Pandemia

Em Goiás, ocupação de leitos de UTI para Covid-19 é de 82,65% neste domingo

Publicados

Os hospitais públicos e privados de Goiás amanheceram neste domingo (25) com ocupação de 82,65% nas unidades de terapia intensiva (UTIs) destinadas ao tratamento de pacientes com Covid-19. Do total de 1.118 vagas existentes no momento, 924 estão ocupadas com pessoas que estão com a doença ou sintomas suspeitos em estado grave. Os dados são da Secretaria de Estado da Saúde (SES-GO).

Quando observamos apenas a rede estadual de hospitais, a taxa sobe para 87%. Os hospitais geridos pelo Governo de Goiás contam com 597 vagas em UTIs para pacientes adultos com covid-19. 502 leitos estão ocupados, 19 bloqueados e 76 disponíveis, segundo dados da plataforma da SES-GO.

Já as vagas de UTI pediátria para tratamento da doença nos hospitais estaduais são 11, com 64% de ocupação. 6 estão com pacientes, uma está bloqueada e quatro disponíveis.

Enfermaria 
Nas enfermarias destinadas ao tratamento da covid-19 no Estado, tanto na rede pública quando na privada de hospitais, a ocupação na manhã de hoje é de 48,23%. São 1.671 leitos abertos no momento com 806 pacientes internados nas unidades de saúde.

Leia Também:  Ex-governador Iris Rezende volta para UTI após sofrer convulsão

Os 695 leitos de enfermaria para adultos nas unidades de saúde geridas pelo Estado estão com 61% de ocupação.  São 270 vagas disponíveis, 383 em uso e 42 bloqueadas. Nos 30 leitos de enfermaria pediátrica para covid-19 dos hospitais estaduais, cinco estão desocupadas, quatro com pacientes e 21 bloqueadas. A taxa de ocupação nas enfermarias pediátricas geridas pela SES-GO está em 83%.

JORNAL DO VALE – Muito mais que um jornal, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE, através do WhatsApp (62) 98504-9192

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

CARROS E MOTOS

PRF alerta motoristas sobre perigos das queimadas às margens das rodovias

Fumaça causada pelo fogo prejudica visibilidade em estradas; PRF orienta reduzir velocidade em trechos próximos a chamas.

Publicados

em

A fumaça além de causar problemas à saúde, aumenta o risco de acidentes em rodovias pelo país. E para evitar acidentes provocados pela restrição à visibilidade, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) dá dicas a motoristas que vão enfrentar estradas em áreas de incêndios.

A principal dica é redobrar a atenção nesses trechos de fumaça e reduzir a velocidade. Ao se deparar com um incêndio, o motorista deve entrar em contato com o 191 e notificar a PRF que avaliará a situação, inclusive interditando a pista, se necessário

Um recorte feito pela PRF dos meses de seca em Goiás mostra que, de junho a outubro, nos últimos quatro anos foram registrados 60 acidentes causados por restrição de visibilidade, sendo que 19 deles deixaram pessoas com ferimentos. Nove pessoas morreram nesses acidentes e 62 ficaram feridas.

Confira as orientações da PRF:

– Diminua a velocidade do veículo, mas sem fracas bruscas;

– Mantenha sempre uma distância segura do veículo à frente;

– Sinaliza todos os movimentos que fizer utilizando as setas indicativas;

Leia Também:  Em Uruana, mulher é presa suspeita de tráfico de drogas; Mulher detida dentro de ônibus pela PM

– Nunca pare na pista;

– Se precisar parar, o certo é parar fora da rodovia e manter o farol baixo ligado; e

– Acione o sistema de ventilação interna do veículo.

Para evitar os focos de incêndio às margens das rodovias, o bom comportamento dos usuários e de moradores de áreas lindeiras à rodovia é fundamental. Por isso, a orientação é não jogar bitucas de cigarro ou lixo na pista ou faixa de domínio, não queimar lixo e nem fazer fogueiras. Em caso de flagrar pessoa atando fogo na mata, denuncie imediatamente à polícia, pois configura crime passível de prisão e multa.

JORNAL DO VALE – Muito mais que um jornal, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE, através do WhatsApp (62) 98504-9192

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

VALE SÃO PATRÍCIO

PLANTÃO POLICIAL

ACIDENTE

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA