Operação Família

Em Goiás, advogada é presa por participar de plano de facção criminosa para resgatar detento da prisão

Conforme informações a Operação Família visava a desarticulação de um possível plano de resgate de um preso de “alta periculosidade” do Complexo Prisional em Aparecida de Goiânia.

Publicados

Gaeco em conjunto com a 25ª Promotoria de Justiça de Goiânia e a Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP), também adotou providências para resguardar a segurança do complexo prisional. Foto: MP-GO

Uma advogada que não teve o nome divulgado, foi presa em Goiânia suspeita de integrar uma facção criminosa que atuava no estado de Goiás. A Operação Família, deflagrada pelo Ministério Público de Goiás (MP-GO), através do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) e da Coordenadoria de Segurança Institucional e Inteligência (CSI), também visava a desarticulação de um possível plano de resgate de um preso de alta periculosidade do Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia.

Além do mandado de prisão temporária, também foi cumprido um mandado de busca e apreensão. Os materiais apreendidos relacionados à investigação serão objeto de análise pelo Gaeco, segundo informou o MP-GO. A diligência foi acompanhada por representantes da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

Ainda de acordo com o MP-GO, o Gaeco, em conjunto com a 25ª Promotoria de Justiça de Goiânia e a Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP), também adotou providências para resguardar a segurança do complexo prisional.

Leia Também:  Em Goiânia, frentista é suspeito de matar a mulher e os dois filhos dentro de casa

Através de nota, a Ordem dos Advogados do Brasil – Seção Goiás (OAB-GO) informou que a Comissão de Direitos e Prerrogativas (CDP) “acompanhou o cumprimento de mandado judicial em desfavor de inscrito na manhã da última sexta-feira (15) e seguirá acompanhando o caso”. E finalizou: “A OAB-GO mantém seu comprometimento em assegurar que os procedimentos legais e as garantias constitucionais sejam respeitados integralmente, tanto em relação à pessoa envolvida quanto ao devido processo legal”.

JORNAL DO VALE – Muito mais que um jornal, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE, através do WhatsApp (62) 98504-9192

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

PLANTÃO POLICIAL

Caminhão é apreendido com quase 600 quilos de drogas na BR-364, em Goiás; Assista

A carga é a maior apreensão de cocaína do Centro-Oeste em 2024.

Publicados

em

Caminhão é apreendido com quase 600 quilos de drogas na BR-364, em Goiás. Foto: Captura de Vídeo da PRF

Na véspera do Dia Internacional de Combate às Drogas, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) realizou a maior apreensão de cloridrato de cocaína da região Centro-Oeste. A apreensão de quase 600 quilos faz parte da Operação Narke 2, que envolve, além da PRF, a Diretoria de Operações Integradas e de Inteligência (DIOPI), vinculada à Secretaria Nacional de Segurança Pública (SENASP) do Ministério da Justiça, em uma Operação Nacional que envolve todos as Forças de Segurança do país.

Em uma ação orientada por inteligência, a PRF interceptou uma carreta que transportava 50 toneladas de sucata, que havia saído de Rondônia com destino ao Espírito Santo. O veículo foi parado na rodovia BR-364, em Jataí, onde os agentes encontraram 500 tabletes de cloridrato de cocaína, totalizando quase 600 quilos da substância ilícita.

Para localizar a droga, foi necessário o uso de um caminhão munck para retirar a sucata que escondia o entorpecente. O motorista de 34 anos que não teve a identidade divulgada, informou aos agentes que receberia R$ 25 mil pelo transporte da carga. Ele, o caminhão e as drogas foram encaminhados para a Central de Flagrantes em Jataí, para os procedimentos de praxe.

JORNAL DO VALE – Muito mais que um jornal, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE, através do WhatsApp (62) 98504-9192

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Covid-19: 98,6% dos municípios adotaram isolamento social em 2020
Continue lendo

VALE SÃO PATRÍCIO

PLANTÃO POLICIAL

ACIDENTE

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA