Plantão Policial

Comerciante mata irmão na frente dos pais e do filho de 2 anos da vítima

Suspeito conseguiu atirar quatro vezes contra o irmão

Publicados

Pai leva vítima para Unidade de Pronto Atendimento (UPA). Foto: Reprodução

O comerciante Wesley, de 35 anos, foi preso suspeito de matar o irmão, Willian, de 38, em Rio Verde. Willian começou a xingar o pai e o irmão alegando que estava sendo enganado no negócio da família.

“O pai chamou Willian para fazer as contas e provar que ele já tinha recebido até mais do que lhe era devido. Willian continuou xingando o pai e o irmão, então Wesley estourou, já estava armado, apanhou a arma e atirou”. Segundo o delegado, o pai tentou segurar Wesley, mas mesmo assim ele atirou quatro vezes. Adelson detalhou que o crime aconteceu na frente dos pais dos irmãos, da esposa e do filho de 2 anos da vítima.

“Os dois filhos tinham muito ciúme do pai e um sempre achava que o outro estava sendo beneficiado financeiramente pelo pai. William se dizia prejudicado e disse que a culpa dele não ser tão bem financeiramente quanto Wesley era do pai”.

Wesley foi preso em um hotel de Santa Helena de Goiás. Ele usou o caminhão da empresa da família para fugir e, depois, pegou um carro.

Leia Também:  Em Jaraguá, agentes prisionais interceptam celulares e até fones de ouvido em garrafa térmica

“Ele confessou, disse que acabou estourando, que já tinha sido agredido fisicamente, que o pai já havia sido agredido fisicamente pelo Willian, que era muito nervoso, e ele acabou estourando”, detalhou o delegado.

O pai contou que, quando William chegou, estava carregando o caminhão de Wesley de areia, porque eles têm um ponto de extração de areia. Depois disso, Willian teria começado os xingamentos.

“Quando a gente prende o Wesley, ele diz que o pai só ajudava o Willian. E o Willian, em todo tempo dizia que o pai só ajudava o Wesley. Os dois tinham um ciúme muito grande do pai e foi basicamente o motivo desse homicídio”, finalizou.

JORNAL DO VALE – Muito mais que um jornal, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE, através do WhatsApp (62) 98504-9192

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

PLANTÃO POLICIAL

Tesoureiro de banco é suspeito de desviar R$ 3,5 milhões para jogos virtuais

O BRB realizou denúncia após perceber irregularidades contábeis em uma das agências do DF.

Publicados

em

Um tesoureiro de uma agência do Banco de Brasília S.A. (BRB) é alvo de uma operação da Polícia Civil do Distrito Federal (PC-DF) por suspeita de desviar R$ 3,5 milhões para jogos de apostas virtuais.

Conforme informações, o BRB realizou a denúncia após perceber irregularidades contábeis em uma das agências do Distrito Federal. A PC-DF deflagrou a operação com mandados de busca e apreensão, além do bloqueio de valores das contas do investigado.

O suspeito retirava o dinheiro e depositava em sua conta pessoal e por ter acesso ao cofre e saber das operações de caixa, ele falsificava documentos para esconder os desvios da tesouraria.

O homem usava o dinheiro para jogos de apostas virtuais, indicou a investigação. A PC-DF ainda apura se outros servidores estiveram envolvidos no esquema.

Houve o bloqueio de R$ 3,5 milhões e a investigação ainda conseguiu o bloqueio judicial de valores na conta corrente, ativos financeiros, investimentos e seguros de vida no nome do servidor até o montante supostamente desviado.

Leia Também:  PC investiga suspeitos de invadir sistemas e derrubar conexões de internet

O homem que não teve o nome divulgado é investigado por peculato e lavagem de dinheiro e as penas podem chegar a 22 anos de prisão.

JORNAL DO VALE – Muito mais que um jornal, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE, através do WhatsApp (62) 98504-9192

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

VALE SÃO PATRÍCIO

PLANTÃO POLICIAL

ACIDENTE

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA