Plantão Policial

Em Goiás, ladrão fica seminu ao tentar furtar loja

Câmeras de segurança mostraram momento em que o homem tenta pular cerca elétrica e a calça do homem fica presa.

Publicados

Em Goiás, ladrão fica seminu ao tentar furtar loja.

Um homem que tentou invadir uma empresa para furtar um carro, em Cristalina, ficou seminu ao tentar pular uma cerca elétrica após sua roupa ficar presa. Imagens de câmeras de segurança mostram o momento em que o homem tenta pular a cerca após desligá-la, e fica com a calça pendurada.

A situação aconteceu na madrugada do último sábado (2). Após ficar seminu, o homem ainda tenta, sem sucesso, arrombar o portão do escritório da empresa.

As câmeras também registraram o suspeito entrando em um carro que estava no pátio da empresa e, na tentativa de fugir do local, o homem tentou derrubar um portão jogando o carro contra ele.

A Polícia Militar (PM) foi acionada para atender a ocorrência e de acordo com os militares, ao chegarem no local, o suspeito foi encontrado sem calças e com um corte na cabeça. O homem não teve o nome divulgado e foi conduzido à Delegacia de Polícia Civil para os procedimentos de praxe.

Leia Também:  Em Goianésia, investigação da PC leva suspeito de roubo para a cadeia

JORNAL DO VALE – Muito mais que um jornal, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE, através do WhatsApp (62) 98504-9192

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

PLANTÃO POLICIAL

Tesoureiro de banco é suspeito de desviar R$ 3,5 milhões para jogos virtuais

O BRB realizou denúncia após perceber irregularidades contábeis em uma das agências do DF.

Publicados

em

Um tesoureiro de uma agência do Banco de Brasília S.A. (BRB) é alvo de uma operação da Polícia Civil do Distrito Federal (PC-DF) por suspeita de desviar R$ 3,5 milhões para jogos de apostas virtuais.

Conforme informações, o BRB realizou a denúncia após perceber irregularidades contábeis em uma das agências do Distrito Federal. A PC-DF deflagrou a operação com mandados de busca e apreensão, além do bloqueio de valores das contas do investigado.

O suspeito retirava o dinheiro e depositava em sua conta pessoal e por ter acesso ao cofre e saber das operações de caixa, ele falsificava documentos para esconder os desvios da tesouraria.

O homem usava o dinheiro para jogos de apostas virtuais, indicou a investigação. A PC-DF ainda apura se outros servidores estiveram envolvidos no esquema.

Houve o bloqueio de R$ 3,5 milhões e a investigação ainda conseguiu o bloqueio judicial de valores na conta corrente, ativos financeiros, investimentos e seguros de vida no nome do servidor até o montante supostamente desviado.

Leia Também:  Após discussão por causa de cigarro homem leva três facadas de um amigo em Jaraguá

O homem que não teve o nome divulgado é investigado por peculato e lavagem de dinheiro e as penas podem chegar a 22 anos de prisão.

JORNAL DO VALE – Muito mais que um jornal, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE, através do WhatsApp (62) 98504-9192

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

VALE SÃO PATRÍCIO

PLANTÃO POLICIAL

ACIDENTE

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA