teve participação do estúdio Bertone

COUNTACH > Foi um dos poucos nomes que a fábrica batizou seus carros e que não tinha referência à touro, uma paixão de Ferrucio Lamborghini. O nome refere-se ao termo do dialeto piemontês, falado na região ao noroeste da Itália, e que significa esplêndido, magnifico.

Lamborghini Countach 50 anos
Divulgação

Lamborghini Countach 50 anos

LAMBO DOORS > As portas tesouras do Lamborghini Countach , de Marcelo Gandini, surgiram por causa do chassi tubular que ocupava espaço, e como o projeto ditavam portas amplas, dificultando o acesso a vagas apertadas, a solução veio das dobradiças horizontais.

Lamborghini LM002 vinha com um V12 emprestado do Countach
Divulgação

Lamborghini LM002 vinha com um V12 emprestado do Countach

LAMBORGHINI LM002 > Bem antes do Cayenne romper a tradição da Porsche com esportivos, em 1986 a Lamborghini fez o LM002 , um jipão de rua com o V12 do Countach . A ideia era restringi-lo ao uso militar, o que não aconteceu. Pouco mais de 300 foram feitos, e quem diria que hoje teríamos o Urus.

esportivo nacional Hofstetter tinha clara inspiração no Lamborghini Countach
Divulgação (Lexicar)

esportivo nacional Hofstetter tinha clara inspiração no Lamborghini Countach

HOFSTETTER > Idealizado pelo jovem Mário Hofstetter, o cupê surpreendeu nos anos 80 graças ao visual futurista, iguais ao do Lamborghini Countach . Da previsão de construir 30 unidades, só 18 foram feitas devido ao preço equivalente a três Gol GT .

Lamborghini Z1A podia
Divulgação

Lamborghini Z1A podia “andar” na água

Z1A > O Z1A foi o primeiro Lamborghini anfíbio e era baseado no modelo Countach , feito pela SeaRoader, uma empresa inglesa de engenharia especializada. A esquisitice possui dois propulsores V8 Rover , um hidrofólio dianteiro, suspensão ajustável e sistema hidráulico que recolhe as rodas o Z1A para uso na água.

Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

CARROS E MOTOS

Pandemia é fator decisivo na alta das compras on-line e encomendas delivery

Publicados

em


source
Advento dos aplicativos de pedido de comida impulsionou os negócios na Bocão de Minas, especialista em lanches
leo fontes

Advento dos aplicativos de pedido de comida impulsionou os negócios na Bocão de Minas, especialista em lanches

Conforme uma pesquisa feita pela plataforma de e-commerce Mercado Livre , as pessoas estão buscando novas alternativas na questão da locomoção e de fazer compras, e uma das explicações dessa tendência está relacionada à pandemia.

Acontece que quem tem condições, prefere abrir mão do transporte público e investir em um veículo que atenda as suas necessidades. Essa forma de pensamento reforça as medidas restritivas e de distanciamento social, o que reduziu a necessidade de deslocamentos diários e impactou a mobilidade urbana .

Da mesma maneira, com a falta de empregos e o isolamento social, muitos também têm buscado os serviços de entrega, seja para pedir delivery ou mesmo a busca por um plano B de trabalho.

Leia Também:  Jeep Renegade Moab: o SUV a diesel mais em conta

Só para exemplificar, no segundo semestre do ano passado, houve um aumento de 35% na intenção de compra de motos , em relação aos níveis pré-pandêmicos, segundo levantamento do marketplace de Veículos, Imóveis e Serviços (VIS) do Mercado Livre.

“Sabemos que esse é um momento de transformação na sociedade e cada vez mais as pessoas buscam diferentes formas de mobilidade, e é nosso papel apontar tendências de mercado e viabilizar negócios”, explica Luis Paulo dos Santos, diretor de Marketplace de Veículos, Imóveis e Serviços do Mercado Livre.

Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

VALE SÃO PATRÍCIO

PLANTÃO POLICIAL

ACIDENTE

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA