Luto

Morador de Goianésia que estava desaparecido é encontrado morto

De acordo com informações extraoficiais dão conta que Adenir teria sofrido um surto psicótico no dia do seu desaparecimento.

Publicados

Adenir Freitas Martins tinha 43 anos. Foto: Reprodução

Adenir Freitas Martins de 43 anos, que estava desparecido desde domingo (16), foi encontrado morto nesta sexta-feira (21), em área de pastagem do Assentamento Santa Família, zona rural de Goianésia no Vale do São Patrício.

Forças de segurança foram acionadas e dirigiram até no local, no sentido de preservá-lo, para que na manhã de hoje  (22), a Polícia Técnico-Científica realizasse a perícia, uma vez que no período noturno não seria possível, até mesmo pela região de difícil acesso onde foi encontrado o corpo.

Em decorrência ao avançado estado de decomposição do corpo da vítima, não foi possível identificar a causa da morte, neste caso, para saber se houve morte violenta ou natural, deverá ser solicitado exames cadavéricos, tão logo seja liberado ao Instituto Médico Legal (IML).

De acordo com informações extraoficiais dão conta que Adenir teria sofrido um surto psicótico no dia do seu desaparecimento.

Leia Também:  Em Pirenópolis, obras no Theatro Sebastião Pompeu de Pina são retomadas

JORNAL DO VALE – Muito mais que um jornal, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE, através do WhatsApp (62) 98504-9192

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

VALE DO SÃO PATRÍCIO

Ceres: Transferência do Coronel Lusdenes da regional Ceres gera insatisfação

Conforme informações, autoridades e políticos da região estão se mobilizando para reverter a situação.

Publicados

em

Lusdenes Rodrigues Alencar, o Coronel Lusdenes. Foto: Redes Sociais

Nesta terça-feira (16), a imprensa foi informada da transferência de Lusdenes Rodrigues Alencar, o Coronel Lusdenes do Comando Regional de Ceres no Vale do São Patrício após determinação do Comandante Geral da Polícia Militar do Estado de Goiás (PM-GO).

A decisão pegou todos de surpresa, já que as mudanças de tal natureza ocorrem quando os resultados na segurança pública não são satisfatórios. Desta forma, a referida decisão gerou insatisfação tanto na tropa quanto nos municípios que compõe o comando regional, revelando uma falta de planejamento.

O trabalho de polícia comunitária que foi e está sendo desenvolvido com todas as forças de segurança pública na região, e do operacional reconhecido pela redução dos índices de criminalidade, uma marca registrada do atual comando. Ademais, a comunidade, que acompanha de perto o trabalho diferenciado e transparente desde a chegada de Lusdenes, está determinada a buscar sua permanência.

Desta forma, autoridades e políticos da região estão se mobilizando para reverter a situação, buscando diálogo com o Secretário de Segurança Pública e o Governo do Estado. A mobilização se deve ao reconhecido trabalho desenvolvido na região, caracterizado pela união das forças de segurança pública com o comércio, prefeituras e autoridades da persecução penal.

Leia Também:  SMS de Ceres divulga Boletim da Covid-19

O Coronel Lusdenes informou que não manifestou interesse em ir para o local determinado. Assim, evidenciada a importância da continuidade do trabalho de Lusdenes no Comando Regional de Ceres, um líder que tem demonstrado resultados positivos e conquistado a confiança da comunidade e das autoridades locais.

JORNAL DO VALE – Muito mais que um jornal, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE, através do WhatsApp (62) 98504-9192

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

VALE SÃO PATRÍCIO

PLANTÃO POLICIAL

ACIDENTE

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA