Plantão Policial

Niquelândia: Preso suspeito de participar de golpe bilionário no DF

O empresário estava foragido e foi indiciado na Operação Trickster por fraudes em bilhetes de transporte público

Publicados

Um empresário de 45 anos foi preso na manhã desta segunda-feira (12) em Niquelândia. As investigações apontam que o homem é um dos principais articuladores de um esquema que desviou mais de R$ 1 bilhão dos cofres do Governo do Distrito Federal. No ano passado ele teve um mandado de prisão expedido pelo Superior Tribunal Federal (STF), mas estava foragido.

A Polícia Militar (PM) conseguiu abordar e prender o empresário que estava em uma camionete Hillux, na Avenida Contorno, no Bairro Boa Vista, após receber denúncias anônimas. Pelo que apuraram os militares, desde quando teve sua prisão decretada, o foragido construiu um posto de combustíveis e passou a morar em Mimoso de Goiás, cidade de onde poderia fugir com mais facilidade para qualquer outro Estado.

Ronaldo de Oliveira era dirigente de uma cooperativa no Distrito Federal e foi denunciado na Operação Trickster, que investigou um esquema de aquisição de cartões de vale-transporte especial e estudantil por valores inferiores aos originais. Grupo acionava validadores de viagens para simular o transporte de passageiros, o que gerava créditos por serviços não prestados. Entre janeiro de 2017 e março de 2018, o esquema criminoso teria rendido à quadrilha mais de R$ 1 bilhão.

Leia Também:  Queiroga diz que doação espanhola de kits intubação está a caminho

O empresário que foi preso hoje em Niquelândia, segundo a denúncia, era quem oferecia vantagens indevidas ao coordenador da unidade de bilhetagem automática. A prisão dele já foi comunicada à Justiça do Distrito Federal.

JORNAL DO VALE – Muito mais que um jornal, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE, através do WhatsApp (62) 98504-9192

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

PLANTÃO POLICIAL

Homem mata o amigo a facadas após discussão por preço de feijão

Publicados

em

Um homem, é suspeito de matar o próprio amigo durante uma discussão por conta do preço do feijão, em Anápolis, no último domingo (08/05).  De acordo com a Polícia Militar, a vítima identificada como Adnilson Ferreira de Souza, de 48 anos, teria chamado o suspeito de ladrão após não concordar com o valor cobrado pelo alimento.

Segundo o relato da Polícia Militar, a esposa do suspeito contou aos policiais que os dois amigos haviam se encontrado em um supermercado da região minutos antes da confusão. Após conversarem no estabelecimento, eles decidiram ir até a casa do investigado para negociarem um pacote de feijão.

Ao chegarem na residência, o dono do produto cobrou um valor acima do que Adnilson gostaria de pagar. Insatisfeito com o preço cobrado, ele chamou o amigo de ladrão, momento que foi atingido por vários golpes de faca.

JORNAL DO VALE – Muito mais que um jornal, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE, através do WhatsApp (62) 98504-9192

 

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Instituto atende crianças de baixa renda com tumor cerebral
Continue lendo

VALE SÃO PATRÍCIO

PLANTÃO POLICIAL

ACIDENTE

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA