Vale do São Patrício

Secretária Municipal de Saúde de Ceres, Marjuery Seabra de Brito requer afastamento do cargo; Veja o pedido

Marjuery afastou do cargo para que os fatos sejam devidamente apurados e esclarecidos. Ela afirmou que jamais cometeu qualquer ilicitude, mas já está sentenciada socialmente – mesmo sem responder qualquer medida judicial ou policial.

Publicados

A então Secretária Municipal de Saúde de Ceres, Marjuery Seabra de Brito requereu o afastamento do cargo que foi nomeada pelo prefeito Edmario de Castro Barbosa no início de sua gestão.

Marjuery em sua carta de afastamento disse que “Honrar Pai e Mãe, esse mandamento para mim sempre foi um princípio que levei e assumi para vida e foi com esse ensinamento que sempre me pautei em todas as missões que foram a mim confiadas e com muita honra aceitas”.

Ela mencionou ainda que “Ocupar um cargo nomeado como esse que ocupei – de tamanha responsabilidade – é estar integralmente comprometida e com 100% de dedicação e muitas vezes renunciando momentos que eu poderia estar com a família, em comunhão e até em momentos de descanso.

Para os que não sabem, neste momento global da pandemia do coronavírus, 24 horas diárias são poucas, face à demanda local e regional em que estamos vivendo. O que sempre fiz desde a minha honrosa nomeação, foi trabalhar incansavelmente, em sábados, domingos, feriados a noite à dentro. Já que mesmo em casa, mensagens e chamadas telefônicas jamais pararam, face às demandas decorrentes da peste da Covid-19”.

A ex-titular da pasta mencionou ainda que “com esse mesmo espírito público, pensando em todos e em mim, com o total desprendimento, que venho à público renunciar ao cargo de secretária municipal de saúde –, mesmo sabendo que não é uma decisão fácil – pois sei muito bem das dificuldades e do tamanho do desafio que hoje impõe essa função, que cotidianamente tem o objetivo maior, que é salvar vidas”.

No âmbito familiar ela mencionou na sua carta de renúncia que tem “vivido um momento muito triste e delicado, com a perda e convalescença de familiares que também precisam e muito da minha presença e cuidados neste cenário. Ademais, tenho ainda afazeres familiares, que devo assistir à recuperação pós-covid de meu irmão”.

No final, sem querer alongar demais a notícia levada ao Chefe do Executivo Cererino, Marjuery deixou claro que “também é motivação de meu afastamento da pasta, já que sou a maior interessada – para que os fatos sejam devidamente apurados e esclarecidos, para que futuramente não paire quaisquer dúvidas sobre minha conduta. Onde afirmo e assumo que nunca cometi qualquer ilicitude, não podendo a minha pessoa ser condenada – como já estou sentenciada socialmente – mesmo sem responder qualquer medida judicial ou policial. Entretanto, como a máxima “a Justiça pode tardar, mas não falha”.

Com o afastamento, o prefeito Edmario, deve agora nomear alguém para assumir provisoriamente a pasta, talvez, seja a mais pesada da Regional de Saúde – São Patrício I. E esperar também, quem possui razão quando do desfecho dos fatos mencionados pelo Ministério Público.

Leia Também:  PM fecha “cabaré” que comercializava bebidas alcoólicas após 22hs, em Niquelândia

 

Os cargos que a ex-secretária de saúde ocupou

Ela foi Secretária de Ação Social e Secretária de Juventude e Cultura em administrações anteriores em Ceres. Foi coordenadora dos Vapt-Vupt nas cidades de Rubiataba e Ceres. Veja o pedido de afastamento:

JORNAL DO VALE – Muito mais que um jornal, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE, através do WhatsApp (62) 98504-9192

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

ESTADO

Safra 2021 é aberta na Usina Uruaçu

A previsão é produzir 78 milhões de litros de etanol hidratado

Publicados

em

A usina Uruaçu iniciou nesta semana a safra 2021. O objetivo é aumentar a produção e moer 1,2 milhão de toneladas de cana-de-açúcar até meados do mês de novembro de 2021. Parte da moagem, cerca de 200 mil toneladas, será realizada por uma usina parceira.

Nesta safra a produção da usina será dedicada a produção de etanol hidratado, que é usado diretamente no abastecimento de veículos automotores, a previsão é produzir 78 milhões de litros de álcool.

Segundo o gerente geral da Usina Uruaçu, Bartolomeu Ferreira, o rendimento agrícola esperado na safra é de 90 toneladas de cana por hectare, com uma moagem média diária de 5 mil toneladas.

A Usina Uruaçu gera emprego e renda na região, diretamente são aproximadamente 800 funcionários. Para que os profissionais sempre exerçam as suas funções com mais qualidade, a usina desenvolveu capacitações, grande parte foram realizados no período de entressafra.

Cuidados

A abertura de safra deste ano foi simbólica, com um culto ecumênico transmitido pelas redes sociais da usina, contou com a participação do Padre Rafael T. Gonçalves e do Reverendo Adiel Ferreira. Também participaram da cerimônia a equipe de Louvor da Paróquia Nossa Senhora do Carmo.

Leia Também:  Rialma: Faleceu o Sr. José de La Cruz Fernandes, o seu Pepe espanhol

A empresa segue adotando medidas rigorosas de prevenção exigidas em tempos de pandemia. Todas as normas de segurança para proteger a saúde dos colaboradores são prioridade, seguindo os protocolos recomendados pelo Ministério da Saúde.

A usina Uruaçu segue apoiando as prefeituras da região com a doação de álcool 70% para a descontaminação dos prédios, veículos e ambulâncias da rede pública de saúde.

JORNAL DO VALE – Muito mais que um jornal, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE, através do WhatsApp (62) 98504-9192

 

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

VALE SÃO PATRÍCIO

PLANTÃO POLICIAL

ACIDENTE

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA