No Rio, Bolsonaro participa de formatura de cadetes das Agulhas Negras

Publicados


O presidente Jair Bolsonaro foi hoje (17) ao estado do Rio de Janeiro para participar da formatura de cadetes da Academia Militar das Agulhas Negras (Aman), no município de Resende.

No caminho, Bolsonaro parou por cerca de dez minutos em uma rodovia para acenar aos carros que passavam e também caminhou por ruas do centro de Resende, antes de se dirigir à Aman.

Durante a cerimônia de formatura, que durou cerca de uma hora, o presidente disse que a “liberdade é bem maior de uma nação, maior até que a própria vida, porque o homem sem a liberdade não vive”.

O próprio Bolsonaro se formou na Aman em 1977. Diante dos novos cadetes, ele afirmou que “vocês têm tudo para amanhã ser chefes dessa nação, como hoje eu o sou”.

A previsão é que o presidente retorne a Brasília ainda na tarde deste sábado (17).

Edição: Lílian Beraldo

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Eleições 2020: entenda o que fazem os prefeitos
Propaganda

POLÍTICA NACIONAL

TSE aprova pedidos de força federal nas eleições para quatro estados

Publicados

em


O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovou, hoje (29), pedidos dos estados de Alagoas, Amazonas, Mato Grosso e Tocantins para que as Forças Armadas auxiliem as forças de segurança locais a garantir, em diferentes cidades, o primeiro turno das eleições municipais no dia 15 de novembro. A relação dos municípios que receberão os militares ainda não foi divulgada. 

Apresentados pelos respectivos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs), as solicitações de apoio das forças federais visam a “garantir o livre exercício do voto, bem como a normalidade da votação e da apuração dos resultados das eleições”.

Segundo o presidente do TSE, ministro Luís Roberto Barroso, as localidades que receberão apoio federal para garantir que o processo eleitoral transcorra de forma ordeira e tranquila “apresentam histórico de conflitos em pleitos anteriores ou de conflitos entre facções criminosas, além de reduzido efetivo policial local e difícil acesso às algumas das localidades”.

“A meu ver, estão preenchidos os requisitos da resolução específica e estou deferindo os pedidos”, disse Barroso durante a sessão plenária desta manhã. De acordo com o ministro, os governadores de Alagoas (Renan Filho); Amazonas (Wilson Lima); Mato Grosso (Mauro Mendes) e do Tocantins (Mauro Carlesse) manifestaram-se favoravelmente ao envio das Forças Armadas.

Leia Também:  Indicado ao STF, Kassio Nunes é sabatinado no Senado

Ao pedir ao TSE que autorize a presença de forças federais para garantir a segurança do processo eleitoral, cada TRE deve indicar as localidades onde a atuação militar se faz necessária, apontando fatos e circunstâncias que justifiquem o receio de perturbação das atividades. Com a aprovação dos pedidos, a decisão do TSE é encaminhada ao Ministério da Defesa, responsável pelas ações desenvolvidas pelas Forças Armadas.

Até a semana passada, seis estados tinham solicitado a presença da força federal: Acre, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Pará, Piauí e Rio Grande do Norte. 

Nesta terça-feira (27), os ministros do TSE já haviam decidido LINK 1  , por unanimidade, acatar os pedidos de apoio para 348 localidades de sete estados: Acre (20 municípios); Amazonas (31 municípios); Maranhão (98 municípios); Mato Grosso (6 municípios); Pará (72 municípios); Rio Grande do Norte (114 municípios) e Tocantins (7 municípios). Entre as cidades que receberão forças federais estão duas capitais, Rio Branco (AC) e São Luís (MA).

Edição: Fernando Fraga

Leia Também:  Bolsonaro diz que país está em fase final de "grande provação"

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

VALE SÃO PATRÍCIO

PLANTÃO POLICIAL

ACIDENTE

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA