Renault Kiger é o SUV do Kwid com motor 1.0 turbo

Publicados


source


A filial brasileira da Renault se refere ao Kwid como o “SUV dos compactos”. Mas na Índia, ele é considerado mesmo um hatch subcompacto. Tanto que deu margem para que a marca francesa apresentasse no país asiático o Kiger, um SUV feito sobre uma variação da plataforma do Kwid.


As imagens reveladas pela Renault mostram um SUV conceito, que segundo a empresa já corresponde a 80% do carro que será feito em série. Projetado inicialmente para a Índia, onde chega em 2021, o modelo já foi prometido pela montadora francesa para outros mercados globais.

O visual da carroceria não esconde o parentesco do Renault Kiger com o Nissan Magnite, modelo recém-mostrado na Índia e que está cotado para ser feito também no Brasil, na fábrica de Resende (RJ), ocupando o espaço deixado pelo fim do hatch compacto March. 


Com menos de quatro metros de comprimento, ambos vão compartilhar a mesma carroceria básica, baseada na plataforma CFMA+, uma variação da CMFA do Kwid que já é utilizada também na minivan Renault Triber. Mas o Kiger tem uma dianteira exclusiva, que traz elementos como os faróis de LED com desenho que o subcompacto reestilizado já vendido no exterior.

Leia Também:  Lincoln usado por Kennedy vai a leilão e pode chegar a R$ 1,7 milhão

O Renault Kiger será equipado com um motor 1.0 turbo de três cilindros. É o mesmo propulsor oferecido no Nissan Magnite , no qual desenvolve 100 cv de potência e pode ser combinado a um câmbio automático do tipo CVT.

Sem detalhar a lista de equipamentos do Kiger de produção, a Renault se limita a afirmar que o SUV irá contar com diversos sistemas e equipamentos inteligentes, o que pode indicar a presença de equipamentos como chave presencial, controlador automático de velocidade de cruzeiro, carregador de celular por indução e ar-condicionado automático. Todos itens que serão oferecidos no SUV da Nissan.

Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

CARROS E MOTOS

SUV Nissan Magnite estreia na Índia com motor e preço de Renault Kwid

Publicados

em


source
Nissan Magnite
Divulgação

Nissan Magnite: SUV para países emergentes promete agitar ainda mais o segmento que está em efervescência


A Nissan inicia o oficialmente no mercado indiano as vendas do Magnite . O novo SUV compacto, que é feito sobre uma variação da plataforma do Renault Kwid, está cotado para ganhar produção no Brasil, onde irá ocupar a mesma faixa de preços do finado compacto March.


Com 3,99 m de comprimento, 1,76 m de largura e 1,57 m de altura, o Nissan Magnite  tem porte de hatch compacto e é 30 cm mais curto do que o Kicks , mas com a mesma largura da carroceria. No país asiático, o Magnite está disponível em dez configurações diferentes. A mais acessível delas é a XE, que parte de 499 mil rúpias (cerca de R$ 35.200). Valor que no mercado indiano é equivalente ao das versões mais caras do Renault Kwid .

Leia Também:  Veja os riscos de se usar óleo vencido no motor do veículo

Nesta configuração, o SUV traz o motor 1.0 aspirado de código B4D e 72 cv (o mesmo do Kwid vendido por aqui), que é combinado a um câmbio manual de cinco marchas. Com visual básico, deixa de lado itens como rodas de liga leve (trocadas por rodas de aço sem calotas), os faróis e lanternas de LED e as características luzes diurnas no para-choque.


A simplicidade se repete no interior, onde o  Magnite XE traz um painel digital com tela monocromática e não conta com sistema de som. Só não fica tão pelado por trazer itens como direção com assistência elétrica e coluna regulável, ar-condicionado e vidros elétricos nas quatro portas.

Além do propulsor 1.0 aspirado, o Magnite está disponível também com um novo motor 1.0 turbo de três cilindros, capaz de desenvolver 100 cv e que pode ser combinado a um câmbio manual de cinco marchas ou automático CVT. A versão mais cara do SUV é a XV Premium com o motor 1.0 turbo e o câmbio automático, que parte de 935 mil rúpias (cerca de R$ 66 mil).

Leia Também:  Lincoln usado por Kennedy vai a leilão e pode chegar a R$ 1,7 milhão


Bem mais completa, traz faróis de LED, painel com tela TFT de 7″, rodas de 16″, controles eletrônicos de tração e estabilidade, assistente de partida em rampas, central multimídia de 8″ com Android Auto e Apple CarPlay sem fio, chave presencial e a até saídas de ar-condicionado para a traseira.

Como opcional, o comprador do Nissan Magnite  pode pedir ainda itens como carregador por indução, purificador de ar, iluminação ambiente configurável e som com alto-falantes JBL.

Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

VALE SÃO PATRÍCIO

PLANTÃO POLICIAL

ACIDENTE

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA