ONS prevê chuva acima da média nos reservatórios do Sul e Sudeste

Publicados


O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) divulgou hoje (8) o boletim do Programa Mensal de Operação. O documento prevê chuva acima da média nos reservatórios das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste. 

Segundo o ONS, a previsão influenciou na queda de 53,37% no Custo Marginal de Operação (CMO), que passou de R$ 426,20 por megawatt-hora (MWh) para R$ 198,74. 

Conforme o boletim, o nível dos reservatórios apresentam sinais de recuperação em relação ao início do mês. No Sul, o volume deverá estar em 49,5% no final de outubro. Na Região Norte, o nível previsto dos reservatórios será de (45,8%), seguido pelo Nordeste (35,5%) e Sudeste/Centro-Oeste (15,2%). 

O boletim também indicou que a previsão de carga para outubro será 0,1% menor no sistema elétrico devido à previsão de temperaturas amenas nas regiões Sul, Sudeste e Centro Oeste. 

Edição: Fábio Massalli

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Dólar fecha em R$ 5,37 e tem maior queda em uma semana
Propaganda

ECONOMIA

“Estamos perto de ver o topo da inflação”, diz presidente do BC

Publicados

em


O presidente do Banco Central (BC), Roberto Campos Neto, afirmou nesta sexta-feira (26) que o pico da inflação está próximo do fim, com melhora a partir do ano que vem.

“Está perto – olhando 12 meses – de ver o topo [da inflação], e a gente entende que, a partir do ano que vem, vai ver uma melhora”, disse Campos Neto, ao participar de evento virtual com empresas do mercado imobiliário, promovido pelo Sindicato da Habitação de São Paulo (Secovi-SP).

Campos Neto afirmou que o BC imaginava, “em algum momento”, que o auge da inflação seria em setembro, mas isso não ocorreu em função dos “choques de energia [que] vieram de forma consecutiva, surpreendendo a todos”, e do aumento da gasolina subindo na bomba, puxado pelo etanol.

Projeção para o PIB

O presidente do BC também indicou que a instituição deve piorar sua projeção para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB, soma de todos os bens e serviços produzidos no país) em 2022, mas não na magnitude apontada pelo mercado em suas últimas estimativas.

Leia Também:  Pedidos de recuperação judicial registram menor quantidade desde 2013

A última conta do BC, de alta de 2,1%, será provavelmente revista para baixo, disse, “mas não tão baixo” como a mediana em expectativas de agentes do mercado.

No último boletim Focus, a perspectiva do mercado era de crescimento de apenas 0,7% para a economia brasileira em 2022.

*Com informações da Agência Reuters
 

Edição: Nádia Franco

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

VALE SÃO PATRÍCIO

PLANTÃO POLICIAL

ACIDENTE

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA