Plantão Policial

PM realiza prisão de homem suspeito de furtar celular de funcionária de hospital, além de chocolates e carnes em comércio de Ceres

O homem confessou o furto, sendo levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) para confecção de relatório médico e em seguida encaminhado para à Delegacia de Polícia Civil (PC) local. De acordo com a PM, quando da ocasião da abordagem, ele tentou fugir e teve que ser algemado.

Publicados

PM realiza prisão de homem suspeito de furtar celular de funcionária de hospital, além de chocolates e carnes em comércio de Ceres. Fotos: PM

Na manhã desta segunda-feira (17), a Polícia Militar (PM) realizou a prisão de um homem, após ter sido furtado um celular de uma funcionária de um hospital, em Ceres no Vale do São Patrício.

De acordo com informações, por volta de 11h05 o suspeito de 42 anos, compareceu ao hospital para um exame admissional.

O homem vestido com camiseta vermelha e calça jeans, e carregando uma mochila, ele realizou o exame e, em seguida, dirigiu-se aos fundos da unidade de saúde. Após o descuido de uma funcionária, ele teria furtado um celular Xiaomi, de acordo com o registrado pelas câmeras de segurança. Assim, a equipe do hospital identificou o homem e forneceu as informações para a PM.

Os militares durante patrulhamento na Avenida Bernardo Sayão o homem foi localizado e abordado, sendo encontrado com o mesmo, várias peças de carne, barras de chocolate e o celular da funcionária, ainda bloqueado, mas com a foto de papel de parede da vítima.

Leia Também:  Em Goiás, adolescente consegue gravar mãe sendo agredida pelo pai dentro de casa e pede ajuda; Assista

O homem confessou o furto, sendo levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) para confecção de relatório médico e em seguida encaminhado para à Delegacia de Polícia Civil (PC) local. De acordo com a PM, quando da ocasião da abordagem, ele tentou fugir e teve que ser algemado.

Na PC ele alegou ter sido agredido pelos militares, que negaram as acusações. A PC está aguardando imagens adicionais de outro estabelecimento, onde ele também teria tentado furtar itens alimentícios.

O nome do homem não foi divulgado, razão pela qual nossa reportagem não localizou a sua defesa.

JORNAL DO VALE – Muito mais que um jornal, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE, através do WhatsApp (62) 98504-9192

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

PLANTÃO POLICIAL

PC realiza cumprimento de mandado de prisão em desfavor de suspeito de estelionato ocorrido em Rialma

A prisão temporária desse terceiro investigado foi decretada pelo Poder Judiciário e após tomar conhecimento da expedição do mandado de prisão no final de 2023 continuou se escondendo para não ser localizado. No entanto, os investigadores realizaram diversas diligências e levantamento de informações que possibilitaram encontrar o investigado em um imóvel em Goiânia onde foi preso no momento que saia do local.

Publicados

em

PC realiza cumprimento de mandado de prisão em desfavor de suspeito de estelionato ocorrido em Rialma. Foto: PC

A Polícia Civil (PC) através das equipes das Delegacia de Polícia de Uruana e Rialma, integrantes da 10ª DRP Ceres, deflagrou a Operação Ardil para realizar a prisão de um indivíduo investigado pelos crimes de associação criminosa e estelionato praticados em Rialma no Vale do São Patrício.

As investigações iniciaram após a equipe da Delegacia de Polícia de Rialma ter sido procurada por uma vítima que vendeu um veículo e recebeu como garantia do pagamento um cheque pós-datado. No entanto, ao depositar o título de crédito o pagamento não ocorreu por ausência de fundos na conta bancária.

Alguns dias depois, outra vítima procurou atendimento informando que o indivíduo que havia adquirido o veículo da primeira vítima tinha comprado equipamentos de som dela e dado em pagamento um cheque pós-datado do mesmo emitente do título de crédito dado em pagamento ao vendedor do veículo. Em seguida, os investigadores identificaram quem era o integrante do grupo criminoso que gerenciava a conta bancária que emitiu os títulos de crédito, e o terceiro investigado que era o responsável por fornecer ao primeiro investigado que ludibriava as vítimas as folhas de cheque.

Leia Também:  Mãe e dois filhos são presos suspeitos de vender cocaína

Os dois primeiros investigados foram localizados e ouvidos no procedimento investigatório e o terceiro investigado se evadiu para sequer ser ouvido no inquérito policial.

A prisão temporária desse terceiro investigado foi decretada pelo Poder Judiciário e após tomar conhecimento da expedição do mandado de prisão no final de 2023 continuou se escondendo para não ser localizado.

No entanto, os investigadores realizaram diversas diligências e levantamento de informações que possibilitaram encontrar o investigado em um imóvel em Goiânia onde foi preso no momento que saia do local.

Após a prisão o indivíduo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para a confecção de exame ad cautelam e logo depois apresentado na Central de Flagrantes de Goiânia onde ficou recolhido à disposição do Poder Judiciário.

O nome do detido não foi divulgado e por tais razões nossa reportagem não localizou a sua defesa.

JORNAL DO VALE – Muito mais que um jornal, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE, através do WhatsApp (62) 98504-9192

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

VALE SÃO PATRÍCIO

PLANTÃO POLICIAL

ACIDENTE

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA