Política

Vanderlan é titular da nova Comissão para implantação do 5G no Brasil

A Comissão Temporária do Senado foi criada para acompanhar a implantação da tecnologia para redes móveis e banda larga

Publicados

O senador Vanderlan Cardoso (PSD-GO) foi indicado para compor a Comissão Temporária Interna para acompanhar a implantação da tecnologia 5G no Brasil. O grupo terá 19 membros, entre senadores, autoridades e especialistas.

O 5G é a quinta geração de tecnologia para redes móveis em banda larga e, segundo o senador, a principal missão da Comissão será realizar um estudo aprofundado sobre a implantação da tecnologia no país.

A missão da comissão será realizar, no prazo de 365 dias, um estudo completo sobre as melhores práticas para implantação do 5G no Brasil e acompanhar todas as etapas, garantindo lisura, austeridade e agilidade no processo. “Honrarei essa missão como todas que chegaram a mim no Senado”, disse o senador que disse que presidiu por um ano e meio a Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática do Senado (CCT) e já estava acompanhando o tema de perto no Congresso Nacional.

Para Vanderlan, num momento em que o mundo enfrenta novas ondas da pandemia do Covid-19,  o momento foi extremamente propício para criação da Comissão, já que a educação, saúde, seguranças e todas as atividades econômicas dependem desta tecnologia para avançarem. “Mais do que nunca a internet tem tido papel fundamental em todo o mundo.  Com o advento da pandemia do novo coronavírus todo mundo ficou mais conectado. A implantação do 5G no Brasil trará modernidade, segurança e agilidade”, disse.

Leia Também:  Bolsonaro se reúne com novos presidentes da Câmara e do Senado

 A comissão deverá analisar a legislação e os aspectos técnicos do 5G, promover audiências públicas e elaborar relatórios e projetos de lei. Devido à pandemia de covid-19, as reuniões serão remotas. “Nosso país vive um dos momentos mais importantes no setor da internet móvel com a chegada do 5G. Essa tecnologia vai transformar a forma como nós, seres humanos, nos relacionarmos com tudo a nossa volta”, disse o senador.

O que é 5G

O 5G é a evolução natural das gerações anteriores (3G e 4G) e traz como diferencial não apenas mais velocidade de conexão à internet no celular, mas outras aplicações que poderão revolucionar a sociedade, como objetos conectados e cidades inteligentes. A promessa é de que ela trará ainda mais velocidade para downloads e uploads, cobertura mais ampla e conexões mais estáveis.

A ideia é usar o melhor espectro de rádio e permitir que mais aparelhos acessem a internet móvel ao mesmo tempo. De acordo com especialistas, o 5G permitirá que mais de 1 milhão de aparelhos se conectem por metro quadrado. A proposta é tornar tudo conectado, como celulares, carros, geladeira, máquinas de lavar e câmeras de segurança, entre outros eletrônicos.

Leia Também:  Bolsonaro recebe credenciais de cinco novos embaixadores no Brasil

JORNAL DO VALE – Muito mais que um jornal, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE, através do WhatsApp (62) 98504-9192

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLÍTICA NACIONAL

Damares Alves anuncia Plano de Enfrentamento ao Feminicídio para março

Publicados

em


A ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, falou no programa Brasil em Pauta na TV Brasil sobre as principais realizações da pasta no ano de 2021 e as previsões para este ano. Entre as novidades estão a intensificação do combate à violência contra a mulher, com a implantação do Plano de Enfrentamento ao Feminicídio, prevista para o início de março. De acordo com Damares Alves, só no ano passado, o Ligue 180 registrou aumento de 39% no número de denúncias de violência contra mulher.

Segundo a ministra, também faz parte do combate à violência doméstica a ampliação da rede de Casas da Mulher Brasileira, lugar que reúne diversos serviços de proteção como delegacia, psicólogos e acolhimento para quem foi vítima de violência. De acordo com Damares, hoje o Brasil possui apenas 7 espaços como esse e a meta é criar 27 novos centros ainda este ano. A ministra fez um apelo às mulheres vítimas de violência: “Nos procurem. Nós vamos até vocês”.

Leia Também:  Bolsonaro recebe credenciais de cinco novos embaixadores no Brasil

Balanço

Damares Alves também fez um balanço das ações desenvolvidas pela pasta nos últimos meses, em especial, durante a pandemia do novo coronavírus. O governo entregou cestas básicas e kits de higiene para indígenas, quilombolas e comunidades tradicionais. O objetivo era evitar que esses povos saíssem do isolamento. “O nosso ministério distribuiu, diretamente, em torno de 450 mil cestas básicas beneficiando inúmeras famílias indígenas”.

Outra medida importante foi a criação, em 2020, de novos canais de denúncia como WhatsApp (pelo número 61- 99656-5008), Telegram (basta apenas digitar Direitoshumanosbrasilbot) e um aplicativo que inclusive funciona com vídeochamada em qualquer lugar do mundo.

A entrevista completa você confere às 19h30, no programa Brasil em Pauta,  na TV Brasil.

Edição: Fábio Massalli

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

VALE SÃO PATRÍCIO

PLANTÃO POLICIAL

ACIDENTE

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA