“Nunca gostei do VK”, diz viúva de MC Kevin

Publicados


source
Deolane Bezerra, viúva de MC Kevin
Instagram

Deolane Bezerra, viúva de MC Kevin

A advogada Deolane Bezerra deu uma entrevista nesta quinta-feira (29) para falar sobre o MC Kevin, que completou no último dia 16 dois meses de morto. A viúva do funkeiro assumiu que nunca gostou do MC VK, amigo do cantor que estava no momento em que ele caiu da varanda do quinto andar de um hotel na Barra da Tijuca.

“Eu gosto de todos os amigos do Kevin, menos do VK. Eu nunca gostei dele e já tinha falado para a mãe dele Eu via cada olhar maldoso dele quando o Kevin trocava de roupas, quando subia no palco e quando estourava. Ele tinha um processo no Rio e o Kevin dizia que ele não tinha dinheiro para pagar e me pedia para ajudá-lo e eu me negava. Eu dizia: ‘sinto que ele tem um mal para te fazer, cara***!’. Eu tive um pressentimento e não queria ir para o Rio. Falei para mãe dele e ela disse “vai porque com você, eu sinto que ele volta'”, contou ao podcast Podpah.

Leia Também:  Familiares do modelo Vinícius Piccoli fazem post de agradecimento em rede social

A advogada se emocionou ao falar do relacionamento com Kevin e revelou que perdoaria a suposta traição do funkeiro se ele ainda estivesse vivo. “Eu digo e repito, e vou levar pra sempre isso comigo: o que é uma traição perto de uma morte? Queria que ele tivesse vivo. Se eu ia perdoar pra estar junto com ele ou perdoar pra seguir a minha vida, eu não sei. Mas com certeza ele teria o meu perdão porque eu tenho essa virtude, Deus me deu”, comentou Deolane que completou: “Desde o início, eu falo que um ano e dois meses que eu vivi com o Kevin valeram mais que dez anos da minha vida”.



Fonte: IG GENTE

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

ENTRETENIMENTO

Nascem filhas gêmeas de Raquel Pacheco, a Bruna Surfistinha

Publicados

em


source
Raquel Pacheco, Xico Santos e as gêmeas
Reprodução/Instagram

Raquel Pacheco, Xico Santos e as gêmeas

Neste domingo (26), Raquel Pacheco, a Bruna Surfistinha, anunciou a chegada de suas gêmeas, Elis e Maria . As bebês nasceram no último dia 3. “Tô transbordando de felicidade e amor por minhas pequenas cariocas virginianas!”, disse a mamãe de primeira viagem. 

Raquel  contou ainda que um dos bebês precisou ir para a UTI neonatal. “Demorei pra aparecer aqui e contar pra vocês por motivos de: ficamos no hospital por duas semanas, pois Elis precisou ficar 06 dias na UTI neonatal, depois ficou com a gente no quarto até atingir 2 quilos e receber alta. Foram dias bem difíceis e exaustivos, mas graças a Deus deu tudo certo e há poucos dias, enfim chegamos em casa. Desde então estou focada, a cada três horas, as amamento e, como a demanda aqui é livre, quando elas acordam antes do horário certinho, estou sempre disponível. Além disso, ainda estou me recuperando da cirurgia e lidando com as dificuldades do puerpério que é mais intenso do que imaginei”.

Sobre o parto,  Raquel contou que não conseguiu fazer da forma que planejava. “O parto não pôde ser humanizado como planejei, nem normal, precisou ser induzido com cesárea, foi emergencial, precisamos salvar Elis, pois ela estava correndo risco. Agradeço ao Dr. Miguel – que conheci alguns minutos antes dele realizar o parto – por ter salvado Elis”, agradeceu ela, que também homenageou toda equipe do hospital.

Fonte: IG GENTE

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

VALE SÃO PATRÍCIO

PLANTÃO POLICIAL

ACIDENTE

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA