Plantão Policial

Adolescente de 14 anos desaparece enquanto ia buscar irmã na escola; Assista

Amélia saiu de casa por volta de 16h15, segundo Cristiane. Depois de um tempo, uma professora ligou para família da criança ao perceber que ninguém ainda havia ido buscá-la na escola. Neste instante, a família começou a procurar pela adolescente.

Publicados

A estudante Amélia Vitória de Jesus tem 14 anos. Foto: Arquivo pessoal

A estudante Amélia Vitória de Jesus de 14 anos, está desaparecida desde a tarde da última quinta-feira (30), em Aparecida de Goiânia. Conforme informações, Amélia saiu para buscar a irmã mais nova na escola e não foi mais vista.

A tia da adolescente, Cristiane Moreira, contou que Amélia, que mora no Jardim Esplanada, foi buscar a irmã na Escola Municipal Professora Vinovita Guimarães da Silva, situada no Residencial Astória. Antes, o trajeto era realizado por bicicleta, mas depois que estragou, Amélia passou a ir a pé, levando em torno de 30 minutos.

Amélia saiu de casa por volta de 16h15, segundo Cristiane. Depois de um tempo, uma professora ligou para família da criança ao perceber que ninguém ainda havia ido buscá-la na escola. Neste instante, a família começou a procurar pela adolescente.

Repetimos todo o trajeto, pegando imagem de comércio perto, batendo de porta em porta, pedindo informação, foi quando a gente fez o boletim de ocorrência na polícia. O que temos de imagens, foi porque a gente foi atrás.”, relatou Cristiane

Leia Também:  Em Rio Verde, suspeito de revender placas solares roubadas usava nome de igreja para disfarçar galpão onde guardava itens

A Polícia Civil (PC) obteve imagens de câmeras de segurança de um posto de combustíveis que conseguiu registrar o momento em que a estudante passou pela Rua K-008, no mesmo setor em que ela mora, às 16h41.

De acordo com a Cristiane, a família conversou com amigas dela da escola, mas não conseguiram informações sobre o paradeiro.

Já conversamos com amigas e não tem namoradinho nenhum. Não foi por rebeldia, até porque não era o perfil dela. Ela sempre foi bem tranquila, muito calma, nunca deu trabalho nenhum. Ela é uma menina bem na dela, de poucos amigos e super carinhosa, super amiga, com todo mundo. Sempre era muito instruída.”, acrescentou.

A família está angustiada pela falta de notícias da estudante. A Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) continua as buscas. Qualquer informação sobre Amélia pode ser repassada pelos números da polícia: 197 ou (62) 98593-5285.

JORNAL DO VALE – Muito mais que um jornal, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE, através do WhatsApp (62) 98504-9192

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

PLANTÃO POLICIAL

Tesoureiro de banco é suspeito de desviar R$ 3,5 milhões para jogos virtuais

O BRB realizou denúncia após perceber irregularidades contábeis em uma das agências do DF.

Publicados

em

Um tesoureiro de uma agência do Banco de Brasília S.A. (BRB) é alvo de uma operação da Polícia Civil do Distrito Federal (PC-DF) por suspeita de desviar R$ 3,5 milhões para jogos de apostas virtuais.

Conforme informações, o BRB realizou a denúncia após perceber irregularidades contábeis em uma das agências do Distrito Federal. A PC-DF deflagrou a operação com mandados de busca e apreensão, além do bloqueio de valores das contas do investigado.

O suspeito retirava o dinheiro e depositava em sua conta pessoal e por ter acesso ao cofre e saber das operações de caixa, ele falsificava documentos para esconder os desvios da tesouraria.

O homem usava o dinheiro para jogos de apostas virtuais, indicou a investigação. A PC-DF ainda apura se outros servidores estiveram envolvidos no esquema.

Houve o bloqueio de R$ 3,5 milhões e a investigação ainda conseguiu o bloqueio judicial de valores na conta corrente, ativos financeiros, investimentos e seguros de vida no nome do servidor até o montante supostamente desviado.

Leia Também:  Em Goiás, PM realiza prisão de vizinho suspeito de atear fogo no outro após briga por causa de entulho na porta de casa

O homem que não teve o nome divulgado é investigado por peculato e lavagem de dinheiro e as penas podem chegar a 22 anos de prisão.

JORNAL DO VALE – Muito mais que um jornal, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE, através do WhatsApp (62) 98504-9192

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

VALE SÃO PATRÍCIO

PLANTÃO POLICIAL

ACIDENTE

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA