São Paulo começa vacinação para pessoas com 25 anos

Publicados


A cidade de São Paulo começa hoje (6) a vacinação das pessoas com 25 anos de idade contra o coronavírus. A estimativa é que 147 mil pessoas sejam imunizadas nessa fase da campanha.  

Para se vacinar, é necessário apresentar um comprovante de residência na capital paulista e documento de identidade, de preferência com o número do Cadastro de Pessoas Físicas (CPF). Também é recomendado que seja feito o pré-cadastro na página Vacina Já https://www.vacinaja.sp.gov.br/, o que agiliza o procedimento. 

É possível acompanhar as filas nos pontos de vacinação pela plataforma De Olho na Fila.

A lista completa dos pontos de vacinação também está disponível na internet. 

Balanço 

Até ontem (5), já haviam sido aplicadas 10,6 milhões de doses de vacinas contra a covid-19 na capital paulista, sendo 7,5 milhões de primeira dose, 2,7 milhões de segunda dose e 315,9 de dose única.

Com isso, 85% da população da cidade com mais de 18 anos recebeu ao menos uma dose do imunizante.  

Edição: Maria Claudia

Fonte: EBC Saúde

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Covid-19: governo lança campanha publicitária de vacinação
Propaganda

SAÚDE

Rio de Janeiro vacina grupos prioritários de 30 a 39 anos contra gripe

Publicados

em

O município do Rio de Janeiro vacina esta semana contra a gripe pessoas de 30 a 39 anos de idade que pertençam a grupos prioritários. Esta é a penúltima semana da campanha de vacinação, que se encerra no dia 3 de junho.

Além do público-alvo da semana de 23 a 28 de maio, os postos de saúde estão vacinando também os alvos das semanas anteriores, ou seja, os grupos prioritários com 40 anos de idade ou mais, os idosos a partir de 60 anos, gestantes, puérperas e crianças de 6 meses a 4 anos, 11 meses e 29 dias.

Na última semana da campanha, de 30 de maio a 3 de junho, serão imunizados grupos prioritários de 5 a 29 anos de idade, além de todos os outros públicos-alvos.

São considerados grupos prioritários trabalhadores da saúde, comunidades indígenas, pessoas com deficiência permanente (PcD), pessoas com doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, trabalhadores da educação, funcionários do sistema prisional, população privada de liberdade, forças de segurança e salvamento, forças armadas, trabalhadores portuários, trabalhadores de transporte rodoviário de passageiros urbano e de longo curso e caminhoneiros.

Leia Também:  Pesquisadores criam fármacos para combater covid-19

Edição: Fernando Fraga

Fonte: EBC Saúde

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

VALE SÃO PATRÍCIO

PLANTÃO POLICIAL

ACIDENTE

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA