SP: parques e farmácias estão abertos para vacinação

Publicados


Neste domingo (26), a vacinação contra a covid-19 ocorre em sete parques da cidade de São Paulo, nas farmácias parceiras da Avenida Paulista e no megaposto da Galeria Prestes Maia, com entrada pela Praça do Patriarca.

Serão aplicadas a primeira e a segunda doses em adultos a partir dos 18 anos de idade. Também estão elegíveis jovens entre 12 e 17 anos de idade, com e sem comorbidades, para primeira dose.

Estão disponíveis doses de reforço para idosos acima de 80 anos, população indígena aldeada e funcionários de Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPIs), dos Centros de Acolhida Especial para idosos (Caei) e do Programa de Assistência ao Idoso (PAI). É preciso ter pelo menos seis meses de intervalo desde a segunda dose para receber a dose de reforço. 

Onde se vacinar neste domingo:

Galeria Prestes Maia (megaposto): vacinação para primeira dose (D1), segunda dose (D2) e dose adicional (DA). Praça do Patriarca, 2, das 8h às 17h;

Farmácias parceiras na avenida Paulista: vacinação D1, D2 e DA. Av. Paulista, 2.371 e 266, das 8h às 16h;

Leia Também:  Saúde compra 20 milhões de doses da vacina indiana Covaxin

Parques (vacinação D1, D2 e DA, das 8h às 17h):

Região central: Parque Buenos Aires;

Região sul: Parque Guarapiranga;

Região leste: Parque do Carmo;

Região oeste: Parque Villa-Lobos;

Região sudeste: Parque Recreativo Ceret e Parque da Independência;

Região norte: Parque da Juventude.

A lista completa de postos pode ser encontrada na página Vacina Sampa.

Edição: Fernando Fraga

Fonte: EBC Saúde

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

SAÚDE

Saúde garante ao STF que país terá vacinação completa contra covid-19

Publicados

em


O Ministério da Saúde afirmou hoje (18) que vai garantir o esquema vacinal completo contra a covid-19 para a Bahia e os demais estados do país. A garantia foi dada durante audiência de conciliação realizada no Supremo Tribunal Federal (STF).

A audiência foi convocada pelo ministro Ricardo Lewandowski, relator da ação na qual o governo baiano afirma que há defasagem de aproximadamente 1 milhão de doses para o estado. Além disso, a procuradoria estadual alegou que doses da CoronaVac que foram interditadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) não foram repostas.

Conforme a ata da reunião, ficou acordado que o governo federal dará andamento à reclamação do estado no prazo de dez dias.  “O Ministério da Saúde compromete-se a assegurar o esquema vacinal completo ao estado da Bahia, bem como aos demais estados, conforme definido em consenso tripartite, observando os cálculos de envio de quantitativos de seus informes técnicos”, diz o documento. 

*Com informações do STF

Edição: Nádia Franco

Fonte: EBC Saúde

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  136 mil doses de vacina contra a Covid-19 chegam ao Goiás, nesta quinta-feira, 8
Continue lendo

VALE SÃO PATRÍCIO

PLANTÃO POLICIAL

ACIDENTE

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA