Homem é preso suspeito de matar amigo para não pagar dívida de R$ 15 mil

Publicados


O chapeiro de pitdog Rafael Pereira da Silva, de 31 anos, foi preso suspeito de matar o autônomo Welington Ordones de Almeida, de 46 anos, para não pagar uma dívida de R$ 15 mil, em Hidrolândia, Goiás, Região Metropolitana de Goiânia. Conforme a Polícia Civil (PC), os dois eram amigos e o detido atraiu a vítima até uma chácara em Hidrolândia, prometendo que ia ajudá-la a vender um carro.

“Os dois eram amigos, moravam em Goiânia, e o Rafael devia um dinheiro antigo ao Welington. No dia, ele atraiu o amigo dizendo que ia apresentar um comprador para o carro dele, que estava à venda, mas antes tinham que passar em uma chácara de Hidrolândia. No local, ele atirou duas vezes na cabeça da vítima e o enterrou na propriedade” explicou o delegado responsável pelo caso, Kleyton Manoel Dias.

O crime ocorreu na última terça-feira (5). Para o delegado, não há dúvidas que o crime foi premeditado. “Ele comprou uma arma de chumbinho cerca de 30 dias antes, fez uma modificação para ela disparar munições, foi até a chácara onde o sogro era caseiro, aproveitou que não tinha ninguém, abriu a cova e deixou a arma no mato escondida”, explicou o investigador.

Leia Também:  Em Rialma, GPT realiza prisão de foragido do Poder Judiciário

Rafael foi preso na quinta-feira (7). Como a família do autônomo registrou o desaparecimento dele, a polícia já estava investigando o caso.

“Moradores da região do Goiânia 2, onde ele e a vítima moravam, viram o Rafael andando com o carro do Welington e denunciaram. Ele foi preso com o veículo, carteira, documentos e R$ 4 mil que pertenciam ao amigo”, completou o delegado.

Ao ser apresentado, na manhã desta segunda-feira (11), Rafael se limitou a pedir perdão à família da vítima.

O homem foi indiciado por latrocínio, já que ficou com o carro de Welington, e ocultação de cadáver. Agora, ele será transferido para Hidrolândia, local do crime, onde vai aguardar as próximas etapas do processo.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

PLANTÃO POLICIAL

PRF apreende carga irregular de combustível avaliada em cerca de R$ 400 mil

Cada veículo transportava 60 mil litros de combustível, e apresentaram documentação fiscal inidônea, indicando suspeita de fraude no recolhimento de impostos ao Estado

Publicados

em

A Policia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu 120 mil litros de etanol, na noite desta segunda-feira (12), na BR 153, em Jaraguá. A carga estava em dois caminhões bitrem e está avaliada em cerda de R$ 400 mil.

Os caminhões trafegavam juntos pela rodovia quando foram parados pela PRF na unidade de Jaraguá. Cada veículo transportava 60 mil litros de combustível, e apresentaram documentação fiscal inidônea, indicando suspeita de fraude no recolhimento de impostos ao Estado.

Os motoristas alegaram a PRF que carregaram em Paulínia, no interior paulista, e o combustível seria descarregado em Piripiri, no Piauí.

As carretas foram escoltadas pela PRF na noite desta segunda-feira, até Goiânia, na sede da Secretaria de Economia (SECON-GO), que ficará responsável pela aplicação das penalidades tributárias cabíveis, que podem chegar a R$ 100 mil.

JORNAL DO VALE – Muito mais que um jornal, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE, através do WhatsApp (62) 98504-9192

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Traficante BH, preso no RJ, já está em Goiânia
Continue lendo

VALE SÃO PATRÍCIO

PLANTÃO POLICIAL

ACIDENTE

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA