Senador Wilder continua luta pela desburocratização na agricultura

Publicados


O ministro da Agricultura, Blairo Maggi, com poucos dias que assumiu a pasta já se deparou com os problemas da burocracia. Sua recomendação de imediato é dar agilidade ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Os entraves nesse sentido foram inclusive expostos esta semana à bancada ruralista no Congresso Nacional, em Brasília. Ao lado de outros parlamentares, o senador goiano Wilder Morais deu inteiro apoio à iniciativa de Maggi, um ex – companheiro do Partido Progressista. 
 
A ideia é que o presidente Michel Temer revogue alguns decretos, portarias e normas divulgadas nos últimos dias do governo anterior. A opinião generalizada dos parlamentares é de que as medidas travam os avanços do setor agropecuário e resultam em insegurança jurídica. Segundo o ministro, a burocracia é tanta no Mapa que pode faltar carne de suíno e de frango no mercado se não for liberado o milho estocado no próprio Ministério. “O porco e a galinha não podem esperar 60 dias por uma assinatura”, considerou Blairo Maggi.
 
Ao emitir sua opinião a respeito, o senador Wilder considerou “preocupante a situação”. Além do quadro burocrático, o parlamentar goiano chama a atenção para a safrinha de milho que está sendo dizimada pelas condições climáticas. 
 
A luta do senador Wilder é antiga contra a burocracia, que ele considera aos três vilões do custo Brasil. Para Wilder, “a burocracia é a erva daninha na lavoura, que precisa ser severamente combatida”. Essa burocracia em sua visão está relacionada à cultura portuguesa e que precisa ser detida. Só que aí entram “os papéis” no meio do caminho para travar o desenvolvimento do agronegócio. “Com isso, o Brasil tem de recorrer à importação de minerais de adubação e de fertilização que consome. O que chega a quase 80%”, exemplificou o senador Wilder.
 
O senador Wilder vai até o ministro Blairo Maggi para reivindicar projetos que destravem a destinação de benefícios para a agricultura. 
 
Wilder vai visitar todos os novos ministros do governo de Michel Temer. Ele já foi recebido pelos ministros da Saúde (Ricardo Barros) e da Secretaria de Governo (Geddel Vieira Lima) e tem reuniões pré-agendadas nos demais Ministérios.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Itamaraty quer explicações sobre episódio
Propaganda

POLÍTICA

Em Jaraguá, Gracinha Caiado participa do aniversário de 285 anos

Publicados

em

A primeira-dama do Estado, Gracinha Caiado, representando o governador Ronaldo Caiado, participou na manhã de quinta-feira (29), de uma missa solene em homenagem aos 285 anos de Jaraguá no Vale do São Patrício. Ela foi recebida pelo prefeito Paulo Vitor e outras lideranças na chegada de helicóptero no pátio do Corpo de Bombeiros.

Na sequência, foi recepcionada pelo Padre Edmilson Almeida, na Igreja Nossa Senhora da Conceição, ela ainda participou após a celebração de outras ações, como do ato cívico e distribuição do bolo de aniversário e acompanhou a execução do Hino de Jaraguá, na voz de Joaquim do Prado, com a Banda Santa Cecília, além do hasteamento das bandeiras.

Gracinha fez homenagem a Jaraguá em seu discurso e disse que era um privilégio voltar a cidade e participar da missa celebrada pelo Padre Edmilson. O prefeito Paulo Vitor, agradeceu o reconhecimento do Governo de Goiás, com o município e a presença da primeira-dama. “Estamos fazendo em Jaraguá o que apreendemos com o Governador e Dona Gracinha. Trabalhado para melhorar cada vez mais a nossa cidade” disse o prefeito.

Leia Também:  Michel Temer é notificado e assume Presidência

Após, a solenidade religiosa, Gracinha Caiado, participou da inauguração do Museu Histórico Municipal de Jaraguá, que através de imagens e objetos tem a missão de contar um pouco da história da cidade e seus fatos marcantes.

JORNAL DO VALE – Muito mais que um jornal, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE, através do WhatsApp (62) 98504-9192

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

VALE SÃO PATRÍCIO

PLANTÃO POLICIAL

ACIDENTE

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA