Alvará Criminoso

PC realiza operação contra grupo suspeito de falsificar documentos para pagamentos judiciais de mais de R$ 30 milhões; Assista

Conforme a PC, estão sendo cumpridos mandados de prisão e de busca e apreensão em Goiás e em outros cinco estados da federação.

Publicados

PC realiza operação contra grupo suspeito de falsificar documentos para pagamentos judiciais de mais de R$ 30 milhões. Foto: PC

Na manhã desta quarta-feira (19), a Polícia Civil (PC) está cumprindo 33 mandados de prisão e 35 de busca e apreensão contra um grupo suspeito de aplicar golpes contra a administração pública, envolvendo o levantamento de alvarás de pagamentos judiciais fraudulentos. O prejuízo, segundo as investigações da PC é de R$ 31,8 milhões.

No estado de Goiás, estão sendo cumpridos mandados em Goiânia, Trindade, Aparecida, Anápolis e Anicuns. Há ainda cumprimentos nos estados da Bahia, Rio de Janeiro, Tocantins, Maranhão e Pará.

Primeira fase da operação

Na primeira fase da operação denominada “Alvará Criminoso”, que foi deflagrada em novembro de 2022, a PC já havia cumprido 27 mandados de busca e apreensão e 12 mandados de prisão preventiva. Na ocasião, os investigadores apuraram que o grupo tinha como modo de agir a falsificação de alvarás judiciais.

Leia Também:  Homem é executado a tiros em bar enquanto jogava sinuca; Assista

Conforme a PC, advogados cediam acesso ao sistema do Tribunal de Justiça e assinavam os documentos como se fossem juízes. Com os alvarás fraudulentos em mãos, outros integrantes do grupo levantavam os respectivos valores que se encontravam depositados nas contas judiciais.

JORNAL DO VALE – Muito mais que um jornal, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE, através do WhatsApp (62) 98504-9192

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

PLANTÃO POLICIAL

PM realiza prisão de homem em Ipiranga de Goiás, por suspeita de causar danos ao patrimônio público e desacatar policiais

Em decorrência dos fatos, o homem foi encaminhado para o Hospital de Rubiataba para a realização de relatório médico e em seguida para à Delegacia de Polícia Civil também de Rubiataba, para os procedimentos de praxe.

Publicados

em

PM realiza prisão de homem em Ipiranga de Goiás, por suspeita de causar danos ao patrimônio público e desacatar policiais. Fotos: PM

Por volta de 01h15 da madrugada desta quarta-feira (17), a Polícia Militar (PM) de Nova Glória no Vale do São Patrício, foi acionada após receber uma denúncia de dano ao patrimônio público em uma praça localizada em frente à Igreja Católica na cidade de Ipiranga de Goiás. A PM ao receber a denúncia recebeu informações que o suspeito seria um homem magro, vestindo camisa preta e chapéu de palha.

Os militares ao chegarem no, com o apoio de uma equipe do Batalhão Rural da PM, encontraram um indivíduo que correspondia à descrição informada. Assim, o homem foi abordado e recebeu voz de prisão por dano qualificado. Em decorrência do estado alterado e nervoso do suspeito, foi necessário o uso de algemas para garantir sua integridade física e a dos policiais.

Após ser realizada a prisão, o homem foi identificado. Os militares localizaram a testemunha que realizou a denúncia, reconhecendo o homem como autor do crime. Uma outra testemunha que também presenciou o dano causado reconheceu o suspeito.

Leia Também:  Jovem é preso suspeito de praticar tráfico de drogas em Goianésia

Na mesma ocasião, foi realizado um levantamento dos danos pelo chefe de gabinete da prefeitura, sendo listado os itens danificados, sendo dois postes pequenos e quatro globos de vidro na Praça Municipal.

Em decorrência dos fatos, o homem foi encaminhado para o Hospital de Rubiataba para a realização de relatório médico e em seguida para à Delegacia de Polícia Civil também de Rubiataba, para os procedimentos de praxe.

De acordo com a PM, durante o trajeto para Rubiataba, o homem desacatou os militares, proferindo insultos como: “Essa farda nojenta depende de nós” e “Quero que vocês vão parar na cadeia, porque são policiais corruptos”. Assim, face às ofensas, ele também foi autuado pelo crime de desacato, conforme o artigo 331 “desacato” do Código Penal.

JORNAL DO VALE – Muito mais que um jornal, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE, através do WhatsApp (62) 98504-9192

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

VALE SÃO PATRÍCIO

PLANTÃO POLICIAL

ACIDENTE

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA