Educação

Governo de Goiás entrega 60 mil notebooks para alunos da 3ª série do Ensino Médio

Com investimento de R$ 144 milhões, computadores começam a ser distribuídos no retorno parcial às aulas presenciais, em agosto. Objetivo é dar condições de conectividade aos estudantes no regime híbrido de ensino. “Goiás hoje é referência nacional em educação. Temos escolas recuperadas, novos laboratórios, salas de aula, cozinha, garantia à alimentação e todo o equipamento necessário”, afirma governador Ronaldo Caiado.

Publicados

O Governo de Goiás, através da Secretaria de Estado de Educação (Seduc), entrega 60 mil notebooks, do tipo Chromebooks, a todos os alunos da 3ª série do Ensino Médio da rede estadual de ensino. Os estudantes vão receber o equipamento no retorno parcial às aulas presenciais, em agosto. O investimento foi de R$ 144 milhões.

O objetivo é dar condições de conectividade aos estudantes no regime híbrido de ensino. Os alunos poderão levar os computadores para casa e utilizá-los para estudar e participar das aulas remotas. Por meio da assinatura de um termo de cessão de uso, o aluno ficará com o computador até o final do ano letivo, quando irá devolvê-lo para a escola, a fim de beneficiar outro estudante no próximo ano.

“Goiás hoje é referência nacional em educação. Temos escolas recuperadas, novos laboratórios, salas de aula, cozinha, garantia à alimentação e todo o equipamento necessário”, afirma governador Ronaldo Caiado sobre os avanços na área.

“Os investimentos que a atual gestão vem fazendo em tecnologia são inéditos e históricos. Os estudantes vão poder continuar a estudar em casa e com isso ganhar cada vez mais o poder de competitividade para enfrentar as provas do Enem”, destacou a secretária Fátima Gavioli.

Leia Também:  Rede pública goiana é destaque no Ideb

Sobre a escolha da 3ª série para a entrega de computadores, a superintendente de Ensino Médio da Seduc, Osvany Gundim, justificou “Os estudantes da 3ª série vão prestar o Enem ou vão para o mercado de trabalho no final do ano. Considerando que ela foi uma das séries mais prejudicadas pela pandemia, temos muito o que fazer, do ponto de vista pedagógico, para minimizar as perdas de aprendizagem desses alunos”.

O que é Chromebook?

O superintendente de Tecnologia da Seduc, Bruno Marques, conta que o Chromebook é um computador similar ao notebook, porém com algumas diferenças. “A gente costuma chamar o Chromebook de um desktop educacional. Ele é mais leve, no sentido de que não tem um sistema operacional como o Windows (ele usa o sistema Google OS), e os aplicativos que se usa nele são semelhantes ao do celular”, explicou.

Bruno também ressaltou que, como muitas funcionalidades do Chromebook precisam de Internet, os alunos que não tiverem conectividade em casa podem usar a escola como ponto de apoio para baixar vídeos e atividades e atualizar os programas, e continuar estudando off-line em casa. “Eles podem ir para a escola, atualizar e carregar os programas, e depois continuar a trabalhar em casa”, reforçou.

Leia Também:  Homem morre afogado ao tentar atravessar o lago do Parque João Brás, em Goiânia.

Programa Conectar

Para garantir Internet de alta velocidade em todas as escolas estaduais, o Governo de Goiás lançou o programa Conectar, em maio deste ano. O programa destina às escolas estaduais, mensalmente, recursos proporcionais ao número de estudantes matriculados para a contratação de links de Internet com velocidade suficiente para atender todos os seus alunos e professores.

Os valores variam entre R$ 233,00, para escolas com menos de 210 alunos, e R$ 300,00, para as escolas com mais de 1.700 estudantes. O programa Conectar conta com investimento estadual de R$ 4,8 milhões.

JORNAL DO VALE – Muito mais que um jornal, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE, através do WhatsApp (62) 98504-9192

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

EDUCAÇÃO

Governo de Goiás em parceria com o Senac disponibilizará videoaulas gratuitas para estudantes da rede estadual

As aulas serão de Língua Portuguesa, Produção de Textos e Matemática para estudantes do 9º ano do Ensino Fundamental e da 3ª série do Ensino Médio

Publicados

em

O Governo de Goiás, através da Secretaria de Estado da Educação de Goiás (Seduc) e o Senac/Goiás disponibilizará videoaulas gratuitas nas áreas de Língua Portuguesa, Produção de Textos e Matemática para estudantes do 9º ano do Ensino Fundamental e da 3ª série do Ensino Médio.

Ao todo, o Senac/Goiás ofertará 20 horas/aula de Língua Portuguesa, 20 horas/aula de Produção de Texto, e 20 horas/aula de Matemática, ministradas pelos professores Carlos André Pereira Nunes e José Carlos. Os conteúdos integrarão o currículo escolar das etapas de ensino beneficiadas, atendendo às disciplinas de Estudo Orientado no Ensino Fundamental e as disciplinas eletivas no Ensino Médio.

“Essa proposta vai trazer uma possibilidade de nivelamento e aprimoramento da aprendizagem nas disciplinas de Português e Matemática do 9º ano do Fundamental e 3ª série do Ensino Médio”, afirmou a secretária de Estado da Educação, Fátima Gavioli.

De acordo com ela, por meio dessas videoaulas será possível identificar os conteúdos que não foram apreendidos durante o regime de aulas não presenciais e que precisam ser revisados ou reapresentados.

Além de contribuir para o aprimoramento do aprendizado, o projeto auxiliará na preparação dos estudantes para as provas do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) e Saeb (Sistema de Avaliação da Educação Básica), realizadas pelos estudantes dessas etapas de ensino.

“É uma metodologia que vem sendo utilizada e tem surtido resultado, tanto no Instituto Carlos André como em diversas outras escolas no Brasil inteiro, e que vai ser disponibilizada para toda a rede, com uma metodologia focada no Enem e no SAEB”, destacou o diretor regional do Senac/Goiás, Leopoldo Veiga Jardim. Segundo ele, a ideia é que o projeto possa “contribuir para que Goiás se mantenha no topo”, reunindo professores de renome nas áreas e que contribuem para o fortalecimento da Educação em Goiás.

A previsão é que o projeto comece a ser implementado nas escolas da rede estadual a partir da próxima semana e esteja em pleno funcionamento até o dia 13 de setembro.

Incentivo 

As escolas e equipes participantes do projeto receberão incentivos pela execução das ações nas escolas. Para serem premiadas, as equipes deverão realizar um levantamento dos estudantes que estejam acompanhando as aulas, identificando aqueles regularmente matriculados na rede estadual e que apresentam renda de até dois salários mínimos.

Os gestores e coordenadores escolares que realizarem o levantamento documental de 80% dos alunos participantes serão beneficiados com uma diária em hotel da rede Sesc/Senac em Caldas Novas ou em Pirenópolis.

Já as escolas que atingirem 80% na realização do levantamento receberão dois vouchers de diárias nos hotéis de Caldas Novas e Pirenópolis; 2 vouchers de 1 ano para a realização de cursos de inglês; 2 vouchers para cursos de formação inicial e continuada ofertados pelo Senac e 1 ano de acesso à Biblioteca virtual da instituição. Os prêmios deverão ser sorteados entre os servidores da instituição diretamente envolvidos no projeto e poderão ser usufruídos em um período de até 1 ano.

JORNAL DO VALE – Muito mais que um jornal, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE, através do WhatsApp (62) 98504-9192

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Fernando surpreende Maiara com pedido de casamento: "Ela disse sim"
Continue lendo

VALE SÃO PATRÍCIO

PLANTÃO POLICIAL

ACIDENTE

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA