Novo BMW X1 nacional chega por R$ 296.950 com motor 1.5 turbo

Publicados

Nova geração do BMW X1 traz motor 1.5 turbo, e mais potência nas versões 2.0
Divulgação

Nova geração do BMW X1 traz motor 1.5 turbo, e mais potência nas versões 2.0

O ditado diz que em time que está ganhando não se mexe, e pelo menos na motorização da nova geração do BMW X1 , a marca alemã não realizou grandes modificações, visando dar continuidade ao segundo modelo que mais comercializou em 2022 .

A nova geração do BMW X1 chega ao Brasil já com fabricação nacional, em Araquari (SC) , seis meses após ter sido lançada na Europa , e traz o mesmo motor 2.0 TwinPower Turbo , que antes entregava 184 cv, mas agora fornece 204 cv de potência e torque de 30.5 kgfm nas versões sDrive20i M SportsDrive20i X-Line , sempre conectadas à um câmbio automático Steptronic de 7 velocidades.

A novidade na motorização é o propulsor da versão de entrada, a sDrive18i GP , que é um 1.5 tricilíndrico com a tecnologia TwinPower Turbo , que entrega 156 cv de potência e 230 Nm de torque , já disponíveis em 1.500 rpm. O câmbio também é o Steptronic de 7 marchas, assim como nas versões 2.0 turbo.

As três versões contarão gratuitamente com o programa BMW Service Inclusive (BSI) por três anos, ou 40 mil km (o que ocorrer primeiro). Esse programa garante serviços de manutenção dos veículos da marca alemã em qualquer concessionária autorizada sem custo adicional nos serviços cobertos.

Na Europa, versão elétrica já está disponível, mas por aqui, versões eletrificadas não devem chegar tão cedo
Divulgação

Na Europa, versão elétrica já está disponível, mas por aqui, versões eletrificadas não devem chegar tão cedo

Leia Também:  Suzuki Burgman 400 ganha novo motor e equipamentos na linha 2021

Externamente, o X1 é 7 cm maior  que a geração anterior (4,50 m de comprimento), e os ocupantes ganham 2 cm a mais de espaço na cabine, já que o entre-eixos agora é de 2,69m. A largura é de 1,84 m, e a altura é de 1,64 m, um crescimento de 2 e 7 cm respectivamente. 

Visualmente o X1 é uma evolução do modelo antigo e traz elementos de modelos maiores. Os faróis, por exemplo, são full LED adaptativos e possuem um desenho mais fino e agressivo, assim como o para-choque e grade, que foram redesenhados. Na traseira, o destaque é para a lanterna que ganhou um novo visual mais esportivo e minimalista , lembrando a X3 .

As rodas são de 18 polegadas na versão sDrive 18i, 19” na versão intermediária sDrive 20i X-Line e de 20 polegadas na sDrive 20i M Sport.

O interior do X1 é completamente novo, e segundo a BMW foi inspirado no SUV 100% elétrico iX . A inspiração fica clara ao observar a tela curvada de alta resolução, que conta com duas peças conectadas, para dar a impressão de ser apenas uma.

Nova geração do BMW X1 traz telas inspiradas no iX e em outros modelos de topo de linha da marca
Divulgação

Nova geração do BMW X1 traz telas inspiradas no iX e em outros modelos de topo de linha da marca

Leia Também:  Ford F-75: conheça detalhes do utilitário feito no Brasil, mas nascido nos EUA

O painel de instrumentos tem 10,2″, enquanto a central multimídia é de 10,7 polegadas , com conexão Android Auto e Apple CarPlay . A central é equipada com a oitava geração do Sistema Operacional da marca e pode ser operada através do toque , comandos de voz , ou pelo seletor do i-Drive

A conectividade é ampliada pelo BMW ConnectedDrive , que permite chamada de emergência , aviso de manutenção, navegação com informações de trânsito em tempo real , portais de notícias, clima e aplicativos, além de possibilitar que o proprietário tranque ou destranque o veículo, buzine, envie destinos para o sistema de navegação remotamente.

A lista de equipamentos inclui ainda assistente de estacionamento , ar-condicionado digital de três zonas , assistente de condução inteligente, Head-Up Display, teto solar, sistema de som assinado pela Harman Kardon e carregador de telefone sem fio.  

Segundo o Inmetro , o consumo do novo BMW X1 é de 11,4 km/l na cidade e 13,5 na estrada, na versão sDrive 18i, nas versões com o motor 2.0, os números são de 10,7 km/l e 13 km/l na cidade e estrada, respectivamente. Vale lembrar que o modelo aceita apenas gasolina .

O modelo já está disponível nas concessionárias da BMW no Brasil, e conta com cinco opções de cores: Branco Alpino, Preto Safira, Azul Phytonic, Verde Cape York, Prata Space e Azul Portimão. Já o interior pode ser configurado em Preto/Preto, Mocha/Preto e Oyster/Preto.

Confira os preços para a linha 2023 do BMW X1

sDrive18i GP : R$ 296.950

sDrive20i X-Line : R$ 328.950

sDrive20i M Sport : R$ 349.950

Segundo a assessoria da marca, não há previsão para a chegada de versões híbridas ou elétricas do X1, embora na Europa a iX1 já esteja disponível.

Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

CARROS E MOTOS

Diesel para que? Nova Toyota Hilux irá ganhar motorização híbrida

Publicados

em

Toyota Hilux passou por facelift em 2020, e nova geração deve chegar em meados de 2026 nos mercados  asiáticos.
Divulgação/Toyota

Toyota Hilux passou por facelift em 2020, e nova geração deve chegar em meados de 2026 nos mercados asiáticos.

A Toyota é mundialmente famosa por conta de seus veículos robustos , um time que inclui o Corolla , o  Prius , o primeiro híbrido comercializado em massa no mundo, e a  Hilux , uma das picapes de maior sucesso no mundo, e que irá ganhar uma versão eletrificada, mas só no fim da década.

Segundo o chefe do departamento de marketing e vendas da Toyota australiana, Sean Hanley, a Hilux terá alguma forma de eletrificação no futuro, e a marca estuda motores elétricos , híbridos e até mesmo o uso de hidrogênio , tecnologia que a Toyota também tem contato .

No fim do ano passado, na Tailândia, a Toyota mostrou um conceito de Hilux exclusivamente elétrica , junto com um utilitário menor ,  e no Reino Unido, foi a vez de um exemplar movido a hidrogênio dar as caras.

Hilux Revo BEV não teve detalhes de baterias e motorização revelados, sabe-se apenas que é elétrico.
Divulgação/Toyota

Hilux Revo BEV não teve detalhes de baterias e motorização revelados, sabe-se apenas que é elétrico.

Leia Também:  Carro virou item de luxo no Brasil?

As informações da mídia australiana dizem que a fabricante estuda motorizações híbridas com gasolina ou até mesmo diesel, tanto para a Hilux quanto para o  Land Cruiser, jipão que é a versão moderna do nosso antigo Bandeirante

“Consideramos todas as tecnologias para a Hilux. Obviamente a híbrida é a solução mais fácil para nós , pois já trabalhamos com ela em outros carros, mas não descartamos outras opções que podem se encaixar melhor no projeto”, afirmou Hanley.

“Eu não posso confirmar nem negar nada para a atual Hilux, mas eu não posso desconsiderar nenhuma tecnologia para o futuro, já que a eletrificação vem acontecendo rapidamente. Estamos sempre buscando formas de melhorar a Hilux”, concluiu o executivo.

No Brasil, nenhuma picape de volume é oferecida com motorização híbrida , a Maverick deve ser a primeira a chegar com essa motorização, apesar de não concorrer com a Hilux.

A picape  GWM Poer deve chegar no Brasil em 2024, mas ainda não tem confirmação de qual motorização será oferecida. Por se tratar de um representante chinês, país onde a eletrificação é muito forte, essa motorização híbrida e até mesmo uma  100% elétrica não é descartada, o que poderia fazer a Toyota acelerar o desenvolvimento de uma Hilux desse tipo.

Leia Também:  Ford Maverick Hybrid: picape chega no 1º trimestre de 2023 no Brasil

Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

VALE SÃO PATRÍCIO

PLANTÃO POLICIAL

ACIDENTE

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA