Mais de 50 mil pediram mudança de categoria de CNH entre 2020 e 2021

Publicados


source
Com a pandemia, várias pessoas tiveram que mudar de categoria de CNH em busca de atividades remureradas
Reprodução

Com a pandemia, várias pessoas tiveram que mudar de categoria de CNH em busca de atividades remureradas

O número de solicitações de alteração e adição de categoria da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) cresceu 130% no comparativo entre janeiro e outubro de 2020 e o mesmo período de 2021, de 21.895 para 50.467.

Entre as três categorias mais requisitadas estão: A/E (motos e veículos articulados como ônibus sanfonado e caminhão com carretas), que passou de 3.920 para 10.194, aumento de 160%; A/D (motos e veículos para transporte de passageiros), de 12.585 para 28.766 (+129%) e D (veículos de transporte de passageiros), que teve 4.059 solicitações nos dez meses de 2020 e 8.239 em 2021 (+ 103%).

O crescimento nas solicitações de troca e adição de categoria vem de encontro às crises econômica e sanitária em decorrência da pandemia de coronavírus, que levou muita gente a buscar uma nova fonte de renda.

Leia Também:  Ford Ranger Black: veja vídeo da nova versão da picape 2022

A categoria A (motos), segundo Magnelson Carlos de Souza, presidente da Sindautoescola, é o grande destaque desse incremento, pois são pessoas que migraram de modalidade para trabalhar como motofretista seja na área de delivery de alimentação, e-commerce e logística; aliado também àqueles que passaram a usar motos por questão de economia de combustível.

Os números refletem ainda o aumento das categorias D e E, que são os motoristas que saíram em busca de emprego na área de transporte de cargas e de passageiros.

A solicitação de alteração de categoria na CNH pode ser feita totalmente online pelo portal do Detran-SP. Basta fazer o login e preencher os dados do formulário. Os exames médico e psicológico devem ser agendados para evitar aglomerações.

Leia Também

Exigências para solicitar a alteração

Para mudar da categoria B para a D é preciso ter no mínimo 21 anos e cumprir uma série de exigências
Divulgação

Para mudar da categoria B para a D é preciso ter no mínimo 21 anos e cumprir uma série de exigências

Ter no mínimo 21 anos (para as categorias D e E), estar com a CNH com foto em situação regular, não ter cometido nenhuma infração grave, gravíssima ou ser reincidente em infrações médias durante os últimos doze meses.

Leia Também:  Ferrari Testarossa usada em Miami Vice é exposta em curadoria na Flórida

Exame médico: solicitado para todas as categorias.  Para taxista, motorista de ônibus ou condutor que realize alguma outra atividade remunerada de transporte de bens ou pessoas, será necessária também uma avaliação psicológica.

Fazer exame toxicológico para quem tem categoria B e deseja conduzir veículos que exijam habilitação específica (categorias C, D ou E).

Após a aprovação nos exames médico e psicólogo é necessário que o motorista faça o curso específico para a modalidade desejada em um Centro de Formação de Condutores (CFC/autoescola) credenciado ao Detran-SP.

Inclusão de EAR (Exerce Atividade Remunerada): O motorista habilitado apenas na categoria A que deseja incluir a observação “Exerce atividade remunerada “, deve ter 21 anos completos, estar habilitado no mínimo há dois anos na categoria A, além de ter obtido aprovação em curso especializado de motofrete e/ou mototáxi.

Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

CARROS E MOTOS

Mustang Shelby GT350 1965 parado por décadas é achado em casa nos EUA

Publicados

em


source


Mustang Shelby GT350 1965: raridade encontrada em celeiro logo será restaurada e vendida por uma pequena fortuna nos EUA
Reprodução

Mustang Shelby GT350 1965: raridade encontrada em celeiro logo será restaurada e vendida por uma pequena fortuna nos EUA

Um carro antigo abandonado em um celeiro não é lá muita novidade nos EUA, ainda mais por se tratar do Ford Mustang, um dos pony-cars mais populares daquele país, porém se for um Shelby GT350 de 1965, considerado um dos mais raros do mercado, a ‘coisa muda de figura’.

Contabilizando só 562 unidades feitas, o Shelby GT350 de 1965 aponta surpreendentes 46.671 km e foi descoberto em um celeiro abandonado no final de 2021 e só tirado neste ano com a aparência até que condizente,levando em conta o tempo que ficou ‘hibernado’.

Pelas imagens, é possível ver que o Shelby parece estar em boas condições. A pintura descascou e há ferrugem na superfície da maioria dos painéis da carroceria, mas o carro está inteiro e parece estar completo.

Mustang Shelby GT350 1965 . Foto: Reprodução

Leia Também:  Ford Ranger Black: veja vídeo da nova versão da picape 2022

Mustang Shelby GT350 1965 . Foto: Reprodução

Mustang Shelby GT350 1965 . Foto: Reprodução

Mustang Shelby GT350 1965 . Foto: Reprodução

Mustang Shelby GT350 1965 . Foto: Reprodução

Mustang Shelby GT350 1965 . Foto: Reprodução

Mustang Shelby GT350 1965 . Foto: Reprodução

Mustang Shelby GT350 1965 . Foto: Reprodução

O bom e velho motor V8 289 parece que “já falou mais alto’, mas em breve deve passar por uma completa revisão para reanimar os 306 cv, mas com uma equipe profissional e experiente, espera-se que logo esta lenda volte a brilhar pelas estradas norte-americanas.

Segundo o site norte-americano Autoevolution , “não há informações de como este GT350 acabou passando décadas nesta garagem. Da mesma forma, não há nada sobre quando e por que esta casa foi abandonada com um carro tão valioso dentro”.

Leia Também

Leia Também

Leia Também

Leia Também

Seja como for, trata-se de um modelo original conforme o canal “American Mustangs” do YouTube e seu novo dono levou cerca de dois meses para fechar um acordo para o GT350. Veja um vídeo do carro já em pleno funcionamento.

O Shelby GT 350

Ford Mustang Shelby: esportivo americano é um dos mais cobiçados dos EUA até os dias atuais
Divulgação

Ford Mustang Shelby: esportivo americano é um dos mais cobiçados dos EUA até os dias atuais

O GT350 de 1965 foi a primeira colaboração da Ford com Carroll Shelby . Essencialmente um Ford Mustang preparado para pista, o GT350 de 1965 veio com um 289 V8 reforçado bom para 306 cv de potência .

Leia Também:  Honda C125 Super Cub fica mais prática e confortável na linha 2021

Todos os carros foram acabados em Wimbledon White com listras Guardsman Blue e a maioria apresentava saídas de escape laterais. Shelby montou 562 carros, 37 dos quais eram carros de corrida GT350R completos.

Hoje um Ford Mustang Shelby GT 350 1965 está avaliado, em aproximadamente, US$ 300.000, ou cerca de R$ 1.660.290 . Já no caso de modelos de concurso, o valor pode ultrapassar os US$ 600.000 , ou a quantia de, incríveis R$ 3.320.580 .

Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

VALE SÃO PATRÍCIO

PLANTÃO POLICIAL

ACIDENTE

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA