Dicas de Saúde por Dr. Fabiano Moura

Dr. Fabiano Moura

Publicados

Ômicron: dor de garganta se torna sintoma mais comum da nova variante da covid

Cerca de três meses após ser identificada pela primeira vez no Brasil, a variante ômicron já é a prevalente nos casos de covid-19 no país.

Embora os sintomas não sejam tão diferentes daqueles causados por outras variantes, há sutis mudanças na forma de apresentação da doença, e muitos dos pacientes infectados na nova onda têm relatos parecidos: o sintoma de dor de garganta. A anosmia (perda do cheiro) e a ageusia (perda do paladar), comum nas outras variantes, não está mais tão frequente.

O que fazer para melhorar a dor de garganta causada pela ômicron? Assim como em outros sintomas leves, a estratégia é controlar a dor e o desconforto de sinais como congestão nasal e coriza. Após avaliação médica, podem ser usados medicamentos anti-inflamatórios, corticoide nasal e oral, e é recomendado fazer a lavagem nasal como soro fisiológico.

Além da dor de garganta, outros sintomas podem aparecer entre dois dias e duas semanas após a exposição ao vírus. Entre os mais comuns estão: dores musculares ou no corpo, dor de cabeça, cansaço extremo, febre, calafrios, tosse, falta de ar ou dificuldades para respirar, dor de garganta, congestão ou nariz escorrendo, náusea ou vômito, diarreia, perda de paladar ou olfato.

Variante ômicron

Os sintomas tendem a ser mais leves para quem está vacinado? Sim. O principal benefício da vacina é reduzir o risco de se precisar de internação e o de óbito. O imunizante torna a infecção mais leve, fazendo com que sintomas que poderiam ser mais duradouros ou intensos sejam brandos.

Leia Também:  Luiz Cláudio

Mas fique atento! Nem toda dor de garganta é ômicron. Por isso é necessário a avaliação médica para tratar.

Então, a dica é: vacine-se! E mantenha os cuidados de prevenção: uso de máscara, higiene das mãos e evite aglomerações.

Essas são as dicas do Dr. Fabiano Santana Moura. Otorrinolaringologista. Atende no Centro Clínico e Diagnóstico São Pio X. Fone: 3307-1505 / WhatsApp (62) 9962 6052

JORNAL DO VALE – Muito mais que um jornal, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE, através do WhatsApp (62) 98504-9192

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Colunistas

Vejam as Pesquisas para Presidência e Governo em Goiás na Coluna Conexão Política por Luiz Claudio

Publicados

em

A Pesquisa realizada pelo instituto Brasmarket, trouxe também os números para a disputa a Presidência da República em Goiás. Confira os números:Cenário 1Jair Bolsonaro – 44,5%Lula – 32,4%Ciro Gomes – 5,6%João Dória – 2,3%Simone Tebet – 0,9%Luciano Bivar – 0,8%Indecisos – 3,5%Brancos e Nulos – 10,1%

RejeiçãoLula – 51,4%Jair Bolsonaro – 39,3%João Dória – 38,3%Ciro Gomes – 30,3%Luciano Bivar – 13,0%Simone Tebet – 8,3%A pesquisaO Brasmarket ouviu 800 pessoas entre os dias 9 e 13 de maio e a margem de erro máxima é de 3,4% pontos porcentuais. A pesquisa está registrada no TRE.

Pesquisa realizada pelo instituto Brasmarket, aponta que o Governador Ronaldo Caiado (União Brasil), lidera a disputa para o governo de Goiás.Caiado aparece na frente em todos os cenários. Veja os númerosCenário 1Ronaldo Caiado – 46,1%Gustavo Mendanha – 18,9%Major Vitor Hugo – 6,1%.Wolmir Amado – 1,3%Indecisos – 11,3%,Brancos e Nulos – 16,3%Cenário 2 (Com Marconi)Ronaldo Caiado – 44,1%Gustavo Mendanha – 16,1%Marconi Perillo – 9,6%Victor Hugo – 5,5%Wolmir Amado – 0,8%Indecisos – 9,6%Brancos e Nulos – 14,3%RejeiçãoMarconi Perillo – 46,3%Victor Hugo – 35,5%Wolmir Amado – 29,7%Ronaldo Caiado – 24,6%Gustavo Mendanha – 20,6%A pesquisaO Brasmarket ouviu 800 pessoas entre os dias 9 e 13 de maio e a margem de erro máxima é de 3,4% pontos porcentuais. A pesquisa está registrada no TRE.

Leia Também:  Dr. Fabiano Moura

JORNAL DO VALE – Muito mais que um jornal, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE, através do WhatsApp (62) 98504-9192

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

VALE SÃO PATRÍCIO

PLANTÃO POLICIAL

ACIDENTE

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA