Plantão Policial

Drogas são encontradas em veículo abandonado, em Uruana

Os entorpecentes totalizaram 54,7 gramas divididos em 10 porções, foram lacrados e apresentados na Delegacia de Polícia Civil para os procedimentos de praxe.

Publicados

Drogas são encontradas em veículo abandonado, em Uruana. Fotos: PM

A Polícia Militar (PM) de Uruana no Vale do São Patrício, foi acionada para atender uma ocorrência de tráfico de drogas, na manhã de quarta-feira (22) através do Centro de Operações (COPOM).

No local, militares encontraram policiais penais que estavam realizando a escolta de quatro detentos em um serviço de limpeza urbana. Os presidiários relataram que presenciaram J.C.S., um indivíduo suspeito, exibindo uma arma de fogo, aparentemente um revólver. Dois dos presos afirmaram ter visto J.C.S. retirar a arma de um VW/Gol depenado e sem motor, estacionado nas proximidades do local indicado.

A arma estava escondida sob uma lona no compartimento do motor do Gol. Ao perceberem a presença do policial penal, J.C.S. e outros dois indivíduos fugiram em dois veículos, sendo um Peugeot e um GM/Astra, levando a arma consigo.

O policial penal, ao ser alertado pelos detentos, verificou o compartimento do motor do Gol e encontrou duas embalagens contendo substâncias petrificadas, possivelmente crack. Assim, ele acionou a equipe da PM.

Leia Também:  Retomada de programas e revisão de medidas marcam 100 dias de Lula

Após uma busca minuciosa no Gol, não foram encontrados outros itens suspeitos. A PM intensificou as diligências na tentativa de localizar e prender os suspeitos, mas até o momento, os esforços não foram bem-sucedidos.

Os entorpecentes totalizaram 54,7 gramas divididos em 10 porções, foram lacrados e apresentados na Delegacia de Polícia Civil para os procedimentos de praxe.

JORNAL DO VALE – Muito mais que um jornal, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE, através do WhatsApp (62) 98504-9192

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

PLANTÃO POLICIAL

PC realiza operação contra grupo suspeito de falsificar documentos para pagamentos judiciais de mais de R$ 30 milhões; Assista

Conforme a PC, estão sendo cumpridos mandados de prisão e de busca e apreensão em Goiás e em outros cinco estados da federação.

Publicados

em

PC realiza operação contra grupo suspeito de falsificar documentos para pagamentos judiciais de mais de R$ 30 milhões. Foto: PC

Na manhã desta quarta-feira (19), a Polícia Civil (PC) está cumprindo 33 mandados de prisão e 35 de busca e apreensão contra um grupo suspeito de aplicar golpes contra a administração pública, envolvendo o levantamento de alvarás de pagamentos judiciais fraudulentos. O prejuízo, segundo as investigações da PC é de R$ 31,8 milhões.

No estado de Goiás, estão sendo cumpridos mandados em Goiânia, Trindade, Aparecida, Anápolis e Anicuns. Há ainda cumprimentos nos estados da Bahia, Rio de Janeiro, Tocantins, Maranhão e Pará.

Primeira fase da operação

Na primeira fase da operação denominada “Alvará Criminoso”, que foi deflagrada em novembro de 2022, a PC já havia cumprido 27 mandados de busca e apreensão e 12 mandados de prisão preventiva. Na ocasião, os investigadores apuraram que o grupo tinha como modo de agir a falsificação de alvarás judiciais.

Leia Também:  Três mulheres são presas em Uruaçu por transportar 76 tabletes de drogas em ônibus interestadual; Assista

Conforme a PC, advogados cediam acesso ao sistema do Tribunal de Justiça e assinavam os documentos como se fossem juízes. Com os alvarás fraudulentos em mãos, outros integrantes do grupo levantavam os respectivos valores que se encontravam depositados nas contas judiciais.

JORNAL DO VALE – Muito mais que um jornal, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE, através do WhatsApp (62) 98504-9192

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

VALE SÃO PATRÍCIO

PLANTÃO POLICIAL

ACIDENTE

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA