Artigo

Gestores novos, soluções diferentes!

Publicados

O ano político-administrativo está começando agora, com a posse tanto de prefeitos como de vereadores municipais, que chegam a esses postos por determinação democrática de seus eleitores.

Os desafios são os mesmos tanto para quem conhece o universo político-administrativo como para quem não o conhece. Agora o sonho se transformou em realidade. A sociedade municipal espera, dos eleitos, as soluções para tudo o que os agoniza neste momento,  em especial, o mais grave de todos os problemas que são os efeitos intraduzíveis da ação desse novo vírus que não só está disseminando o sofrimento na população como dizimando pessoas, esperanças, projetos pessoais, e tornando a vida da população um verdadeiro caos, destruindo os rumos de tudo para onde todos devemos caminhar!

Quem diria que seringas e agulhas, insumos fundamentais para a um processo de vacinação, e não só, fariam parte da agenda de discussões de um processo administrativo nacional? Mas está a fazer! Nesta hora, os eleitos têm de se manifestar, tenham ou não conhecimentos do que está acontecendo! Nesse momento a solução deve vir deles, apoiados nos governos tanto estaduais como federal!

Leia Também:  Pesquisas eleitorais e as eleições

Os problemas não são novos, são diferentes!

Vamos olhar para a circunstância da educação, no país, de uma forma geral! Antes, tínhamos cadernos, lápis e borracha, insumos básicos no processo educacional. Hoje temos os teclados, na sacola dos alunos. Mas os teclados precisam de internet! Temos internet para todos os alunos? A internet tem qualidade suficiente para os meninos? Temos dois tipos de alunos, os da classe média e os da pobre! Como interceder nessa lacuna que existe entre as classes?

Os vereadores e prefeitos, como interlocutores entre a sociedade e o poder público,  deverão procurar e conhecer a dimensão precisa das carências  municipais, em todos os seus níveis, e correr atrás de soluções adequadas! Agora começa a fazer presente a diferença entre quem tem condições de ocupar esses cargos e quem nem sabe como começar a agir para fazer o que precisa ser feito para dar razão a sua ocupação no cargo que ocupa!

A saúde, sempre foi problemática, independendo da existência de qualquer forma de pandemia. Mas agora tudo está diferente, os custos, as urgências são outras, assumiram novas dimensões.

Leia Também:  Anulação Pessoal x Ascensão Profissional

Portanto, ocupar esses cargos exige muito mais do que “boa vontade”

Exige conhecimento de como lidar com o novo.

Professor Cícero Maia – [email protected]

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

ARTIGO

Para quê aprender uma segunda língua?

Publicados

em

Será que os alunos da rede pública de ensino sabem a importância de se aprender uma segunda língua e sua utilidade? Em uma pesquisa realizada com 56 alunos da rede pública de ensino, no Colégio Estadual de Período Integral Heloísa de Fátima Vargas na cidade de Nova Glória, onde são oferecidas as línguas estrangeiras modernas inglês e espanhol, revela a preferência dos alunos quanto ao ensino das línguas estrangeiras. Dos alunos que responderam à pesquisa 78,5% preferem a língua espanhola e o motivo é por ela ser mais parecida com a língua portuguesa, tanto na escrita como na pronúncia. Já 21,5% dos alunos dizem preferir a língua inglesa, visto que se trata de uma língua mundialmente conhecida e aprendida. Alguns alunos, inclusive, disseram ser a língua inglesa mais fácil de aprender.

Em outra questão foi perguntado aos alunos por qual motivo eles acham importante aprender uma segunda língua e o resultado você pode conferir a seguir:

Gráfico – Pesquisa realizada com alunos do Ensino Médio. Colégio Estadual de Período Integral Heloísa de Fátima Vargas. Dezembro de 2020. Nova Glória (GO)

Todos os motivos apresentados pelos alunos são de suma importância, visto que é aprendendo sobre outra língua que se aprende mais sobre outras culturas, é possível viajar para outros países, fazer novos amigos e compreender mais sobre o mercado de trabalho. Alguns alunos dizem que gostariamde aprender uma segunda língua para ouvir músicas estrangeiras e entendê-las, e que já conseguem entender algumas palavras e frases que são suficientes para compreender do que se trata a letra ou tema da canção. Entender séries e filmes é um dos outros motivos. Logo, é possível perceber que os alunos sabem a importância de se aprender uma segunda língua.

Leia Também:  Inclusão pelo trabalho é lição da pandemia, por Fábio de Salles Meirelles

Há muitos outros motivos para se aprender uma segunda língua, como nos afirma Humberto Abdo em um artigo à Revista Galileu:

Pesquisas científicas conduzidas nos últimos anos têm confirmado a importância e os benefícios cognitivos de aprender novos idiomas. Além de poder assimilar outra linguagem e sua cultura, as vantagens de estudar idiomas envolvem o desenvolvimento da memória, habilidades de tomar decisões com mais rapidez e ainda ajudam a atrasar algumas doenças, como o Alzheimer. (ABDO, 2016)

Estão aí mais motivos que não foram citados pelos estudantes e que também são de suma importância, visto que estudar uma segunda língua ajuda no desenvolvimento da memória e ainda retarda problemas como Alzheimer e ainda auxilia na parte cognitiva do cérebro, fazendo com que a pessoa aprimore suas habilidades de resolução de problemas, pensamento rápido, raciocínio lógico e muito mais. Pode-se dizer que a aprendizagem de uma segunda língua traz mais qualidade de vida para quem a aprende.

Thaymara Correia da Silva é licenciada em letras

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

VALE SÃO PATRÍCIO

PLANTÃO POLICIAL

ACIDENTE

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA