Caso aconteceu em Anápolis e está bombando nas redes sociais

Motorista descarrega 5,5 mil tijolos com ajudante e deixa caminhão “preso”; Veja vídeo

Caminhoneiro disse que preferiu fazer “umas 30 manobras” para tirar o veículo do que colocar metade da carga de volta na carroceria

Publicados

O vídeo de um motorista e seu ajudante de Anápolis viralizou nas redes sociais porque eles descarregaram 5,5 mil tijolos em um lote e só perceberam, depois do serviço, que o caminhão em que estavam tinha ficado “preso” dentro do terreno pela forma como arrumaram a carga.

Diovany Manoel Cândido, 34 anos, estacionou o veículo de forma a tentar facilitar o trabalho para o seu ajudante, Ramon vieira da Silva, 25. No entanto, a fileira de tijolos deixou um pequeno espaço livre até o muro, onde era praticamente impossível de o caminhão sair sem ter que recolocar ao menos metade da carga de volta na carroceria.

Apesar da situação, Diovany disse que não se irritou. O motorista afirma ainda que, entre tentar sair dali “no volante” ou pôr a carga de novo no caminhão, escolheu a primeira opção.

Quando terminamos, eu falei: ‘Ficou meio apertado para sair’. Olhei para ele e comecei a rir. Foi aquela luta, não queria pôr o tijolo de volta. Foi meia hora lutando. Fiz umas 30 manobras e fiquei com a camisa molhada de suor, mas consegui sair. Aqui são 17 anos de experiência”, disse, aos risos.

Leia Também:  Goianésia: Filha evita que padrasto mate a mãe durante agressão ao conseguir acionar a polícia

 

Famoso

A situação aconteceu há uma semana, no dia 24 de setembro, no Bairro Itamaraty em Anápolis. Diovany disse que os tijolos tinham que ser colocados naquele local do lote, a pedido do cliente. Por isso, ele contou que estacionou o caminhão no terreno, pois seria a forma menos trabalhosa para a descarga.

Após o episódio, o caminhoneiro, que trabalha em uma olaria, ficou “famoso” na internet. O vídeo feito por Ramon foi colocado em um grupo de amigos. Mas o que eles não sabiam é que, antes disso, as imagens já tinham viralizado.

“Antes de ele fazer o vídeo, passou muita gente na rua filmando e perguntando como eu tinha colocado o caminhão ali. Quando ele mandou no grupo, nossos amigos já sabiam, estava ‘esparramado’ de meme”, revela.

Após fazer piada da situação, Diovany tem curtido ser reconhecido nas ruas. Ele conta que tem até recebido pedidos para tirar fotos.

“Estou tranquilo, levo na esportiva. As pessoas reconhecem a gente, vêm perguntar se somos nós no vídeo, querem tirar foto. Esses dias, no semáforo, uma pessoa parou do meu lado e me reconheceu. Legal demais. Estou curtindo”, comemora.

Leia Também:  PM é preso suspeito de atirar contra carro de uma família

JORNAL DO VALE – Um jornal a serviço da nossa região, desde 1975 – www.jornaldovale.com 

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

GERAL

Festival de Música da Rádio Nacional entra em sua fase final

Publicados

em


Com votação recorde pela internet, cerca de 57% a mais do que a edição anterior, o Festival de Música da Rádio Nacional revela os finalistas que vão para próxima fase. Foram  319 músicas inscritas, um nível elevado de qualidade e grande participação de novos artistas.

Para o organizador do festival e gerente de programação da Rádio Nacional, Carlos Senna, não foi fácil escolher as melhores músicas. “O trabalho de avaliação e seleção das músicas foi difícil, mas acho que conseguimos chegar a uma lista de finalistas que contempla a diversidade e competência da produção musical de Brasília e do Entorno do DF”. 

Confira a relação de finalistas do Festival de Música da Rádio Nacional FM 2020

A Engrenagem – Era pra ser Relax

Casacasta – O Melhor Lugar

Daniel Rodrigues e Breno Alves – Aqui Também Tem

Forró do B – A Onda que Leva e Traz

Henrique Neto e Carlos César – Samba Lenoir

Ian Coury Trio – Me Deixa

Jeninpapo – Ilha da Madeira

Júlia Carvalho – Foice

Kirá e a Ribanceira – Dia de Feira

Mickael Pederiva – João Ninguém

Trio Shaloshinno – Que Mêda

Zé Krishna e Amigos Eternos – Ganga River

Votação

Para conhecer e escolher a música preferida, basta acessar o site. A escolha popular de Música Mais Votada pela Internet vai até o dia 4 de dezembro.

Leia Também:  GDF amplia horário de funcionamento do comércio e de shoppings

Nesta edição são sete categorias de premiação: Melhor Música com Letra; Melhor Música Instrumental; Melhor Intérprete Vocal; Melhor Intérprete Instrumental; Melhor Letra; Melhor Arranjo e Música mais votada pela internet.

Presença online

Este ano, por conta da pandemia do novo coronavírus, o festival passou por adaptações tais como a maior presença online. Além da inscrição e da votação, os participantes também puderam enviar vídeos com as músicas selecionadas. E, para evitar a aglomeração de pessoas, a tradicional festa da final não contará com a presença do público, mas está prevista uma transmissão ao vivo com o resultado dos vencedores, no dia 4 de dezembro, além de um show que será exibido na TV Brasil.

História

Tudo começou em 2009, no Teatro Silvio Barbato, onde também foram realizadas as edições de 2010 e de 2011. Com o sucesso de público e o aumento da participação de concorrentes, a festa passou pelo Teatro Garagem do Sesc (2012), pelo Teatro do CCBB (2013) e pelo Cine Brasília (2014), até chegar ao Teatro da Caixa Cultura, onde o festival é realizado desde 2015.

Leia Também:  Explosão em fábrica de fogos de artifício na Bahia assusta moradores

Ao longo dessas 12 edições, foram mais de 4 mil músicas inscritas, milhares de execuções das músicas classificadas na programação da Nacional FM, acessos e votações recordes no site do festival, programas especiais apresentados pela TV Brasil, lançamentos de CDs com as músicas finalistas e a participação vibrante de torcidas nos shows das finais.

Edição: Alessandra Esteves

Fonte: EBC Geral

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

VALE SÃO PATRÍCIO

PLANTÃO POLICIAL

ACIDENTE

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA