Saúde

São Paulo confirma dois casos da variante inglesa do novo coronavírus

Publicados

 

A variante do novo coronavírus, detectada inicialmente no Reino Unido, já está no Brasil. A confirmação foi feita na tarde de hoje (4) pela Secretaria Estadual da Saúde de São Paulo, após análise de amostras no Laboratório Estratégico do Instituto Adolfo Lutz.

Dois casos foram confirmados em São Paulo. Uma das pessoas com resultado positivo é uma mulher de 25 anos, residente em São Paulo, que se infectou após contato com viajantes que passaram pelo território britânico. O outro é seu contactante, um homem de 34 anos, também morador da capital. A secretaria ainda não informou sobre o estado de saúde dos dois pacientes.

Segundo a secretaria, ambos os casos são da Linhagem B.1.1.7, nova cepa não se mostra mais letal, mas pode ser mais transmissível.

Na última quinta-feira (31), o Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde de São Paulo foi notificado pelo laboratório de medicina diagnóstica Dasa da suspeita de dois casos de uma variante do novo coronavírus (SARS-CoV-2) no estado de São Paulo. A confirmação da cepa em dois pacientes foi feita por meio de sequenciamento genético realizado em parceria com a Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP).

Leia Também:  Em Jaraguá, homem drogado fere três policiais em abordagem

Após a confirmação do laboratório Dasa sobre essa suspeita, as amostras foram enviadas para o Instituto Adolfo Lutz, que deu início ao trabalho de análise e sequenciamento genético para identificar se a nova cepa teria mesmo chegado ao Brasil. Essa análise foi concluída hoje e confirmou a suspeita.

Os sequenciamentos de amostras realizados pelo Adolfo Lutz mostraram-se, segundo a secretaria, mais completos que o do Reino Unido e foram então depositados no banco de dados online e mundial GISAID, uma Iniciativa Global de Compartilhamento de Todos os Dados sobre Influenza.

Edição: Nádia Franco

Fonte: EBC Saúde

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

SAÚDE

CoronaVac: 2,7 milhões de doses serão distribuídas no começo de março

Publicados

em

 

Até o próximo domingo (28), o Ministério da Saúde espera receber mais 2,7 milhões de doses da CoronaVac, do Instituto Butantan, prevendo a remessa das vacinas contra a covid-19 aos estados e ao Distrito Federal na primeira semana de março.

Segundo informou hoje (26) o ministério, por meio de sua assessoria de imprensa, a partir da definição do quantitativo total de doses e da previsão de entrega, o Programa Nacional de Imunizações (PNI) iniciará o planejamento e a logística de distribuição de forma proporcional e igualitária às 27 unidades da Federação.

Além de mais doses do Instituto Butantan, novos lotes da vacina AstraZeneca/Oxford estarão disponíveis ao PNI em março. A expectativa é que sejam entregues ao Ministério da Saúde 12,9 milhões de doses produzidas na Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e 4 milhões importadas da Índia. Também para março, o Brasil negocia o recebimento da primeira leva de vacinas do consórcio Covax Facility, somando 2,6 milhões de doses da AstraZeneca.

O Ministério da Saúde assinou ainda contrato com o laboratório Precisa Medicamentos/Bharat Biotech para compra de 20 milhões de unidades, que serão entregues à pasta até maio.

Leia Também:  Pandemia da Covid-19: Gravidade da situação em municípios em Goiás será avaliada com base em três critérios; Veja a Nota Técnica

Distribuição

Desde o início da campanha de vacinação, em 18 de janeiro passado, o Ministério da Saúde distribuiu aos estados e ao Distrito Federal cerca de 15 milhões de doses de vacinas contra a covid-19, dos quais 4 milhões de doses foram da vacina AstraZeneca/Fiocruz e 11 milhões de doses da vacina do laboratório Sinovac/Butantan.

Caso se confirmem os cronogramas de entrega das vacinas, o ministério estima que, até julho, seja feita a vacinação de até 50% dos grupos prioritários definidos pelo Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação Contra a Covid-19. Até o momento foram vacinadas mais de 6,5 milhões de pessoas de grupos prioritários. Os dados e o andamento da campanha de imunização podem ser consultados no LocalizaSUS.

Edição: Aline Leal

Fonte: EBC Saúde

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

VALE SÃO PATRÍCIO

PLANTÃO POLICIAL

ACIDENTE

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA