Plantão Policial

Bancário é preso suspeito de desviar dinheiro de correntista, em Goiás

Conforme as investigações, a vítima morava no exterior e enviava o dinheiro para uma conta no Brasil. O suspeito chegou a fazer vários saques e compras no cartão de débito da correntista.

Publicados

Em Aruanã, bancário é preso suspeito de desviar dinheiro de correntista. Fotos: PC

Nesta segunda-feira (17), um bancário foi preso por ser suspeito de desviar cerca de R$ 200 mil de um correntista para comprar itens de luxo e gastar em restaurantes. De acordo com a Polícia Civil (PC), o homem se beneficiou do cargo para ter acesso à conta.

Conforme as investigações, a vítima morava no exterior e enviava o dinheiro para uma conta no Brasil. O suspeito chegou a fazer vários saques e compras no cartão de débito da correntista.

O delegado Thiago Carvalho Santos, que está com o caso, disse que o investigado começou a fazer saques na conta da vítima em março de 2023 quando trabalhava no banco de Aruanã e em um mês ele chegou a sacar mais de R$ 25 mil da conta bancária da vítima.

“Quando ele viu que os saques não estavam dando problema, ele começou a utilizar o cartão de débito da vítima em lojas que vendem relógio, óculos, jóias e em diversos restaurantes de alto padrão”, disse Santos.

Leia Também:  Uruaçu: Três pessoas são presas durante Operação PC27

As imagens disponibilizadas pela PC mostram o homem dentro de lojas realizando compras e pagando algumas delas com dinheiro em espécie e segundo a PC, em apenas um dia o investigado gastou aproximadamente R$ 1,8 mil da vítima entre compras em lojas de marca renomadas e restaurantes luxuosos.

O delegado disse que a vítima ficou fora do Brasil por dez anos e nunca desconfiou dos desvios porque não tinha acesso à sua conta. Somente após retornar ao país na semana passada constatou que o valor estava muito abaixo do que deveria, e procurou a polícia.

“Quando ela voltou do exterior e verificou o extrato dessa conta viu que tinha em torno da metade do que deveria”, mencionou o delegado.

Nas investigações a PC concluiu que o principal suspeito era um ex-gerente de Aruanã que atualmente trabalha no mesmo banco, mas agora em Goianira. Nem a vítima e nem o banco sabiam dos desvios até que as investigações começaram, informou o delegado.

“A vítima é uma pessoa muito humilde, fazia trabalho braçal e não possui nem as digitais. Quando chegou no Brasil que ela teve acesso à conta. No exterior ela só depositava o dinheiro que ganhava”, disse o delegado.

Leia Também:  PRF apreende autocarga que transportava irregularmente lixo hospitalar

O suspeito foi preso de forma preventiva e aguarda audiência de custódia. A PC disse que as investigações continuam para tentar identificar se há outras vítimas, e se outros suspeitos participaram desses desvios.

O nome do suspeito não foi divulgado e em decorrência disso a nossa reportagem não localizou a sua defesa e se for condenado, o bancário pode pegar até oito anos de prisão.

JORNAL DO VALE – Muito mais que um jornal, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE, através do WhatsApp (62) 98504-9192

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

PLANTÃO POLICIAL

PC realiza cumprimento de mandado de prisão em desfavor de suspeito de estelionato ocorrido em Rialma

A prisão temporária desse terceiro investigado foi decretada pelo Poder Judiciário e após tomar conhecimento da expedição do mandado de prisão no final de 2023 continuou se escondendo para não ser localizado. No entanto, os investigadores realizaram diversas diligências e levantamento de informações que possibilitaram encontrar o investigado em um imóvel em Goiânia onde foi preso no momento que saia do local.

Publicados

em

PC realiza cumprimento de mandado de prisão em desfavor de suspeito de estelionato ocorrido em Rialma. Foto: PC

A Polícia Civil (PC) através das equipes das Delegacia de Polícia de Uruana e Rialma, integrantes da 10ª DRP Ceres, deflagrou a Operação Ardil para realizar a prisão de um indivíduo investigado pelos crimes de associação criminosa e estelionato praticados em Rialma no Vale do São Patrício.

As investigações iniciaram após a equipe da Delegacia de Polícia de Rialma ter sido procurada por uma vítima que vendeu um veículo e recebeu como garantia do pagamento um cheque pós-datado. No entanto, ao depositar o título de crédito o pagamento não ocorreu por ausência de fundos na conta bancária.

Alguns dias depois, outra vítima procurou atendimento informando que o indivíduo que havia adquirido o veículo da primeira vítima tinha comprado equipamentos de som dela e dado em pagamento um cheque pós-datado do mesmo emitente do título de crédito dado em pagamento ao vendedor do veículo. Em seguida, os investigadores identificaram quem era o integrante do grupo criminoso que gerenciava a conta bancária que emitiu os títulos de crédito, e o terceiro investigado que era o responsável por fornecer ao primeiro investigado que ludibriava as vítimas as folhas de cheque.

Leia Também:  PC realiza prisão de homem por extorquir parceiros sexuais, em Caiapônia

Os dois primeiros investigados foram localizados e ouvidos no procedimento investigatório e o terceiro investigado se evadiu para sequer ser ouvido no inquérito policial.

A prisão temporária desse terceiro investigado foi decretada pelo Poder Judiciário e após tomar conhecimento da expedição do mandado de prisão no final de 2023 continuou se escondendo para não ser localizado.

No entanto, os investigadores realizaram diversas diligências e levantamento de informações que possibilitaram encontrar o investigado em um imóvel em Goiânia onde foi preso no momento que saia do local.

Após a prisão o indivíduo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para a confecção de exame ad cautelam e logo depois apresentado na Central de Flagrantes de Goiânia onde ficou recolhido à disposição do Poder Judiciário.

O nome do detido não foi divulgado e por tais razões nossa reportagem não localizou a sua defesa.

JORNAL DO VALE – Muito mais que um jornal, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE, através do WhatsApp (62) 98504-9192

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

VALE SÃO PATRÍCIO

PLANTÃO POLICIAL

ACIDENTE

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA