Plantão Policial

Em Goiás, jovem é preso suspeito de agredir a companheira grávida após ela mandar mensagem para a mãe pedindo socorro

A mulher acionou a PM pouco depois de saber que a filha tinha levado um murro na boca. Ao ser detido, o rapaz de 19 anos justificou que “já fazia muito tempo que não agredia” a adolescente.

Publicados

Um jovem de 19 anos foi preso nesta sexta-feira (13), suspeito de agredir a companheira grávida de cinco meses, após ela mandar mensagem para a mãe pedindo ajuda em Jataí. Conforme o registro policial, a mãe da gestante de 15 anos foi a responsável por acionar a polícia e guiar os agentes até a filha.

Ao ser detido, o jovem de 19 anos justificou que “já fazia muito tempo que não a agredia”. O nome do suspeito não foi divulgado, razão pela qual a nossa reportagem não localizou a sua defesa.

O registro mostra que a mãe acionou a Polícia Militar (PM) na madrugada desta sexta-feira, pouco depois de saber que a filha tinha sido agredida pelo companheiro com um murro na boca.

Através de conversa de WhatsApp, a adolescente ainda demonstrou receio de a que a polícia fosse a sua casa e disse à mãe que preferia deixar para resolver a situação, na delegacia, no dia seguinte. Pouco antes de 1h da manhã, a mãe acionou a viatura.

“Ele não quer ir embora, deu um murro na minha boca, mas quero resolver amanhã”, disse a menina.

Leia Também:  PC realiza operação e realiza a prisão de trio; Furtos e roubos de gado ocorridos em Ipiranga, Hidrolina e Rubiataba

O registro ainda explica que, quando militares chegaram a casa da adolescente, ela começou a chorar e cobriu o rosto com as mãos quando foi questionada se estava ferida. Somente depois que ela levantou a cabeça é que os agentes perceberam os lábios inchados e avermelhados.

Uma vez que a violência foi confirmada, os policiais prenderam suspeito. No entanto, na Delegacia de Polícia Civil, o jovem pagou fiança e foi liberado.

JORNAL DO VALE – Muito mais que um jornal, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE, através do WhatsApp (62) 98504-9192

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

PLANTÃO POLICIAL

Em Caldas Novas, dupla é suspeita de assaltar homens após marcar programa pela internet

A vítima contratou um dos rapazes após ver o anúncio na internet. Ela foi ameaçada com um canivete no pescoço pelo comparsa, após iniciar o programa e deu dinheiro e fez transferência via PIX.

Publicados

em

As pessoas de Mateus Eduardo de Souza Barbosa de 20 anos e Rafael Cordeiro Nery de 27 anos, suspeitos de assaltar homens com quem marcaram programas em Caldas Novas, roubaram R$ 2,1 mil de um cliente turista que passeava na cidade, conforme informou o delegado da Polícia Civil (PC), Tiago Fraga.

Fraga explicou que o cliente, que veio de Minas Gerais, pagou R$ 150 pelo programa, R$ 500 em dinheiro e R$ 1.450 via PIX. O dinheiro pago além do combinado pelo programa, foi roubado durante o encontro.

O turista contratou um dos rapazes após ver o anúncio na internet. Ele marcou o encontro com o garoto de programa e se dirigiu até ao local combinado.

Na casa, eles iniciaram o programa. Pouco tempo depois, o comparsa dele entrou no quarto e anunciou o roubo, conforme o delegado. O suspeito exigiu dinheiro para deixar o homem ir embora e o ameaçou com um canivete no pescoço.

Objetos apreendidos em Operação Don Ruan.

 

Os roubos

O delegado ainda contou que, durante o interrogatório, os rapazes contaram versões distintas, um acusando o outro de ser o idealizador dos crimes. Mateus, que confessou os roubos, contou que começou a praticá-los em janeiro deste ano e que, ao todo, roubou entre 10 e 20 pessoas.

Leia Também:  Oito são denunciados por aplicar o “golpe da OLX” de dentro do presídio

A PC informou que ele também apontou Rafael como o idealizador das práticas e o responsável pelas agressões e ameaças às mulheres. Já Rafael afirmou que Mateus quem o induzia aos crimes e quem atraía e ameaçava os clientes.

O caso ainda está sendo investigado pela PC e o inquérito deve ser concluído em breve. Os jovens foram encaminhados ao presídio de Caldas Novas e estão à disposição do Poder Judiciário. A dupla deve responder pelo crime de roubo com emprego de arma branca.

JORNAL DO VALE – Muito mais que um jornal, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE, através do WhatsApp (62) 98504-9192

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

VALE SÃO PATRÍCIO

PLANTÃO POLICIAL

ACIDENTE

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA