Brasil

Média móvel de mortes por Covid-19 tem recorde neste domingo

Publicados

 

A média móvel de mortes por covid-19 dos últimos sete dias no Brasil atingiu 1.101,57 óbitos neste domingo (14), o que é um recorde. Antes disso, o patamar mais elevado foi registrado em 25 de julho, quando alcançou 1.096,71 mortes. Os dados são do indicador Monitora Covid-19, da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

Os pesquisadores consideram o indicador da média móvel muito importante para avaliar a tendência da pandemia no país, com menor interferência das oscilações diárias. O cálculo é feito a partir do número de mortes registradas nas últimas 24 horas, somadas às que ocorreram nos seis dias anteriores. O resultado é dividido por sete.

Ainda conforme a divulgação atualizada do Monitor Covid-19, a média de 15 dias antes desse novo recorde era 1.071,43 de vítimas da doença e a de 30 dias anotada no dia 15 de janeiro ficou em 969,43 óbitos.

Já no número de casos no Brasil, o indicador mostra que a média móvel registrada ontem ficou em 44.267,57. O patamar de 15 dias antes anotado no dia 30 de janeiro era de 51.531,57, e em 30 dias de 51.803 mil.

Leia Também:  Lázaro Barbosa é preso, diz o governador Ronaldo Caiado

Edição: Valéria Aguiar

Fonte: EBC Saúde

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

SAÚDE

Saúde e Anvisa atualizam regras para doação de sangue durante pandemia

Publicados

em


O Ministério da Saúde e a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) atualizaram as regras para doação de sangue em função da pandemia de covid-19. De acordo com nota técnica divulgada ontem (25), quem foi infectado pelo vírus fica inapto para doação por dez dias após se recuperar da doença. Anteriormente, o prazo era de 30 dias. 

O período de inaptidão de dez dias vale para quem apresentou sintomas de covid, incluindo casos leves e moderados. No caso de assintomáticos, o mesmo prazo deve ser observado, mas em relação a data de coleta do exame. 

A nota também trata de pessoas que tiveram contato com indivíduos que testaram positivo. Nesse caso, a inaptidão é de sete dias após o último contato. 

O ministério e a Anvisa orientam os hemocentros a seguirem medidas de proteção para evitar contaminação durante a pandemia. É recomendada a higienização de superfícies e dos instrumentos, uso de antissépticos, além da manutenção do distanciamento entre os doadores. 

Edição: Pedro Ivo de Oliveira

Fonte: EBC Saúde

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  TSE realizará teste de votação on-line nas eleições de 2020
Continue lendo

VALE SÃO PATRÍCIO

PLANTÃO POLICIAL

ACIDENTE

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA