TSE lança pesquisas para aprimorar sites da Justiça Eleitoral

Publicados


O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) lançou três pesquisas para melhorar o acesso dos cidadãos aos sites da Justiça Eleitoral. Segundo o tribunal, o levantamento vai ajudar a colher sugestões de eleitores, servidores, advogados e jornalistas para aprimorar a navegação nas páginas dos 27 tribunais regionais eleitorais e do próprio TSE. 

Quem tiver interesse pode acessar o site do TSE e preencher os formulários eletrônicos sobre publicações de conteúdo, acessibilidade para pessoas com deficiência e diversos aspectos.  

As pesquisas estão disponíveis no site do TSE até 12 de maio. 

Edição: Fernando Fraga

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Polícia conclui inquérito sobre homicídio de advogados em Goiânia
Propaganda

JUSTIÇA

STF dá prazo para Anvisa detalhar documentos pendentes da Sputnik V

Publicados

em


O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandowski deu hoje (10) prazo de 48 horas para que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) informe quais documentos estão faltando para análise definitiva do pedido de autorização para importação e aplicação da vacina Sputnik V, usada na imunização contra a covid-19. O imunizante é produzido pelo Instituto Gamaleya, da Rússia.

A decisão foi tomada a partir de uma petição protocolada pelo governo do Maranhão, que, em conjunto com outros estados, aguarda autorização da Anvisa para aplicação dos imunizantes. 

“Preliminarmente, informe a Anvisa, em 48 horas, de maneira pormenorizada, quais os documentos faltantes para uma análise definitiva do pedido de autorização excepcional e temporária de importação e distribuição da vacina Sputnik V, subscrito pelo estado do Maranhão, sem prejuízo de franquear-lhe, de imediato, o pleno acesso aos autos do Processo SEI no 25351.908872/2021-00, o qual, segundo alega, tem sido obstado pela agência”, decidiu. 

No dia 26 de abril, a Anvisa negou a autorização para a importação e o uso emergencial do imunizante russo. Ao analisar os documentos recebidos, a agência apontou uma série de problemas, entre eles, a falta de alguns documentos e a presença de adenovírus com capacidade de replicação no corpo dos pacientes que receberem doses da vacina.

Leia Também:  CNJ faz novas recomendações para conter covid-19 em presídios

A reportagem entrou em contato com a agência e aguarda retorno.

Edição: Aline Leal

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

VALE SÃO PATRÍCIO

PLANTÃO POLICIAL

ACIDENTE

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA