Preço médio da gasolina no Sudeste ultrapassa R$ 5,00, aponta pesquisa

Publicados


source
São Paulo tem os combustíveis mais baratos do sudeste do Brasil, pelo o que diz o levantamento do Ticket Log
Divulgação

São Paulo tem os combustíveis mais baratos do sudeste do Brasil, pelo o que diz o levantamento do Ticket Log


Uma pesquisa realizada pela empresa Ticket Log , marca de gestão de frotas e soluções de mobilidade da Edenred Brasil, apontou que o preço médio da gasolina na Região Sudeste fechou a 1ª quinzena de fevereiro cotado a R$ 5,047. Alta de 4,32% em relação à janeiro. Valor superior do que a média nacional, de R$ 5,033.


O estudo dos preços dos combustíveis é feito com base nos abastecimentos realizados nos 18 mil postos credenciados da Ticket Log. O Rio de Janeiro é o estado com a gasolina mais cara na região: R$ 5,336. Em Minas Gerais, o combustível fechou a 1ª quinzena a R$ 5,148. Acima dos R$ 5,056 registrado no Espírito Santo.

Leia Também:  BMW M 1000 RR é a primeira moto da divisão esportiva "M"

Você viu?

Mesmo com um aumento de 4,4% em relação ao primeiro mês de 2021, São Paulo foi o único estado do levantamento a registrar um preço médio abaixo dos R$ 5,00, com a gasolina sendo comercializada nos postos pelo valor médio de R$ 4,647.

Etanol

Em São Paulo e Minas Gerais, preço ainda favorece o uso do etanol, conforme levantamento do Ticket  Log
Divulgação

Em São Paulo e Minas Gerais, preço ainda favorece o uso do etanol, conforme levantamento do Ticket Log


São Paulo foi também o local onde o etanol apresentou o preço mais baixo no levantamento: R$ 3,167. Junto de Minas Gerais (R$ 3,465), são os únicos estados da Região Sudeste onde ainda é mais vantajoso usar o combustível vegetal, se considerada a proporção 70/30 com a gasolina.

Ainda em São Paulo, a dinâmica de preços mais baixos se repete também com outros combustíveis : O diesel e o diesel S-10 foram comercializados a R$ 3,794 e R$ 3,859, respectivamente, e o GNV, por R$ 3,019. Nos postos fluminenses também foi registrado o etanol mais caro da Região, com o preço médio de R$ 4,247. Já Minas Gerais segue com os valores mais altos do diesel, de R$ 3,974, do diesel S-10, de R$ 4,062, e do GNV, de R$ 3,380.

Leia Também:  Veja 5 modelos clássicos dos anos 80 para comprar em 2021
Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

CARROS E MOTOS

Marca chinesa ORA cria carro elétrico com visual inspirado no Fusca

Publicados

em


source
ORA Fusca: invenção chinesa com linhas do clássico da marca alemã, que ainda não se manifestou sobre plágio
Reprodução/carnewschina.com

ORA Fusca: invenção chinesa com linhas do clássico da marca alemã, que ainda não se manifestou sobre plágio


Divisão da chinesa Great Wall Motors , a ORA vai revelar no Salão de Xangai (China), que abre ao público no próximo dia 21, um novo modelo de carro elétrico com linhas claramente inspiradas no Volkswagen Fusca.


Além do inconfundível formato da carroceria, o modelo da ORA se inspira no clássico modelo da marca alemã em detalhes como as janelas laterais, o desenho das lanternas traseiras e até o volante, que segue o mesmo estilo da peça utilizada no Fusca dos anos 1960.

De acordo com a página CarNewsChina do Facebook, a marca ainda não divulgou como esse Fusca elétrico irá se chamar. Mas podemos esperar algo bem estranho de uma marca que já é conhecida no país asiático pelos seus veículos com design incomum (que mistura a linguagem de estilo de diversos fabricantes europeus e japoneses) e por adotar nos carros nomes igualmente bizarros como Black Cat e Good Cat (Gato Preto e Gato Bom em inglês).

ORA Fusca. Foto: Reprodução/CarNewsChina

Leia Também:  Veja 5 modelos clássicos dos anos 80 para comprar em 2021

ORA Fusca. Foto: Reprodução/CarNewsChina

ORA Fusca. Foto: Reprodução/CarNewsChina

Um dos modelos da linha atual da ORA, o Black Cat é uma mistura de Smart ForFour com Honda e. Foto: Divulgação


Praticamente desconhecida por aqui, a Great Wall Motors é um dos maiores fabricantes da China e chegou a anunciar no início dos anos 2010 a intenção de construir uma fábrica no Brasil, embora os planos não tenham saído do papel. Além de fornecer kits CKD para montagem de veículos na Europa, Ásia, África e até o Equador, a empresa assinou um acordo com a BMW para produzir o Mini elétrico no país asiático.

Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

VALE SÃO PATRÍCIO

PLANTÃO POLICIAL

ACIDENTE

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA