Cidades

Em Goiás, noivos se casam a luzes de vela e lanternas após faltar energia durante a cerimônia; Assista

O casal foi surpreendido com falta de energia minutos antes do matrimônio.

Publicados

Em Goiás, noivos se casam a luzes de vela e lanternas após faltar energia durante a cerimônia. Foto: Captura vídeo

Em Goiás, noivos se casaram a luzes de velas e lanternas após faltar energia durante a cerimônia na cidade de Vicentinópolis. Os noivos foram surpreendidos com a falta de energia minutos antes do matrimônio.

A cerimônia foi realizada na sexta-feira (17), instantes antes do início a diocese ficou sem luz. Conforme o noivo, Adalberto Allan Ferreira, que é engenheiro mecânico, ele estava na porta da igreja quando o padre foi falar com ele.

O padre veio conversar comigo e pediu para “manter a calma que daria tudo certo”, explicou Ferreira.

Conforme a noiva Geovanna Paula de Almeida, a cerimônia estava marcada para as 19h30, mas só foi realizada uma hora depois do programado. Ela estava colocando o véu quando recebeu uma ligação do padre da diocese informando sobre a falta de energia elétrica.

O casal está junto há quatro anos e tem um casal de gêmeos, Miguel e Valentina de 9 meses. A cerimônia contava com cerca de 20 convidados entre amigos e familiares do casal. O noivo conta que mesmo ser energia, o objetivo era realizar o casamento. “O negócio era a gente casar! Fica um casamento até diferente né”, disse.

Leia Também:  Em Niquelândia, homem é encontrado morto no Lago Serra da Mesa

Após a queda de energia a noiva pensou que o padre poderia cancelar a cerimônia, e disse que só sairia do local casada. Na hora eu falei assim, “eu amanheço na porta dessa igreja vestida de noiva, mas nós vamos casar”, conta Geovanna sorrindo.

Apesar do susto, o casamento foi realizado, com a ajuda dos convidados, que iluminaram o casal durante toda a cerimônia. A noiva disse ainda que, mesmo com tudo que aconteceu, foi uma experiência única.

Foi muito lindo, foi muito maravilhoso, não poderia ter sido melhor, finalizou Geovanna.

JORNAL DO VALE – Muito mais que um jornal, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE, através do WhatsApp (62) 98504-9192

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

CIDADES

Erro em exame de DNA causa destruição de uma família inteira

A mãe de gêmeos perdeu emprego, cargo na empresa e sofreu linchamento público por conta de um teste que mudou completamente a vida dela.

Publicados

em

Elizabete Santos Reis de Lima e o seus filhos gêmeos.

O casal Elizabete Santos Reis de Lima 36 anos e Jeremias Batista Costa Filho de 39 anos, tiveram uma reviravolta no relacionamento depois de um exame de DNA equivocado.

Elizabete e Jeremias se conheceram em 2018 e no ano seguinte, resolveram morar juntos, começar uma nova vida, constituir família e viver um amor a dois. No entanto, em 2020, Elizabete deu à luz a um casal de gêmeos e, a partir daí, a vida dela começou a mudar completamente.

“A gente já morava junto. Decidimos engravidar, mais por vontade dele, que me disse que sonhava em ser pai”, disse em entrevista ao site Metrópoles.

Tudo começou a se tornar um pesadelo depois que, do nada, onde o homem decidiu fazer um exame de DNA com o filho masculino dos gêmeos sem avisar à mãe das crianças. O resultado deu negativo e ele apresentou a resposta do teste à Elizabete logo às vésperas do Natal no ano de 2020 em pleno auge da pandemia.

“Fiquei sem saber do que se tratava. Não tinha verdade ali. Falei para ele que se ele não era o pai, eu não era a mãe”, enfatizou Elizabete.

Leia Também:  PMs são filmados ameaçando simular infração de trânsito para multar em R$ 7 mil motociclista; Assista

Com a intenção de fazer um novo exame contendo o material genético dela, o companheiro negou de imediato e ela então surtou pois havia pensando que os filhos poderiam ter sido trocados enquanto estava internada no hospital.

“Fui ver as fotos do parto de nossos filhos, para conferir se existia alguma semelhança do bebê que saiu de mim com aquela criança que estava ali do meu lado. Entrei em surto, porque tinha certeza que minha honra não havia sido quebrada, não havia outro pai, outro homem em minha vida”, disse Elizabete.

O novo resultado indicou que o exame feito com o garoto estava errado e então a missionária evangélica Elizabete se sentiu arrasada. Foi aí que o projeto de família que estava começando ficou em ruínas.

Causas

Em decorrência do erro no exame de DNA, o fim do relacionamento do casal veio à tona, a mulher perdeu o emprego como auxiliar financeira de uma empresa de publicidade e sofreu muitos ataques. Ainda, Jeremias começou a difamar a então agora ex-mulher usando o resultado do resultado de DNA antigo. Ele passou a chamá-la de adúltera, golpista e “louca dos gêmeos”.

Leia Também:  Fausto Silva dá entrada em hospital para avaliação do coração

Elizabete foi despejada a pedido de sua ex-cunhada, dona do apartamento onde ela estava com as crianças e o ex-companheiro.

“Eu cheguei a pensar em me matar. Porque não tinha ninguém me apoiando. Não tinha nenhum ombro para chorar aquela injustiça”, desabafou Elizabete.

A verdade

A mulher resolveu buscar apoio jurídico entrando na Justiça para solicitar novos exames de DNA e descobrir a verdade.

No dia 29 de dezembro de 2022, a paternidade de Jeremias para as duas crianças acabou sendo oficialmente comprovada. O homem questionou o resultado e uma contraprova foi feita, confirmando que o homem é sim o pai dos gêmeos.

O reconhecimento da paternidade foi homologado pela Justiça da Bahia, não cabendo mais recursos.

JORNAL DO VALE – Muito mais que um jornal, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE, através do WhatsApp (62) 98504-9192

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

VALE SÃO PATRÍCIO

PLANTÃO POLICIAL

ACIDENTE

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA