Raissa Barbosa pretende criar projeto de lei contra a psicofobia

Publicados


source
Fãs citam Raissa Barbosa na redação do ENEM
Reprodução/Instagram

Fãs citam Raissa Barbosa na redação do ENEM


Raissa Barbosa, ex-participante de ‘A Fazenda 12’, disse que pretende criar um projeto de lei contra a psicofobia. “Como vocês sabem, todos os dias diversas pessoas (inclusive eu) sofrem diversos ataques psicofobicos, principalmente nas redes sociais. Chegou a hora de tomarmos medidas cabíveis e culpatórias”, escreveu em seu Twitter.

Raissa, que tem síndrome de Borderline, quer que os políticos olhem com mais atenção para a causa. Para isso, ela levantou a tag “Lei Raissa Barbosa” no Twitter, que ficou entre os assuntos mais comentados do site neste sábado (27).

“A tag é apenas o início de uma jornada. Estamos elaborando uma proposta legislativa para criminalizar com penas duras quem praticar psicofobia. Meu advogado @guibelarmino está preparando o texto da lei que vamos apresentar para os Deputados e Senadores”, explicou Raissa.

Você viu?

“Psicofobia é o termo usado para designar atitudes preconceituosas e discriminatórias contra pessoas com deficiências ou transtornos mentais. Apesar das consequências danosas, a psicofobia faz-se presente com extrema frequência e principalmente em ambiente virtual, afligindo pessoas de todas as idades, gêneros, etnias e classes sociais. Nosso objetivo é sensibilizar o Poder Legislativo, para inserir no Código Penal dispositivo que configure como criminosas as condutas psicofóbicas, impondo penas duras para quem cometer o crime”, explicou o advogado.

“Batizamos esta campanha de #LeiRaissaBarbosa pois a modelo Raissa Barbosa, participante do reality #AFazenda12, após divulgar ser portadora da síndrome de Boderline, proporcionou grande discussão sobre o tema e em decorrência disso sofreu e continua sofrendo psicofobia na internet”, finalizou Guilherme.


Leia Também:  Nicole Bahls passa por harmonização facial antes de se jogar na folia


Fonte: IG GENTE

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

ENTRETENIMENTO

Sikêra Jr. é processado por mulher que fez sexo com mendigo

Publicados

em

source
Sukêra Jr, apresentador do Alerta Nacional, é processo por injúria e difamação
Erick Martins

Sukêra Jr, apresentador do Alerta Nacional, é processo por injúria e difamação

Após realizar diversos comentários desnecessários sobre Sandra Mara Fernandes, mulher que fez sexo com o mendigo Gilvado de Souza durante um surto psicótico, o apresentador Sikêra Jr. foi processado por injúria e difamação. O processo foi protocolado nesta última sexta-feira (20) pelo advogado de Sandra. 

Os comentários depreciativos foram feitos pelo apresentador durante seu programa na RedeTV, Alerta Nacional. Sikêra Jr. disse que Sandra “tinha uma fantasia” de “subir no pau de sebo” e que a relação com o mendigo “era amor”, negando que tenha sido um estupro, como a vítima e seu marido, Eduardo Alves, afirmam. 

Sandra usou as redes sociais para fazer um desabafo e mencionou os comentários do apresentador. “Fui VÍTIMA de chacotas, humilhações em rede nacional. Fui taxada com uma mulher qualquer, uma mulher promíscua, com fetiches, uma traidora”, publicou em 27 de abril. “Eu sempre soube que vivemos numa sociedade desigual, mas eu NÃO escolhi ter um SURTO, eu não escolhi ter sido HUMILHADA”, continuou o desabafo. 

Leia Também:  Tiago Ramos rompe silêncio e assume culpa por término com mãe de Neymar

O personal trainer Eduardo Alves, marido de Sandra, foi indiciado por lesão corporal contra o medigo, também nesta última sexta-feira (20), após flagrar sua mulher e Givaldo tendo relações sexuais. Em depoimento para a polícia, Eduardo afirmou que o agrediu porque pensou que sua esposa estava sendo estuprada, já que ela estaria em um surto psicótico. 

Já o mendigo, não foi indiciado por estupro de vulnerável, o que foi comemorado por ele e sua desefa. “As investigações foram concluídas, apontando Givaldo tão somente como vítima de brutais e covardes agressões”, afirmou seus advogados em nota. 

*Com a colaboração de Gabriela Ramos.

Fonte: IG GENTE

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

VALE SÃO PATRÍCIO

PLANTÃO POLICIAL

ACIDENTE

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA