Plantão Policial

Goiano suspeito de tráfico é morto a tiros na Bolívia; Assista

Em 2017, o suspeito conseguiu fugir do presídio de Anápolis durante o horário de visita, enganando os guardas prisionais. Ele então migrou para Santa Cruz de la Sierra, onde foi morto.

Publicados

Um suspeito de tráfico de drogas foragido de Goiás foi morto com 11 tiros na noite de sexta-feira (21) em Santa Cruz de la Sierra na Bolívia. Marciel Ribeiro Oliveira tinha 35 anos e havia desaparecido em 2017, quando fugiu do presídio de Anápolis.

O homicídio foi registrado por câmeras de segurança e nas imagens é possível ver que Marciel estava na porta de um restaurante acompanhado por outras cinco pessoas. Nesse momento, uma pessoa se aproxima, atira várias vezes à queima roupa e foge do local em seguida.

A Força Especial de Combate ao Crime (Felcc) informou que Marciel utilizou uma identidade falsa e adotou o nome de Eduardo Maciel Guimarães Ribeiro. Com o novo nome, ele conseguiu retirar um visto de estudante no país.

A Felcc informou ainda que as pessoas que estavam no local começaram a ser interrogadas e que a suspeita é que o homicídio tenha relação com atividades ilícitas ligadas ao tráfico de drogas.

Marciel foi preso pela primeira vez em 2016, junto com seu irmão, Marcelo Ribeiro de Oliveira, em um condomínio de luxo em Goiânia. No local, foi encontrada uma lancha avaliada em R$ 1 milhão e um carro avaliado em R$ 500 mil.

JORNAL DO VALE – Muito mais que um jornal, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE, através do WhatsApp (62) 98504-9192

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Morador de Ceres, Marcelo Marinho, morre em acidente no Mato Grosso
Propaganda

PLANTÃO POLICIAL

Em Caldas Novas, dupla é suspeita de assaltar homens após marcar programa pela internet

A vítima contratou um dos rapazes após ver o anúncio na internet. Ela foi ameaçada com um canivete no pescoço pelo comparsa, após iniciar o programa e deu dinheiro e fez transferência via PIX.

Publicados

em

As pessoas de Mateus Eduardo de Souza Barbosa de 20 anos e Rafael Cordeiro Nery de 27 anos, suspeitos de assaltar homens com quem marcaram programas em Caldas Novas, roubaram R$ 2,1 mil de um cliente turista que passeava na cidade, conforme informou o delegado da Polícia Civil (PC), Tiago Fraga.

Fraga explicou que o cliente, que veio de Minas Gerais, pagou R$ 150 pelo programa, R$ 500 em dinheiro e R$ 1.450 via PIX. O dinheiro pago além do combinado pelo programa, foi roubado durante o encontro.

O turista contratou um dos rapazes após ver o anúncio na internet. Ele marcou o encontro com o garoto de programa e se dirigiu até ao local combinado.

Na casa, eles iniciaram o programa. Pouco tempo depois, o comparsa dele entrou no quarto e anunciou o roubo, conforme o delegado. O suspeito exigiu dinheiro para deixar o homem ir embora e o ameaçou com um canivete no pescoço.

Objetos apreendidos em Operação Don Ruan.

 

Os roubos

O delegado ainda contou que, durante o interrogatório, os rapazes contaram versões distintas, um acusando o outro de ser o idealizador dos crimes. Mateus, que confessou os roubos, contou que começou a praticá-los em janeiro deste ano e que, ao todo, roubou entre 10 e 20 pessoas.

Leia Também:  Em Jaraguá, Padre Antônio Maria participa da Novena de Nossa Senhora da Penha; Assista

A PC informou que ele também apontou Rafael como o idealizador das práticas e o responsável pelas agressões e ameaças às mulheres. Já Rafael afirmou que Mateus quem o induzia aos crimes e quem atraía e ameaçava os clientes.

O caso ainda está sendo investigado pela PC e o inquérito deve ser concluído em breve. Os jovens foram encaminhados ao presídio de Caldas Novas e estão à disposição do Poder Judiciário. A dupla deve responder pelo crime de roubo com emprego de arma branca.

JORNAL DO VALE – Muito mais que um jornal, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE, através do WhatsApp (62) 98504-9192

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

VALE SÃO PATRÍCIO

PLANTÃO POLICIAL

ACIDENTE

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA