Plantão Policial

PC realiza operação na Câmara Municipal de Goianésia e um vereador recebe voz de prisão

Quem também recebeu voz de prisão foi a esposa do vereador, uma vez que na empresa deles foram encontradas outras três armas de fogo e várias munições.

Publicados

A Polícia Civil (PC) realizou nesta sexta-feira (15), uma operação policial em Goianésia no Vale do São Patrício, e durante buscas na casa de um vereador ele acabou recebendo voz de prisão por posse de arma de fogo. As informações dão conta que foram encontradas três armas de fogo e várias munições em sua residência.

Quem também recebeu voz de prisão foi a esposa do vereador, uma vez que na empresa deles foram encontradas outras três armas de fogo e várias munições. Os agentes civis também fizeram buscas em seu gabinete na Câmara Municipal, mas não há ainda informações se encontraram alguma irregularidade.

A operação é realizada pela Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra a Administração Pública em cumprimento a um mandado de busca e apreensão expedido pela Vara dos feitos relativos a delitos praticados por organização criminosa e de lavagem ou ocultação de bens, direitos e valores da Comarca de Goiânia.

Além das armas de fogo, vários documentos também foram apreendidos nos três locais por onde a operação realizou buscas. Como a lei de abuso de autoridade proíbe a divulgação de nomes de suspeitos/autores presos, muito provável que a polícia não divulgue a identidade do vereador detido ao final da operação.

Leia Também:  Ocupação de UTIs e alta dos casos da Covid-19 acendem alerta sobre terceira onda em Goiás

A reportagem entrou em contato com a Câmara Municipal para que manifestassem sobre o ocorrido e não teve êxito. O espaço está aberto caso desejem.

JORNAL DO VALE – Muito mais que um jornal, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE, através do WhatsApp (62) 98504-9192

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

PLANTÃO POLICIAL

Caso Wanderson: Mãe e filha são sepultadas em Corumbá de Goiás

As buscas por Wanderson se concentram em três cidades do Entorno do DF. Além de Corumbá de Goiás, a força tarefa também faz buscas em Alexânia e Abadiânia.

Publicados

em

Os corpos da mulher, de 21 anos, e a filha, de quase dois, foram sepultadas, na manhã desta terça-feira (30), em um cemitério de Corumbá de Goiás. A mãe e a filha, foram veladas na mesma cidade e teriam sido assassinadas por Wanderson Mota Protácio com golpes de faca, no último domingo (28). Familiares e amigos acompanharam os sepultamentos.

O suspeito, que tem 21 anos, também é apontado como o suspeito de assassinar um fazendeiro de 73 anos. As investigações apontam que o foragido trabalhava como caseiro para o homem. A mulher da vítima de 45 anos, sobreviveu ao ataque e está consciente, orientada e estável.

As buscas por Wanderson se concentram em três cidades do Entorno do DF. Além de Corumbá de Goiás, a força tarefa também faz buscas em Alexânia e Abadiânia. O delegado responsável pelo caso, Tibério Martins Cardoso, disse que a estimativa é de 70 policiais trabalhando no caso.

JORNAL DO VALE – Muito mais que um jornal, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceresClique aqui

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE, através do WhatsApp (62) 98504-9192

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Ministro da saúde diz que “pequenos desvios” são normais durante vacinação
Continue lendo

VALE SÃO PATRÍCIO

PLANTÃO POLICIAL

ACIDENTE

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA